O general acertou o capitão

Na penúltima pesquisa Ibope, Jair Bolsonaro tinha a seu lado 35% do eleitorado masculino e apenas 18% do eleitorado feminino. Na última rodada, ontem, estes números oscilaram dentro da margem de erro (+1% entre os homens e + 2% entre as mulheres). Considerando ainda os arredondamentos, quase uma estabilidade.

O candidato da extrema-direita estava atento a essa disparidade e preparava uma série de peças para a internet buscando desmanchar a imagem misógina de sua candidatura, frequentemente reforçada pela trupe de “bombados” que o acompanha.

Não é à toa que o Ibope ontem mostrou que, no eleitorado unicamente feminino a situação é de empate técnico. (20 a 19% para Fernando Haddad).

No Datafolha da semana passada, o índice de rejeição de Bolsonaro entre as mulheres batia 49%, 11 pontos a mais que entre os homens.

A declaração de seu vice, General Mourão, sobre os lares chefiados por mãe e avó serem “fábricas de desajustados” tem um efeito terrível,  de ofensa às mulheres  – e não só a elas – em uma seara bem diferente do que convencionalmente se considera “feminismo”.

Pior: nos filhos, nos netos.

Já se vê o assunto não só nas redes sociais – onde o debate é mais frequente  – mas nas conversas de fila de bancos, de lotéricas, de todos os lugares onde pessoas acabam externando opiniões e recebendo informações.

Tenha em conta que o “não voto” (indecisos e nulos +brancos)  entre as mulheres, segundo o último Ibope, é de 27%, muito acima dos 16% registrados entre os homens.

O general fez um estrago que as pesquisas ainda não mediram.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

24 respostas

  1. Sem dúvida, só “corno” vota no “nazifascista”, já tem “doentes”, pensando em criar “Associação dos Estupradores” ! NÃO TEM ARREGO ! ELE NÃO !

  2. Como importaram sofisticadas técnicas de guerra híbrida dos chefes a que realmente servem (que trabalham no Deep State estadunidense e finança transnacional) os golpistas de coturnos podem ter chegado à conclusão de que, para exercer o poder real, pode não ser necessário vencer uma disputa eleitoral e ter como “presidente da república” um ex-capitão ou um general do exército. Apenas por meio de um golpe midiático-policial-judicial-parlamentar-militar eles já controlam dois poderes: o Executivo (ou algum leitor tem dúvidas de que uma junta militar representada por Sérgio Etchegoyen é quem dá as cartas desde meados de 2016?) e o Judiciário (agora presidido pelo general Fernando De Azevedo e Silva, há pouco passado à reserva e que foi chefe do Estado-Maior do Exército). O terceiro dos poderes políticos, o Legislativo, é controlado pelos golpistas e coturnos por meios de dossiês, chantagens e ameaças. Observem que TODO o pacote do desmonte e do entreguismo, foi aprovado por larga maioria no Congresso Nacional; como isso não rende votos e pode custar aos parlamentares a não renovação dos mandatos, mais plausíveis ainda ficam as chantagens e ameaças que devem sofre da milicalha golpista, vira-latas e entreguista.

    Se assumirem oficialmente a chefia do Executivo, o generalato golpista ficará mais exposto e sujeito a cobranças. E hoje em dia é mais difícil por em prática as censuras, perseguições, torturas e assassinatos dos adversários políticos, prática corriqueira em todas as ditaduras militares-empresariais implantadas pelos EUA no continente latino-americano.

    1. Como se sabe, os oficiais do Exército se dividem em “linhas-dura” e “comunistas”, isso desde os tempos do Geisel. Geisel foi o primeiro general a ser chamado de “comunista” pelos “linhas-dura”, não se sabe se por seu arraigado nacionalismo, que o levou a agigantar a Petrobras, impulsionar o setro hidrelétrico e fazer a independência nuclear do Brasil, ou por ele ter patrocinado a Abertura e o fim do regime. O general Villas Bôas hoje é, segundo seus colegas “linhas-dura”, um “comunista”, como o próprio Bolsonaro o chamou. E o general Fernando De Azevedo e Silva, o general “do Toffoli”, segundo a publicação “linha-dura” intitulada “O Antagonista” poderia ser uma espécie de espião do STF na caserna “linha-dura”. Ele também é tido como um “comunista” pelo “linhas-dura”. https://crusoe.com.br/diario/o-sucessor-de-villas-boas/ . Ele seria um general “comunista” que o general “comunista” Villas Bôas preparou para sucedê-lo no comando do Exército. O prestígio persistente de Villas Bôas é um atestado de que os “linhas-duras” ainda não prevaleceram totalmente no Exército. Sonhar com Forças Armadas brasileiras, fortes, de gente inteligente, infensas a fantasmagorias ridículas que aproveitam a nossos concorrentes e inimigos, obedientes à ordem democrática, nacionalistas, não-entreguistas, não americanófilas, não sujeitas à filosofia barata de um “filósofo” que obedece a interesses escusos para nela difundir ódio contra os verdadeiros nacionalistas… Forças Armadas que entendam que o Brasil deve estar acima de tudo… Por enquanto, isso é apenas um sonho.

    1. MARIA DO ROSÁRIO: MULHERES, MÃES, AVÓS, VAMOS DERROTAR O ÓDIO

      A deputada do PT-RS convocou a população para ir às ruas no da 29 de setembro, quando ocorre um protesto encabeçado por mulheres contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) em SP; “Vamos derrotar o ódio! Mulheres, mães, avós, filhas, irmãs, amigas, vamos derrotar o ódio. Homens contra a violência, estejam ao nosso lado contra Ele!”, disse

      19 DE SETEMBRO DE 2018

      (…)

      FONTE: https://www.brasil247.com/pt/247/rs247/369274/Maria-do-Ros%C3%A1rio-mulheres-m%C3%A3es-av%C3%B3s-vamos-derrotar-o-%C3%B3dio.htm

  3. “Vumbora” esquecer este “jumento de carga” do BOSTAnossauros?
    E rumo ao primeiro turno, TRIpresidente LULA Haddad e Manuela D’Ávila!
    E PenTa!

    ***

    TSE LIBERA LULA A APARECER NO PROGRAMA DE HADDAD

    O ex-presidente Lula poderá aparecer como apoiador na propaganda eleitoral do candidato Fernando Haddad; por 7 votos a 0, o TSE negou pedido do candidato Jair Bolsonaro, que alegou que a imagem de Lula “causaria estados mentais e sentimentais nos telespectadores”; relator, ministro Sergio Banhos, foi incisivo em seu voto, seguido pelos demais ministros; “É inegável que imagem do Ex-Presidente Lula, um dos líderes do Partido dos Trabalhadores, é de suma importância para a campanha de Fernando Haddad. Limitar sua aparição enquanto apoiador imporia à Coligação e ao candidato restrição, ao meu entender, ilícita”; com Lula na TV e no rádio, vai ficar difícil conter a onda Haddad

    19 DE SETEMBRO DE 2018 ÀS 14:33

    (…)

    FONTE: https://www.brasil247.com/pt/247/poder/369299/TSE-libera-Lula-a-aparecer-no-programa-de-Haddad.htm

  4. O general coiceou com as 4 ferraduras. Chutou o pau da barraca, a barraca e tudo que tinha pela frente, com a sutileza de um mamute numa loja de cristais. E tem gente que vai votar nesses trogloditas.

  5. Como foi que o Ciro disse? Asno, ou foi burro ou será mula???
    Não sei, só sei que os animais ofendidos começaram a dar coices até na sombra.

  6. Que cabo eleitoral o HADDAD arranjou.
    Para o Boçalnaro o Gal Morão é um quinta-coluna.
    Não para general, vc está indo muito bem.

  7. Então, o ataque talvez não tenha sido por acaso, mas premeditado, pois o Lula foi criado pela mãe. Então, o Lula seria mais um que se encaixa, entre esses muitos desajustados que foram criados só pelas mães e pelas avós.

  8. Isso que dá convidar um,
    JUMENTO de CARGA, para ser vice presidente.
    O BolsoAsno levou um coice ” no pé ” que anulou a
    ” facada ” SEM sangue dele.
    ahahahahahahahaha, meu deus.
    Esse é o exército brasileiro.
    Pelamordedeus.
    Ninguém merece.

  9. Nem adianta tentarem, pois como estamos prevendo, nem adianta vir que não tem. Não queremos apoio destes trogloditas.
    A coisa está ficando tão ruim para o Bostonaro e o “General de Pijama” que é bem capaz deles sentindo-se derrotados , só lhes restarão uma alternativa que é apoiar o Haddad.
    “Nun vem que nun tem”

  10. Esse lixo do coiso e do general milico de banda, não servem nem pra comandar uma quadrilha que dirá um pais de homens e mulheres TRABALHADORA SÓ O PT nos representa É 13 SEMPRE.

  11. Eu apoio o general! Espero que ele continue falando. Vou até sugerir alguns temas:

    – O pobre é pobre, porque é amaldiçoado e preguiçoso;
    – O negro, desde que era escravo, já era preguiçoso;
    – Mulher tem que ganhar menos, não porque fica grávida, mas porque é menos inteligente do que o homem;
    – Bandido bom é bandido morto;
    – Todos os favelados são bandidos;
    – As madames de Leblon preferem os cachorrinhos aos homens!

    Alguém que queira ajudar o general com mais temas dos quais ele entende muito bem, podem sugestionar, aqui.

    Fala general, fala, não se acanhe, estamos contigo nesta empreitada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.