O general valentão com Lula não pia com Olavo

O ‘piti’ do general Augusto Heleno hoje com as suspeitas  que o ex-presidente Lula disse ter sobre o episódio da facada em Jair Bolsonaro é de um destempero e de um cinismo constrangedores.

Para começo de conversa, embora tenha ouvido muitas histórias, devo dizer que não tenho elementos que permitam concordar com a tese da “facada fake” e que, portanto, não levantei e não levanto suspeitas sobre sua veracidade. Isso é básico do jornalismo, embora seja direito de qualquer outro especular mesmo sem provas.

Mas o general que acha “a presidência uma coisa sagrada” poderia respondeu quando seus partidários deram um show de grosseria com uma presidente mulher, num estádio de futebol?.

O senhor alguma vez se manifestou sobre as marchas da direita – antes, muito antes da condenação de Lula – carregarem dele um boneco com roupas de presidiário?

Mesmo assim, sua intervenção foi deplorável.

Não lhe cabe fazer, diante do presidente e da imprensa, uma manifestação neste tom, com direito a soco na mesa, sobre qualquer tema.

O seu cargo é de chefe do gabinete de segurança do Presidente e não o de formulador de teses jurídicas sobre o que é ilegal, a prisão perpétua. Inconstitucional, até: leia o Art. 5°, inciso XLVII, alínea C.

Imagino se o senhor teria coragem para esta bravata se o assunto fosse o astrólogo Olavo de Carvalho, condecorado pelo seu chefe, a chamar seu colega, agora demitido, general Santos Cruz de “um merdinha”.

O senhor fez esta cena diante do presidente?

Não?

Então não tire de valente com quem está preso, se é covarde com quem está solto.

Lula é seu desafeto desde que, quando o senhor era comandante militar da Amazônia se opôs à demarcação de terras indígenas e o presidente mandou o chefe do Exército, general Enzo Perri, pedir que evitasse uma crise, da mesma forma que, depois, teve de receber ordem para não fazer apologia de 1964.

É o ódio que acumula há dez anos que o fez vomitar na mesa do café da manhã presidencial?

Não é preciso dizer nada além do que dizia minha velha avó, embora o senhor não tem idade de ouvir o que um garoto devia ouvir: tenha modos!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

38 respostas

  1. Quando vier a tona a canalhice do capitão de ter fraudado o resultado das eleições para eleger uma bancada inteira do PSL com ajuda externa vamos ver de quem o general terá mais vergonha, de Lula ou do capitão.

  2. Sr.Fernando!O senhor ainda da bola,para UM “MERDA” desse matiz?Isso só é general,NUM EXÉRCITO DE PUXA SACOS DOS ESTADOUNIDENSES.

  3. Esse rebotalho militar entreguista arrebanhado pelo Bozo não tem modos. A não ser o modus operandi da execução de Marielle Franco. Como fazem questão de deixar bem claro na ameaça ao Deputado Federal David Miranda.

  4. Está esclarecido. É mais um ressentido do time do cristóvam buarque, da marina silva, do ex-candidato do PDT e outros desprezíveis.

  5. Como disse Rodrigo:-Ataque de pelancas.
    Foi exonerado por LULA,condenado por improbidade,genocida no Haiti,em suma um criminoso.

  6. O xilique do general de pijamas é justificável: estão todos eles, bolsominions fardados e paisanos, com os nervos à flor da pele. Guedes dá ataque contra os deputados no momento em que ainda depende da votação no plenário; Heleno dá xilique contra Lula de maneira grosseira e apela para uma condenação inexistente no código penal brasileiro; os deputados do PSL dão xilique contra o próprio requerimento; bozo dá xilique e foge de coletiva pra não falar de Moro, Carluxo dá xilique contra o Intercept e por aí vai. Um governo feito de debilóides com idade mental de 9 anos e meio e com déficit cognitivo.

  7. O que deixou ele (e Bozo, de quem se fez porta-bosta) pê da vida foi a frase de ontem do Lula:

    “quem serve a um governo que bate continência para a bandeira de outro país não merece ser general”

  8. O tenente presidente Boçalnato sempre foi o rei do chilique na sua atuação parlamentar. Agora presidente tá contaminando toda a tropa de seu governo de Guedes ao genetal decrépito. Passa a ser o governo do piti, menos no guru Olavo que dá piti em todos eles. General virou recruta do sargentão Olavo.

  9. Falou tudo e nem foi preciso falar do HAITI…General com estrelinhas de LATA, porque não tem condições de ter uma de GENERAL de verdade. Covarde e Entreguista.

  10. O general Heleno acredita que a terra é plana. Um general do Exército do Brasil. Acreditando nisso piamente, como pode ele fazer o cálculo de um projétil de longa distância? Disse isso publicamente, em canal de televisão, e não estava brincando. Se ele acreditasse nisso na qualidade de poeta aposentado, excêntrico e brincalhão, tudo bem. Mas não é o caso.

    1. Entrei no IME com 17 anos, em 1966, e a grande ameaça ideológica para os milicos era Herbert Marcuse (só me estimularam a lê-lo, nunca tinha ouvido falar. São umas bestas). Só fiz dois anos de graduação, fui preso em 1968 por uma semana, e achei que não estava muito legal, fui fazer Física, que sempre foi minha paixão. Isto para dizer que meus professores militares eram de alto nível, muuito acima dessas bestas que o Bozo contratou (só pode ser por dinheiro que eles estejam vendendo a Pátria Amada Brasil)

      1. O nível intelectual das forças armadas despencou de lá pra cá. E olhe que tivemos episódios fulminantes de burrice e ignorância naqueles tempos, mas conseguiram piorar,

    2. Ainda bem que o Brasil nunca vai à guerra. Essa turma seria capaz de mirar os projéteis sobre o próprio dedão do pé. Acho um desperdício pagar soldo pra essa gente, muito mais vale pagar um colhedor de cana, que trabalha duro, do que esse bando de inúteis fardados.

      1. Costa Rica já! Eles economizam sem um exército e são praticamente um protetorado americano.

        Viram? Não sou comunista.

    3. Sigo perguntando: por que ninguém cobra a esse gnomo torto de corpo e de mente, além dos atos de genocídio contra civis desarmados, os estupros cometidos por militares brasileiros contra mulheres e meninas, no Haiti. Quem é esse verme desqualificado, imoral, para ofender Lula e se permitir um chilique, muito bem ensaiado, já que havia até cambono, vulgo assessor, para trazer microfone e auxiliar a entidade. Falta é muita, mas muita, vergonha na cara, compostura e hombridade a esse quasímodo decrépito e sem noção.

  11. Nessa altura do campeonato, dizer que “A presidencia eh uma coisa sagrada” eh uma piada de mau gosto. Falta so falar que nossas “instituicoes estao funcionando”

  12. Já passou pela cabeça do General, que Lula tem informação antecipada da ¨facada¨ pelo Intercept ?

  13. Este demente é da escola que ve comunista até no prato de sopa,tem velhas broncas com o Lula.
    Paranaense ,tanbém como o CRIMINOSO moro ,pela antiguidade deve ter militado na escola da assassinos,a tal de escola das américas,do tio sam.
    Era comandante da Amazônia quando teve bronca com a demarcação de terras indígenas as que qualificou de caóticas,defendeu os genocidas de 64,e tempo depois foi enviado ao comando de tropas da ONU no Haití.
    De junho de 2004 a Setembro de 2005,período curto ao parecer foi alvo de denúncias contra os DDHH (sempre eles ,né general?).
    De lá pra cá se dedicou a semear ódio nas tropas contra os “comunistas” e obviamente exaltando as benesses de ser o patio dos fundos do tio sam.
    O Brasil do qual este sujeito gosta .se escreve com Z.

  14. Já dizia minha querida mãe, “Quem com porcos se mistura, farelo come”. A caserna está com o bucho cheio de farelo.

  15. Um homem irrisório, um general de um governo que bate continência à bandeira americana, um traidor que se deixar vende até a estâtua de Duque de Caxias. Uma vergonha para seus decendentes que terão de conviver com a verdade. Questão de tempo para se abrigar na lata de lixo.

    1. Se vender a estátua do tal Caxias não estará fazendo nada de errado, afinal, Caxias é o comandante que, em conchavo com os comandantes farrapos, à testa o canalha David Canabarro, em 1844, negociou o massacre de cerca de setecentos lanceiros negros, que se uniram à Revolução Farroupilha em troca de terra e liberdade. Do Massacre de Porongos, quando os negros combateram quase desarmados, sem suas lanças, retiradas por ordem de Canabarro, por exigência do verme Caxias, restaram vivos cerca de cinquenta combatentes, que foram presos e mandados ao Rio de Janeiro a viverem como cães, nas ruas. A má fé desses canalhas vem de longe.

  16. O prato que foi servido na mesa do general foi a facada que levou o Bozo à presidência. Se o episódio sem-uma-gota-de- sangue tivesse a clareza solar que deveria ter tido, então não haveria nenhuma suspeita pairando no ar. O general, o que fez foi atrair todos os olhares do mundo para o “incidente”. Ora, quem gostaria de estar sob o comando de um general como esse numa guerra?

  17. O Coiso disse que até agora não cometeu nenhum erro. Mentira! O maior erro foi pensar que poderia presidir o país e escolher essa turma despreparada!!!!

  18. O LULA é um gigante e o mundo inteiro sabe disso e agora fica sabendo que temos no Brasil um general anão, em todos os sentidos e o Olavo deve saber coisas do arco da velha desse zumbi fardado…

  19. Acho que o véio Heleno pegou a doença do Villas Boas, que ao invés de afetar a mobilidade ,afetou o seu cérebro descompensado de milico analfabeto.

  20. O pijama e o mentor intelectual da república, deixaram esse cidadão em estado psicótico!

    Mas está entre os seus!

  21. A presidência é uma coisa sagrada, mas silenciou quando um juizeco de primeira instância vazou um áudio ilegal com fins manipulatórios.

  22. O general…Zinho deveria usar esta “bravura” para não baixar as calças para o americanos, entregaram a Embraer, entregaram a base de Alcântara sobre estas coisa ele não fala, se cala e é tchutchuca! Com o Lula, que está preso sem provas e não pode se defender, este general…Zinho quer dar uma de tigrão? Vá criar um pouco de vergonha na cara!

  23. É muito triste a cena militar brasileira atual. Ainda mais para quem estuda história dos militares. Ironicamente a história, um assunto que é orgulho de muitos militares no mundo, é fruto de desprezo dos militares brasileiros.

    Os militares foram abolicionistas no tempo da escravidão.
    Foram republicanos nos tempos da monarquia.
    O movimento tenentista de Vargas e Prestes era contra a oligarquia rural.
    Foram desenvolvimentistas num cenário de neocolonialismo…

    E hoje temos terraplanistas, olavetes e bolsominions… A que ponto chegamos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *