O “príncipe” quer deputados dos “paraíbas” obedecendo Bolsonaro

Em entrevista à Folha o autointitulado “Príncipe” Luís de Orleans e Bragança diz que não é objetivo da malta e zumbis que pretende fazer o ato bolsonarista o dia 15 fechar o Congresso. Apenas colocá-lo de joelhos.

O mais importante é a população se colocar contra o Congresso, em vez de a favor do governo. Você tem vários deputados, nenhum com soma de votos suficiente para chegar nem perto do volume de votos do presidente.(…)A população foi às ruas para empurrar as reformas. Quem fez a reforma da Previdência foi a vontade popular das ruas. O Congresso, em sua maioria no Norte e no Nordeste, foi eleito pela velha política, com prefeitos, cabresto, emendas parlamentares. O Sul/Sudeste é outro padrão. O eleitor que me elegeu tem um vínculo direto comigo. Bate papo, sabe tudo que eu votei, debatemos abertamente. A população está muito ativa, muito ligada ao que acontece em Brasília.

Ah, sim, aqueles “paraíbas”, como diz o ídolo do “príncipe”, Jair Bolsonaro. O mesmo Bolsonaro que o humilhou com a história do dossiê das fotos de orgias, como contou o ex-ministro Gustavo Bebbiano.

O nobre (literalmente) deputado podia e valer de métodos mais simples, como o de chamar os “marombados” do bolsonarismo, civilizadíssimos, para o trabalho de convencimento digamos, corpo a corpo com os deputados.

Porque, sem isso, a pauta do governo não vai andar nem pode andar, se o que resta de base do presidente no Congresso parte para este tipo de chantagem.

Ou a tática é essa, a de emparedar a tudo e a todos e exigir poderes extraordinários das instituições para fazerem o que quiserem?

Alguém está lembrado daquele presidente de El Salvador, que há poucos dias invadiu o congresso do país com uma tropa armada de fuzis para exigir que votassem aprovando suas propostas?

É bom ver se o general Heleno ainda aguenta o peso de um FAL.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

33 respostas

  1. Alguém podia dar uma facadinha nele, para ver se ele é mesmo nobre, ou seja, se tem sangue azul.

  2. UM PARTIDECO QUE CONSEGUE SOMENTE 0,7% DAS ASSINATURAS NECESSÁRIAS PARA SE REGULAMENTAR QUER DAR UM GOLPE MILITAR EM CIMA DA GENTE.
    VAMOS AS RUAS CONFRONTAR ESSES PIOLHOS SOCIAIS E AMEDRONTA-LOS COM NOSSO GIGANTISMO E CIDADANIA.

  3. “Marvadeza” Fernando;”É bom ver se o general Heleno ainda aguenta o peso de um FAL.” Rsrsrs

  4. Esse filho de quenga nunca deu um dia de trabalho honesto, vive as nossas custas. Mas é um vagabundo de marca maior, e príncipe mesmo só se for o Príncipe da Burrice”. Sujeitinho indigesto.

  5. Esse filho de quenga nunca deu um dia de trabalho honesto, vive as nossas custas. Mas é um vagabundo de marca maior, e príncipe mesmo só se for o Príncipe da Burrice”. Sujeitinho indigesto.

  6. Dizer que o povo foi as ruas defender a destruição da previdência é uma das maiores idiotices ditas nesses tempos botocudos…. é querer esconder o rentismo podre e canalha que domina o congresso e esse desgoverno miliciano….. hoje nem lembram que aqui há povo….

  7. O tal príncipe é claramente xenofóbico, pois está embutido em seu raciocínio uma suposta inferioridade do povo do norte/nordeste. Representa bem o governo atual. Alguém explique a ele que hoje o voto de cabresto é mais comum em bairros dominados pela milícia no sudeste.

  8. Esses PARASITAS NÃO perdem a pose!
    É inacreditável a pose desse tipo de PARASITA!
    Êta povo brasileiro!

  9. Esse é o único príncipe na história do mundo ,que é mais burro do que qualquer plebeu.
    Putz , tinha que ser brasileiro !!!!

    1. Não..ele é português, Príncipe brasileiro temos três pretendentes, 01 – 02 e 03, só ao invés de sapatinho de cristal, usarão tornozeleira eletrônica.

  10. A quanto chegarmos, um congressista apoiando o fim do congresso. “O princípe das orgias” podia ser cassado por apoiar o fechamento do congresso?

  11. Em outros países a queda da monarquia levou à eliminação da família imperial. É pena que o Brasil deixou esses parasitas com vida para procriarem, e produzir esse tipo de “príncipe de merda”,

  12. Se o problema desta Maria Antonieta fosse só cantar – escondido: “se o conde deu, se o rei de bag dá, se os negros do su dão, por que eu não posso dar?” não seria problema, claro. Mas essa mentalidade cretina do: “pois que comam brioches” é foda. Né não? Pqp!

  13. Esse princeso de araque, já que no Brasil não tem monarquia, é um parasita e parece que tem o cérebro no interno!

  14. Nordeste é outra nível não elegeu esse bando de idiota pra governar o país. o gado do sudeste e sul que garantiu a eleição dessa corja.

  15. Será que essa criatura tem algum resquício de bom senso? Será que consegue enxergar sua tremenda estupidez? Quem votou nesse cretino? Deve ser tão cretino como ele ou foi na base de urnas fraudadas? Vá arranjar o que fazer, realmente, vá para Portugal. Que criatura indigesta.

  16. A comissão de ética da Câmara deveria abrir um processo de alta traição contra esse nobre deputado por pregar a dissolução do Congresso ou sua submissão ao executivo.
    Um tonto.

  17. Só lembrando o que está escrito parágrafo 2º do Artigo 72, da Primeira Constituição Republicana de 1891, na página 81, no Brasil não exitem príncipes:
    ” Todos são iguaes perante a lei. A República não admite privilégios de nascimento, desconhece foros de Nobreza, e extingue as ordens honoríficas existentes e todas as suas prerrogativas e regalias, bem como os títulos nobiliárchicos e de conselho”. (Ipsis litteris). (Constituição da República Federativa dos Estados Unidos do Brasil, 1891, Artigo 72, Parágrafo 2º). Disponível na Biblioteca do Senado: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/137570/Constituicoes_Brasileiras_v2_1891.pdf?sequence=5)

  18. É um idiota, personagem das tardes de sábado no antigo sbt, quando havia uma tarde de princesa. O programa já era ridículo, imagina um adulto, com um conjunto de informações acima da média, ainda se proclamar “príncipe”…putz! É figura de bloco de sujo no Rio de Janeiro…como o de bebê, de anjo, o de capeta, fora os outros felizes que se divertem ridicularizando o estado das coisas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.