O “dono do pedaço”

A entrevista de Jair Bolsonaro, ontem, é uma fieira de exemplo de abusos e ilegalidades confessas do Presidente, que bastariam – sobrariam, até – para que respondesse por crime de responsabilidade.

Veja, por exemplo, o que ele diz sobre suas ações para responder ao caso da portaria de seu condomínio:

O nosso advogado geral da Uniãodeterminou ao PGR, procurador geral, que tome o depoimento do porteiro, bem como o dos servidores públicos, no caso o delegado da Polícia Civil, levando-se em conta que em que circunstância isso tudo veio a ocorrer.

O advogado geral da União, por lei, é advogado dos atos governamentais , não da pessoa do presidente. Usa-lo para defender-se no caso é o mesmo que usar bens ou dinheiro público com finalidade pessoal. Menos ainda ele “determina” algo ao Procurador Geral da República, que é, ou era, independente do Executivo. E, finalmente, não passa pela cabeça de ninguém que seja o Presidente da República que intime quem quer que seja a prestar depoimento.

Mas ele segue:

Primeiro, a Rede Globo tem de explicar que é que vazou um processo que corria em segredo de Justiça para eles.

A Globo e qualquer jornalista não têm de explicar nunca quem deu-lhes uma informação, porque o sigilo de fonte é mandamento constitucional. Se Jair Bolsonaro quer saber a origem do vazamento é preciso um procedimento com valor jurídico, uma investigação do Ministério Público e da polícia. Algo, aliás, que deixaria muitas mesas vazias no Ministério da Justiça, se fosse feito no caso da Lava Jato.

Aliás, algo que poderia ter sido feito desde o dia em que – e Bolsonaro o narrou em detalhes – o presidente foi chamado pelo Governador do Rio de Janeiro e recebeu a de Wilson Witzel que o porteiro do condomínio o havia envolvido no caso Marielle-Anderson Gomes. Como havia, em tese, um crime de quebra de sigilo judicial, Bolsonaro poderia ter feito uma comunicação ao Procurador Geral da República que resultaria na abertura de um inquérito.

Bolsonaro falou ainda da “busca e apreensão” feita sobre os computadores do condomínio, agora já não usando a expressão “pegamos as provas antes que as adulterassem”. Disse que apenas mandou o filho Carlos, gravar o conteúdo dos arquivos para provar que não era dele a casa que tinha autorizado a entrada do cúmplice do assassinato.

Apenas falei com meu filho, ele foi na portaria – como qualquer um dos 150 moradores podem fazer – colocou a data 14 de março do ano passado e todas as ligações para a minha casa e para a casa dele, ele simplesmente botou o áudio e filmou este áudio, nada mais além disso.

É um pouco demais acreditar que, sabendo no dia 9 de outubro, que o porteiro dissera em depoimento que havia feito ligação para sua casa – ou para seu celular, se o sistema do condomínio redireciona para ele as chamadas de portaria, algo comum, hoje – só 20 dias depois se tenha ido ver que isso não ocorrera, num arquivo tão fácil de ser acessado, como diz o presidente, que qualquer dos 100 condôminos pode chegar e rodar o programa.

A entrevista deixou claro que, apesar da negativa presidencial, o caso é “assunto encerrado”, bastando apenas que o porteiro, intimidado, diga que não tem certeza do que disse e que, depois de um ano, foi traído por um erro de memória.

O sistema policial-judicial brasileiro está completamente corrompido. As coisas são como se quer que elas sejam e ponto final.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

18 respostas

  1. Um DELINQUENTE ORDINÁRIO ,VULGAR ,sem talento nenhum ,a não ser a de emprestar sua cara como máscara para o SAQUEO,O ROUBO DO BRASIL,perpetrado pelo Tio sam e seus cúmplices de farda no Brasil.

  2. Enquanto isso o Intercept, finalmente, divulgou os áudios….. do Peru. E como a primeira reportagem da série por lá. Já por aqui, que começou há 5 meses, nada dos anunciados 2000 áudios dos vagabundos lavajateiros. Será que é colaboração para Celso de Mello e Gilmar Mendes não julgarem a suspeição do criminoso Moro, retardando-a sine die, para continuarem cassados os direitos políticos de Lula, para alegria, por exemplo, de Ciro, fotografado tão feliz, na companhia do Intercept, no final de semana?

    1. Falar nisso, a propósito da gracinha do Intercept (Leandro Demori) no Twitter: “Esclarecimento a quem pergunta “cadê a Vaza Jato?”. Acabou? NÃO. Tem mais matérias? TEM? Agora eu pergunto: cadê as instituições que já deveriam ter agido depois de MAIS DE 70 REPORTAGENS com potencial pra implodir qualquer coisa? E onde está o povo? No Twitter? ????” ::

      A página https://www.vazajato.me/ exibe linha do tempo com todas as reportagens da VazaJato. Eis uma estatística com o total de reportagens mês a mês:
      — Junho: 17 — Julho: 27 — Agosto: 29 — Setembro: 22 — Outubro: 5

      Como se vê, em outubro a VazaJato praticamente acabou. E o jornalista do Intercept aparece agora com este papinho vagabundo, e fazendo perguntinhas idiotas, parecendo que só vai publicar mais quando o “povo for pra rua”. Ele é jornalista ou animador de comício? Uma coisa parece que o Intercept é: depositário infiel e engavetador dos segredos de estado que alguém lhe confiou para serem publicados, em prol da sociedade.

        1. Perdeu você o interesse nos crimes lavajateiros no Brasil? Acha que no Peru, sim, Glenn vai colocar os lavajateiros na prisão? Acha que Glenn engavetou a maioria das revelações do Snowden porque não conseguiu fechar a CIA e a NSA?

          Não tô te entendendo.

    2. Venho falando do jogo desse gringo desde o começo dessa historinha. O que se percebe é clara manipulação, contrabalanceada com a alegação de perseguição, de preconceito, de gente que odeia homossexuais. Toda essa farsa tem sido conduzida de modo cirúrgico, coisa de microcirurgia, realizada com equipamento ótico. Ou esse gringo não tem tudo o que diz ter, ou mantém a posse, como todo gringo, de algo que não lhe pertence, mas, a outros povos, no caso, o brasileiro. E não me venham com papinho de que tem ele filhos brasileiros. O moro também tem.

  3. Sr.Fernando.Os citados na matéria,MP,JUDISSSSSSSIARIO,CONGRESSO NACIONAL,POLICIAS TODAS,são CÚMPLICES DO GOLPE DE ESTADO QUE DERAM NO BRASIL.E com votos de 55 milhões de BRASIGUAIOS,que hbitam entre nós.Invocar-se o POVO?Que POVO?Existe isso,no Brasil?Ora!Ora!Ora! Sr.Fernando,a direita ,no que refere à “ESQUERDA”,sempre contou e conta,com “OS INGENUOS”!

  4. Quer queiram ou não, este é e será o governo dos militares e da justiça lavajatista. Calçado pelas cunhas da mídia empresarial. O Brasil não vai se acabar depois deste butim, mas terá, no futuro, tanto para renegar de seu passado, quanto teve a Alemanha pós-nazista.

  5. Qual a novidade do sistema de justiça brasileiro estar corrompido? Você brizolista deveria lembrar da briga de Brizola pela legalidade, além do mais o sistema de justiça é mais um aparelho repressor da burguesia, engraçado é achar que a justiça julga imparcialmente a esquerda, com a direita ela não só é imparcial mas claramente ela tem lado, porque será que ninguém na justiça viu até hoje irregularidades em fhc e Aécio está livre apesar de todas as provas, quantos tucanos estão presos?

  6. Quando a milícia toma conta é assim… nada de novo. Esperar que um PGR nomeado pelo miliciano vá investigá-lo é querer demais. Mas é louvável e heróico o desempenho da mídia alternativa denunciando tais desvairios da “justissa” brasileira. Se por aqui soprasse os ventos de hombridade e altruísmo, o povo estaria nas ruas. Mas essa massa ignorante (politicamente) prefere ver o que a globo decide. E seguir suas recomendações. Assim tem sido. Oxalá mude. Que venha esse vento que passou por México, Argentina, Equador, Bolívia e Chile.

    1. Idealmente, não. Mas estamos no Brasil, onde a constituição é nota de rodapé, dalanhol não sofre nenhum tipo de processo e o bozo manda e desmanda como bem entende. Aqui não existe justiça, existe a vontade dos endinheirados.

    2. Hahaha! Se ele for inscrito! Desde 2010, o STF senta em cima de ação movida pela seccional da OAB de Rondônia para exigir de advogado público (defensores, advogados da União, etc) que seja inscrito na OAB. Hoje, isso não é necessário…

  7. Onde esta e quem é este porteiro? O do Guarujá virou celebridade sempre dando entrevistas, o Atibaia também. Já este, parece o porteiro Conceição do Caubi… “Ninguém sabe,ninguém viu”….

  8. Não adianta esperar alguma coisa dessas instituições podres. Bolsonaro pode cometer todos os crimes que quiser e, no máximo, o STF ficará num resmungo. Só o povo na rua para derrubar o governo. E não estou falando de impeachment, tem que ANULAR as eleições e marcar novas eleições com Lula livre e candidato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.