O monstro convoca o ‘General Dinheiro’

Jair Bolsonaro, depois da passeata da grana, convocou hoje a teleconferência da bufunfa para açular empresários peso pesado para pressionarem os governadores e prefeitos a reabrirem todo o comércio, não apenas o efetivamente essencial.

É o ‘General Dinheiro’ a avançar sobre governantes eleitos que, ao contrário dele, assumiram uma posição, ainda que insuficiente, de defesa da vida e de tentar preservar um mínimo de capacidade de atendimento da rede hospitalar, assolada por uma maré de casos que, todo dia, anda passando de 10 mil.

Bolsonaro toca-lhe os clarins, segundo a Folha:

“Um homem está decidindo o futuro de São Paulo, decidindo o futuro da economia do Brasil”, afirmou Bolsonaro, referindo-se ao governador paulista João Doria (PSDB), seu adversário político. “Os senhores, com todo o respeito, têm que chamar o governador e jogar pesado. Jogar pesado, porque a questão é séria, é guerra.”

Como já disse antes, o objetivo de Jair Bolsonaro não é a retomada da economia, porque ela é impossível, mesmo que se abram todas as portas de aço, porque não é um fenômeno de balcão, mas de toda a economia mundial e da inevitável retração do nosso mercado interno.

No discurso do ex-capitão fica claríssimo este apelo:

“… os problemas vão começar a acontecer. De caos, saque a supermercados, desobediência civil. Não adianta querer convocar as Forças Armadas porque não existe gente para tanta GLO [Garantia da Lei e da Ordem].”

Disse, agora há pouco, na TVT (logo mais coloco o vídeo), que os únicos sinas de desordem e de subversão política, com apelo a golpes de Estado, vem de Bolsonaro e de seus seguidores.

Não são os desesperados, os esfomeados, os desamparado que estão agitando o país em busca de uma ruptura institucional.

Bolsonaro não tem mais condições de ser presidente dentro de um regime constitucional. É por isso que persegue, de todas as formas, a maneira de seguir mandando, o que significa controlar ou até fechar as instituições republicanas e a própria Federação.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

10 respostas

  1. O povo votou no falso Messias ,o Anticristo Jair 666 , e o resultado está aí: Caos completo, epidemia, doença, peste e miséria.

  2. Os fardados entreguistas devem ter algúm impedimento legal para assumirem o governo.
    Já que colocar os tanques nas ruas ,como antigamente fazíam ,hoje é muito mal visto pela hipócrita elite internacional.
    Na Bolívia é “tolerável” ,já no Brasil é pecado.
    O mulão caminha entre a crítica e o apoio, o delicado equilibrio da corda bamba,mas,ao que parece será quem chegará em 2022.
    Torço para que isso aconteça,será como fechar a tampa do caixão dos entreguistas históricos.

      1. Se nós não temos generais para importar, imagina lá fora, cada país quer seus INTERESSES em primeiro, a diferença que no BRASIL os generais vende os nossos próprios INTERESSES.

  3. “Agora ele passou dos limites.
    Bora fazer uma notinha de repúdio”

    Congresso, OAB, MPF, Governadores, Prefeitos, Partidos de Oposição, STF, Imprensa…

    Dica minha: não esqueçam terminar a notinha de repúdio colocando emoji de carinha de furioso. Quem sabe assim ele entende e toma jeito.

  4. Presidente COISO prossegue em sua marcha da morte pregando ódio e discórdia. Esquerda sem reação, totalmente enroscada na rede do ódio. Todos com o COISO. Classe média, Exército, STF, centrão, Maia, Band, Record, SBT. Todos apoiando a marcha da insensatez do desgovernante COISO. Honrosas exceções para Globo, TVT, blogs progressistas pregando para os convertidos (eu incluso). Mal saio às ruas, só para fazer compras, e farmácia, envolto em máscaras e protocolos de higienizacao. Teremos força para derrubar o COISO? Não tenho respostas. Talvez o deus mercado se irrite com a queda no faturamento, dólar descontrolado e alto risco Brasil. Ou talvez não. Talvez ganhem ainda mais dinheiro com o caos. 10 mil mortos. 13 mil mortos. 15 mil. 30 mil mortos. Em breve serei assassinado nas ruas por usar camiseta vermelha. Não sei mais o que pensar.

  5. A ideia do coisa ruim é que aconteça saque para ter à desculpa de por em prática sua política de perpetuar no poder e exterminar os índios, negros, pobres,a vez dos evangélicos também vai chegar,vai ser o preço de vender à alma ao diabo!

  6. Os “empresários” ainda escutam o Bolsonaro? Ainda o levam a sério? Ah, então deve ser porque eles não gostam de ganhar dinheiro. O que eles mais querem não é produzir para ter lucro e muito menos fazer com que seu país cresça em paz e que seus trabalhadores sejam tratados com justiça e consideração. Eles querem apenas continuar fiéis a um certo indivíduo chamado Olavo, que mora na Virgínia, USA, e que muitos consideram um charlatão inescrupuloso. Muitos, menos eles: os inteligentíssimos “empresários” bolsonarianos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.