O luxo e o lixo

A quem achar que liberalismo econômico extremo, como quer o tal “mercado”, pode conviver com democracia, recomendo a leitura da reportagem de Thais Carrança, da BBC : “5 dados que mostram como brasileiros ricos passam bem pela pandemia“.

Do texto, quase rescende o perfume de Maria Antonieta:

Em meio à pandemia, enquanto a maior parte do país sofria com perda de renda, em meio ao avanço do desemprego e da inflação, os brasileiros mais ricos se viram impedidos de gastar em viagens internacionais e em compras nas principais capitais do consumo do mundo.
Calculadora de renda: 90% dos brasileiros ganham menos de R$ 3,5 mil; confira sua posição na lista
Com uma “poupança forçada” pela mudança de hábitos, eles gastaram em luxos no mercado nacional e investiram volume recorde de dinheiro no exterior.
Assim, enquanto parte da população fazia fila para receber ossos no açougue, em meio aos preços recordes da carne e ao avanço da fome, outra parcela — bem menor — aguardava na fila para comprar um helicóptero.
Segundo um fabricante ouvido pela BBC News Brasil, a espera por uma aeronave nova chegou a 20 meses, dependendo do modelo, em meio a um salto de demanda.

Daí, Thais passa aos jatos executivos, aos Porsches, aos apartamentos de luxo e superluxo, aos investimentos de brasileiros no exterior, todos dando saltos para cima: brioches num país às voltas com a fome de quase 20 milhões de pessoas devolvidas ao mais completo desamparo.

Discutimos a elevação, mais que necessária, da isenção do Imposto de Renda, mas jamais a compensação deste alívio taxando quem tem renda para estes arroubos consumistas ou para aqueles que recebem dividendos, isentos de tributação, seja lá qual for o valor.

E a classe média e média baixa, taxada impiedosamente, entra na conversa de que “mais imposto, não” e, com isso, defende a turma que, ao contrário dela, pode desfrutar de lanchas, jatos, coberturas imensas e carros “de status”.

Pobre país que, no século que ainda não aprendeu que luxo para milhares não esconde o lixo para milhões.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.