Olavo recebe reforço: Feliciano chama Mourão de desleal e indigno

Vão vendo aí como anda a relação da extrema-direita fundamentalista e os militares que, afinal, a levaram ao poder.

Depois das ofensas de Olavo de Carvalho, agora é a vez do sr. Marco Feliciano, outro explorador da fé, abrir fogo contra o general e vice-presidente Hamilton Mourão, contradizer Deus, digo, Jair Bolsonaro e dizer que o nazismo era de direita.

Mourão é chamado de desleal e indigno e  acusado de “reiteradamente e de forma constante e pública desdizer e corrigir seu chefe e superior hieráquico, está se portanto de maneira indecorosa (sem recato), de maneira indigna ao cargo que ocupa”.

Numa série de tuítes – veículo adequado para quem pensava em 140 caracteres e que, agora, ampliou sua argumentação para até 280 – Feliciano sugere que, assim, Mourão pode sofrer processo por “crime de responsabilidade” e ser sacado da vice-presidência.

É, general, os senhores foram alvoroçar as vivandeiras, agora aguentem que elas venham bulir com os granadeiros.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email