O general da Saúde é esbofeteado em público

Eduardo Pazuello nunca esteve à altura de ser o Ministro da Saúde, menos ainda em tempos de pandemia.

Saberemos agora se, pelo menos, está à altura de ser o que um dia já foram generais do Exército Brasileiro.

Ou será que vai se fingir de morto diante do ato de Jari Bolsonaro grafar em maiúsculas a palavra TRAIÇÃO ao falar do correto acordo que fez com o Instituto Butantã para o caso de ser eficaz a vacina contra a Covid-19 que este está testando em conjunto com o laboratório chinês Sinovac?

Provável e infelizmente, sim.

O esbofeteamento do general coloca-o no mesmo monturo em que foram lançados Luiz Mandetta e Nélson Teich.

A Bolsonaro, como Fausto a Mefistófeles, chega a hora de entregar a alma.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *