O poder para o prazer. Mórbido e pessoal

Do presidente que manda a Petrobras romper um contrato regular porque o escritório de advocacia é de um desafeto à juíza que manda transferir um ex-presidente há quase 500 dias preso às vésperas de julgar-se anulação de sua condenação ou conceder-se a progressão de seu regime penal, passamos por uma quadra em que o poder passou a servir à realização do prazer mórbido da “vingança”. E vingança de quem nenhum mal lhe fez.

Isso, por toda parte, tornou-se uma obsessão. O fato de ter poder passa a ser uma espécie de “licença” para a perversidade.

A rigor, também os absurdos que vão sendo revelados nos diálogos interceptados dos promotores da Lava Jato demonstram o mesmo. A impessoalidade que deveria reger o poder público (ou, pelo menos, que para ele prevê a saudosa Constituição brasileira) foi abandonada e cada um que o exerce que acha proprietário do direito de fazê-lo conforme seus caprichos, preconceitos e convicções individuais.

Este tipo de sentimento, que levamos anos atenuando nas atividades policiais após a ditadura, não renasceu apenas lá, mas tomou conta das instituições nacionais.

Morreu porque era bandido, foi preso porque roubou, apanhou porque discutiu, foi demitido porque não gostei do que disse, basta o julgamento que você faz e o poder que você tem para oprimir, massacrar, humilhar, castigar.

Os nossos homens de bem são maus e acham que isso é a prova de sua qualidade superior.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

20 respostas

  1. Não quero jogar água no chopp da esperança, mas a revolta que mais se sustentou neste país foi Palmares. E, ainda por cima, ela nem foi obra de brazileiros. Foi obra dos escravos trazidos à força da África. E no mesmo dia em que mais esta violência é cometida contra Lula por capatazes da casa grande submissos aos EUA, temos notícia do bate papo amistoso entre freixo e janaína e a revelação da parceria de randolfe com a lava jato. Eu lamento muito que Lula e sua família estejam passando por tudo isso por causa do brazil. Este país não o merece.

    1. Pois é,a Lula e a Dilma acreditavam, por serem honestos, que as “instituições” brasileiras eram sérias e as tratavam com respeito. De ha muito eu escrevo nos blogs progressistas, que os golpistas sempre julgam os outros pelo tamanho do rabo -(os educados escrevem “régua”)- deles.

    2. Canudos também aguentou muito. Foram 3 incursões militares que falharam contra um bando de “pretos, pobres e nordestinos”, falsamente acusados de serem monarquistas.

  2. Lula confiou demais nas instituições. A coisa já vinha fedendo desde 2016. Deveria ter ido a uma embaixada.

    1. Mas foi bom. Mostrou o que a direita e a imprensa brasileira são capazes. Lula estava e está certo. Nada de fugir para embaixada, tinha que enfrentar e mostrar a triste realidade que vivemos.

      Lula errou ao ser bondoso, amoroso, EM CONFIAR NAS INSTITUIÇÕES.

      EM QUERER AGRADAR A TODOS.

      LULA ESQUECEU DE DOUTRINAR O POVO QUE FOI BENEFICIADO.

      1. Concordo em parte. Mais vale um covarde vivo que um herói morto. E não estou aqui fazendo um julgamento moral, mas pragmático.

        Basta ver que covardes como Moro e Boçal Nato estão aí, livres, leves, soltos e tripudiando, esculachando com o país. Lula está preso e virtualmente censurado. Tudo depende do humor dos juízes-carcereiros.

        Getúlio Vargas se matou (oh!), mas os cínicos generais da ditadura morreram de velhice (exceção ao Castello Branco, num suspeito acidente aéreo). Tudo que sobrou foi apenas uma biografia épica – para os generais não – mas isso não encheu a barriga do povo, nem deu as cartas na soberania do país no dia a dia.

        Sabemos muito bem do que a imprensa e a direita são capazes, mas não precisamos (com o perdão da palavra) comer cocô para provar que é cocô. Basta apenas ver que é cocô. Essa pedra já era cantada há muito tempo.

        Deixemos a moral do sacrifício supremo para Jesus – não podemos deixar que esses patifes logrem em jogar sujo.

        Em tempo, imagine se De Gaulle (que foi para o exílio) tivesse se entregado aos nazistas. No final da Segunda Guerra, seria apenas uma estátua no Champs Elysées, e não aquele que conduziu a França ao crescimento. Tivemos muita sorte em termos o vazamento do Intercept sobre a Farsa a Jato – e se não tivesse acontecido?

        1. Eu achava que Lula não teria chance de sair da cadeia ficando aqui, por mim ele e a galega dele teriam saído do país, ele seria acolhido lá fora onde tem ligações fortes há décadas e continuaria lutando de lá, como faz o Correa do Equador.

          1. Também acho que seria por aí mesmo.

            Naquele episódio de ontem (a transferência para São Paulo), pensei comigo: Só falta o Zé Cardoso ir a Curitiba agora para tentar convencer novamente Lula.

  3. Tudo isso,senhor Fernando,faz parte da IDEOLOGIA MÉDIA,de MEDIOCRIDADE,ou NANICA BURGUESIA,outrora pequena,cujo único genuíno sentimento que tem, é a INVEJA.Particularmente contra os que vieram de baixo e não adotaram essa IDEOLOGIA,tipo LULAS DAS VIDAS,de quem somente sentem INVEJA.Pois como são todos MEDÍOCRES,não prosperam ate os lugaresque desejariam estar.São os mesmos,que chamam MIAMI DE MAIAMI.Não tem cura, é um tipo de CANCER IDEOLÓGICO.

  4. Não aceito nenhuma transferência de #LulaLivreJá. Tem de ser liberado, pois nem deveria estar preso. Lula é inocente. E cadê o Queiroz esse sim, teria de estar atrás das grades junto com outros mais. De quem é a cocaína encontrada em avião oficial do governo ?

  5. Isso é DITADURA. Enquanto os DITADORES não forem PUNIDOS, viveremos essa tragédia.

    Precisamos URGENTEMENTE de fazer esse acerto com todos os torturadores: CIVIS e MILITARES.

    Mas me parece que falta povo!

  6. Mas, nem todo mal é mal. Atrás de morro tem morro. A situação politica e econômica do povo Brasileiro vai de mal a pior.
    Vai chegar o momento que nem milico nenhum dará conta de segurar.

  7. Como foi o voto do Barroso! Moro é o maior canalha do Brasil ! Ele ainda comanda sua ganância de um dia ainda
    matar o gigante Lula ! Está em curso esse grande atentado contra o gigante Lula ! E vai morrer gente inocentes para parecer outra coisa ! Esse Moro é o mentor com carta branca do bostanaro para praticar atos de magnitude de tragédia no Brasil é plano forte de vida para esses facínora

  8. Em breve, talvez já em outubro, esta loucura estará bem clara para quase toda a população, que se perguntará de minuto a minuto como foi que seu país caiu em tamanha esparrela. Só alguns fanáticos não poderão vê-la, mas estes poderão ser vistos como parte dela. .

  9. Claro que Moro recebeu algum recado do Boso em seguida Moro deu ordens a referida Juíza e essa não perdeu tempo. Agiu rápido e deve estar agora remoendo o seu ódio pelo resultado adverso no Supremo. Será que o Supremo está começando a dar o troco para cima do Moro e dos Procuradores da Lava Jato?

  10. Mas o grande responsável pela submissão do Brasil aos americanos é o Gal. VilasBoas. Esse Dellagnol e Moro não seriam nada sem apoio desse nacionalista de campo de futebol. Agora ele e comparsas fingem morto diante da lambança que apoiaram e babam diante de presidente que bate continência ä bandeira americana, que vergonha.

  11. Eu era criança quando Getúlio suicidou. De lá para cá, à exceção dos 21 anos da tenebrosa e assassina ditadura militar, nunca tivemos governo de direita. Juscelino, Jânio, Jango, Sarnei, Itamar, Collor, FHC, Lula, Dilma e até mesmo o curto mandato do presidente ladrão, sempre foram governos de centro direita ou de centro. Nunca tivemos governo de esquerda tampouco. A democracia sempre preponderou, ainda que de forma cambaleante e aviltado por decisões como o 2º mandato que FHC fez votar e ele próprio se beneficio no cargo para se reeleger. As instituições, com um papel frequentemente vergonhoso, sempre estiveram presentes e funcionando. Mal, mas funcionando. Agora nós não temos uma ditadura como muita gente pensa. As instituições e a democracia continuam valendo, embora mais agredida e aviltada do que sempre foi; e o Brasil não é uma exceção, principalmente na América Latina. O que temos agora é um governo de direita radical. Tudo o que o governo do bozo faz está dentro do figurino da direita assumida conhecida em seus propósitos e métodos no mundo todo; tomem como exemplo os EUA toda vez que o partido republicano chega ao poder. Por mais que estejamos sofrendo e por maior que seja o risco de que o Brasil esteja acabando, temos uma direita enrustida por tantas décadas que agora saiu do armário e está se achando, aproveitando para se vingar, empoderar-se e ganhar muito dinheiro. O ganho histórico desta situação é que estão na vitrine. Vão se tornar exemplo e passar para a história com o caráter e a personalidade que realmente têm.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *