Obediência ou morte

Percebe-se uma imensa perplexidade nos meios conservadores diante das manifestações de ontem.

Sim, elas são irresponsáveis ao ponto de terem apoiado um aventureiro autoritário, protofascista, a chegar ao poder, tamanha é sua obsessão em destruir a esquerda, o que chamam de lulopetismo.

Mas não estava em suas contas perder, para ele, a hegemonia da política.

Contavam que a falta de base parlamentar e o lastro militar fariam-no pender para uma posiçao de relativo equilíbrio, impondo uma pauta “mercadista” dentro de um quadro estável de institucionalidade.

Não foi o que ocorreu e o que se viu nas ruas diz o contrário: é a histeria facista quem detém a hegemonia deste governo: a barca bolsonarista deixou na lama seca todos os que ainda achavam que podiam fazê-lo rumar nesta direção.

Estar nela, necessariamente, tomar o rumo do imprevisível, mesmo para os que sonham, lá adiante, em  desviá-lo para o que imaginam ser o seu destino de poder, como Sérgio Moro, expressando sua “gratidão” ao que seu olhar  deliberadamente vesgo viu como manifestações “sem pautas autoritárias”.

Os atos de ontem não foram um “toque de reunir” da direita. O rugir feroz do fanatismo, ao contrário, soa como o “debandar” que já ouviam muitos dos passageiros da nau dos insensatos do ex-capitão.

Bolsonaro tem o timão, tem o leme sob seu controle, embora não tenha outro rumo a apontar senão a agitação permanente, esta que há anos deixa o país mareado e incapaz de levantar-se.

Não o detiveram,  empurraram-no apara adiante, inflando as velas do ódio a quem ele deve seu impulso.

À ponta da espada, eles os coloca diante de jurar fidelidade ou, então, andar na prancha.

Não há “governismo crítico”. É obediência ou morte.

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

17 respostas

  1. Aqui no Nordeste amado pelos nordestinos (e que detestam o bozo) as manifestações foram ridículas. Pois há ainda cabra macho para ter vergonha na cara de apoiar um LOUCO total que ora toma a cadeira de presidente desse lindo Brasil. Muitos conhecidos meus deixaram claro que não iriam à manifestação por que já “acham” que fizeram merda ao escolherem 17 em outubro último. Só ficaram mesmo os igualmente LOUCOS iguais ao zumbi chefe……

      1. Fala aí covardão. Onde tem democracia ameba. E antes de chamar de panaca a distância faça cara a cara menina.Pan aca é o jumento que te colocou no mundo.

  2. A mídia bandida vai tentar fazer uma limonada deste limão do dia 26/5, mas o sumo é pouco. Todo mundo, inclusive o centrão, percebeu que o apoio popular a Bozo é pequeno e de uma baixíssima qualidade intelectual, fora a consciência política que é um zero à esquerda. Rodrigo Maia e outras raposas velhas da política é que saíram fortalecidos. Esta gente só tem um pequeno receio da chantagem vinda da “justiça”, por isso tirou o COAF das mãos do “ministro da justiça”; também teme a opinião publicada, mas a matéria prima para que a mídia bandida produza algo é pouca e de baixa qualidade.

  3. Essa balburdia toda,que se viu ontem nas ruas, é o comportamento rotineiro,dos BABA GENITÁLIAS,pequena burguesia para os clássicos,pois não tendo bandeira,senão a estadounidense,fazem qualquer coisa,para sair do anonimato.

  4. Estas manifestações bateram palmas para maluco dançar. Bozo está se achando prestigiado, bem como o moro, e como sempre acontece, maluco prestigiado não quer mais parar de dançar porque se acha o máximo. O problema, que não é novo e todo mundo sabe, é que o bozo e seu governo não sabe governar. A mística deste governo era para acabar com a corrupção, delírio conservador da classe média desde sempre Por isso é um governo sem projetos e sem rumo. Se tivesse algum valor, veria que o que controla a corrupção é o desenvolvimento, mas é da natureza das elites ignorantes colocarem este problema para justificar a sonegação de impostos e o calote nas obrigações sociais.

  5. Continúo a pensar que estas manifestações ,fossem elas ,mínimas ou com toda a massa fascista na rúa ( porque estavam todos,ninguém ficou em casa) teríam como resultado ,o isolamento do miliciasno.
    O asno,como todo ditadorzinho de país 3° mundo ,sentindo-se fortalecido avançará sobre seus “inimigos” com toda a sed de vingança.
    Já seus “inimigos” terão que se unir por cima de eventuais diferenças ,porque foram “retratados” na fotografía como obstáculos ao governo do “mito”.
    Não há volta ,capitular implica perder tudo ,se o Maia (ainda que seu sonho seja ser a alternativa do mercado) não colocar pedras no caminho das “reformas”,estará perdido.Vale para os DIREITISTAS do mal chamado “centrão”.
    Obviamente ,não se pode descartar , que a classe política brasileira dê mais uma prova da sua total falta de dignidade ,e capitule ,se entregando mansamente aos câes bolsonarianos.
    Sobre a mídia ,o dinheiro do repasse não está sendo suficiente,querem mais .O “pragmatismo” ,(falta de vergonha) dessa turma é infinito.
    A “alternativa” fardada ( mourão) tomou nota e fazem cálculos também.
    Dia 30 está chegando,uma manifestação massiva de repúdio a todo o que está aí ,acaba imediatamente com a alegría dos fascistas.

    DIA 30,AS RÚAS !!!!!!!

  6. Os agentes dos “serviços de inteligência” que deveríam ser chamados tão somente de informações ,estavam ausentes ontem,mas,estarão dia 30.
    Os “mascarados revolucionários ” que curiosamente nunca são detidos ,estarão dando motivos,para os câes da polícia reprimirem a vontade .

  7. Já que estamos em metáforas náuticas, usemos uma com acréscimo de “poesia” escatológica Olavista: o Brasil de hoje é um barco de merda, num oceano de mijo, soprado a vento de peido.

    Viver não é preciso, talquei?

  8. Tudo isso triplica a necessidade de ocuparmos as ruas e deve levar as centrais sindicais e movimentos sociais a certeza de que a água bate na bunda e ela é gelada.
    A mídia e os politicos somente creem em multidões mesmo organizadas por profissionais como ontem e só DEUS sabe quem pagou aquilo tudo.Foi um ato organizado personalizado e temeroso.
    Seu texto Brito e o do Nassif,lido a segundos, dizem tudo.

    1. A mídia golpista distorceu o objetivo central das manifestações fascistas. O objetivo não era outro senão apoiar um golpe de estado que fechasse o Supremo Tribunal Federal com um cabo e dois soldados, e que fechasse o Congresso Nacional e cortasse a luz e a agua do seu prédio. A mídia distorceu tudo, e disse que eram manifestações a favor da reforma da previdência, e contra o Maia e o Centrão, que não estavam se agachando o suficiente para aprová-las. Quem financiou o boneco gigante do Moro em roupa de super-homem? Deve ter sido muito caro. Só aquele bonecão deve ser o equivalente midiático de cinquenta mil manifestantes.

    2. A mídia golpista distorceu o objetivo central das manifestações fascistas. O objetivo não era outro senão apoiar um golpe de estado que fechasse o Supremo Tribunal Federal com um cabo e dois soldados, e que fechasse o Congresso Nacional e cortasse a luz e a agua do seu prédio. A mídia distorceu tudo, e disse que eram manifestações a favor da reforma da previdência, e contra o Maia e o Centrão, que não estavam se agachando o suficiente para aprová-las. Quem financiou o boneco gigante do Moro em roupa de super-homem? Deve ter sido muito caro. Só aquele bonecão deve ser o equivalente midiático de cinquenta mil manifestantes.

  9. Brasileiro pirou qdo elegeu um maluco que não consegue formular meia dúzia de palavras coerentes. E mais, achou pouco e elegeu um congresso pior do que pôs a Dilma prá fora. Não consigo ter dó…nem um pingo…msm sabendo que serei afetado. Povo merece essa m***** que tá aí com tudo de ruim que tem nela. Não precisava ser inteligente prá saber que estavam votando num destrambelhado e num congresso que não defende os interesses do povo. VOTARAM SABENDO!!! NÃO HÁ DESCULPA!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.