Onde está Moro diante do “volta AI-5”?

É estrondoso o silêncio de Sergio Moro sobre a declaração do filho presidencial de que poderia haver uma volta do AI-5 se houvesse radicalização política no Brasil.

Não se ouviu ou leu uma palavra de Sua Excelência, mesmo depois do pai do filho dizer que não adiantava “sonhar” com a medida autoritária.

Está esperando uma “autorização formal” do presidente para abrir a boca?

A gente sabe que tipo de mascote é tão submisso que fica sentado e quieto até que o mestre autorize-o a se mover.

Que contraste com a rapidez com que atendeu o comando para pedir um inquérito contra o porteiro do condomínio presidencial!

É este o varão da República que tornará o Brasil honesto e democrático?

Sergio Moro é uma vergonha para as tradições jurídicas do Brasil.

Só não se equipara a Luiz Antônio da Gama e Silva, o ministro da Justiça do AI-5 porque este, além de aprovar o instrumento de arbítrio, deu-se ao capricho de fazer a lista de seus colegas da Universidade de São Paulo a serem cassados, entre eles Fernando Henrique Cardoso, que passa pano para o sucedâneo de seu algoz.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

22 respostas

  1. E assim estamos a sair de outubro, o mês que prometia mudar tudo no mundo e também no Brasil, e que não decepcionou quem por isso esperava. Parece que realmente tudo mudou, embora no Brasil muitos ainda não tenham entendido que esta mudança começou e não pode mais ser detida.

  2. LEITURA OBRIGATÓRIA
    ?

    “Por 20 dias, todos guardaram o segredo do porteiro.
    Dias Toffoli seguia sua rotina de manter Lula preso.
    Aras, ninguém nem achava que ele já estivesse em atividades na PGR.

    De 09 a 29 de outubro, todos já sabiam, com exclusividade, que o porteiro do condomínio tinha afirmado que, no dia do crime, um dos assassinos entrou no condomínio do então deputado federal, se passando por visita de Bolsonaro.

    Quando a polícia civil pegou o depoimento do porteiro pela segunda vez, o MP-RJ fez duas ações importantes: contou pra Witzel o que estava acontecendo e mandou parar as investigações, alegando foro federal.

    Foram à Brasília. Sentaram com Aras e Toffoli. Os policiais pediram permissão para manterem as investigações no Rio e, o não pronunciamento de Toffoli, por 20 dias, foi o suficiente para acionar Bolsonaro, o síndico do condomínio, dar aos suspeitos, os registros de áudio, vídeo e livros de visitas da portaria… Por 20 dias, todos os envolvidos e interessados na morte de Marielle, tiveram tempo suficiente para elaborarem grande plano de fuga pela tangente.

    Bolsonaro deixou o óleo derramando no nordeste e pegou sua comitiva dos mais encrencados com a justiça, entre eles seu fiel escudeiro fraudador do INSS, Helio Negão e partiu dar volta na Ásia e Oriente, sem agenda oficial.
    Enquanto passeava pela Muralha da China, Aras e Toffoli, MP-RJ e governador do Rio, davam “um jeito” de manterem tudo em sigilo.

    A Globo vaza o depoimento do porteiro. Sem nenhum compromisso social com nada, coloca um cidadão comum, sozinho, de frente com a mais organizada quadrilha, agora, internacional.
    Bolsonaro se desespera (porque quem não deve, não teme) e acaba se enrolando numa live pra lá de suspeita.
    Aciona Moro, Aras, Witzel, MP-RJ… Todos correm atrás do vazamento, antes que vire desastre ambiental.
    Bolsonaro, ainda enrolado, acaba confessando que Witzel lhe passou o andamento do processo em segredo de justiça, no dia que o porteiro confirmou o depoimento pra polícia civil (9 out).

    Carlos também se desespera e tenta provar que nem estava em casa, no dia do crime. Se enrola também, com documentos e aquivos em segredo de justiça, que já estavam em suas mãos, antes que estes chegassem à polícia e ao MP-RJ.
    Witzel se desespera e desmente Bolsonaro. Diz que não passou nada sobre o caso Marielle pra Jair.
    Moro se antecipa e, no início da manhã já dizia o que seria estampado nos jornais: “o porteiro mentiu e pronto”.

    Deputados e senadores se reúnem e, numa coletiva pra imprensa, defendem que o processo não corra no Supremo. Há indícios mais que claros de corrupção de Moro, Aras e PF.
    Mas o processo está nas mãos do Witzel/Bolsonaro/Carlos, no Rio.

    A polícia civil não consegue avançar com tamanha máquina criminosa e parcial, contra ela.
    A testemunha que ligaria os assassinos aos mandantes, encontrada e ouvida só há 20 dias, foi revelada pela Globo de noite e desmentida pelos suspeitos de dia.

    Queiroz que via com inveja, Adélio Bispo ser blindado, viu Adriano ser preso, Lessa ser preso, Élcio ser preso e viu sua família toda fora dos esquemas das rachadinhas.
    Mesmo tendo fugido pra São Paulo com despesas milionárias pagas, se sentiu esquecido e, com isso, ameaçado. Tudo aponta que os áudios dele, que foram parar nas mãos da imprensa, foi momento de desespero de Queiroz.
    Nos áudios ele fala de uma “pica do tamanho de um cometa” que arrombaria o clã.
    O “segredo de justiça” que a Globo teve “com exclusividade”, Moro já tinha, Aras já tinha, Toffoli já tinha, Carlos Bolsonaro já tinha e até Queiroz.

    Quem mandou matar Marielle, após 2018, tem o MP-RJ nas mãos, a GAECO-RJ nas mãos, a Globo nas mãos, a Record no bolso, a PGR, o presidente do STF, Moro, PF, o governador do Rio…

    Mataram Marielle em março de 2018, depois a mataram de novo, com ataques fascistas nas eleições e com as fake news que ofendiam sua memória.
    Hoje, os assassinos de Marielle a mataram pela 3ª vez.
    Na nossa cara.”
    ?

    Malu Aires

    1. Essa parte é importante: “Bolsonaro, ainda enrolado, acaba confessando que Witzel lhe passou o andamento do processo em segredo de justiça”.
      Tem alguns crimes revelados aí: há o governador que vazou o que não deveria vazar, aliás, nem deveria saber, pois condescendeu com uma prática criminosa de um funcionário público, o vazamento, e não o denunciou; por fim, há o presidente que, conivente com o ato criminoso do governador, não o denunciou ao saber do crime de vazamento pelo próprio.
      A oposição do RJ teria que ouvir o presidente confirmar que o governador vaza processo em segredo de justiça, para pedir sua condenação, e perguntar-lhe também por que não denunciou a prática criminosa do governador quando soube do vazamento.

    2. Meu comentário dias atrás em um texto do Tijolaço. “Fernando Brito. Preste atenção. Jair Bolsonaro é psicopata. Por isso,
      ele pode ser burro, grosseiro, inculto, mas não é bobo, é malandro,
      esperto. Ele sabe que não adianta renunciar e aguardar no aeroporto o
      povo dele pedir o volta Bolsonaro. Dar uma de Jânio Quadros não irá
      funcionar. O que ele faz então? Trabalha as aparências, aproveitando ou
      criando as oportunidades. Bolsonaro forjou essa situação para sair de
      bom moço. Ele já sabia que a planilha da portaria tinha sido apreendida
      no celular. Provavelmente tem gente vazando pra ele o andamento das
      investigações. Então o que Bolsonaro faz na sequência? Explico: Ele
      declara que soube da citação a ele no dia 9/10/19 por intermédio do
      Governador do Rio (ele está mentindo aí, como parte do plano para acusar
      o rival Witzel), que teria dito que o caso está no Supremo. O que ele
      faz então? Ele busca a informação junto ao Procurador Geral e,
      provavelmente, faz chegar até o procurador os registros da Câmara dos
      Deputados que indicava ele lá. Com isso o Procurador dá um parecer
      devolvendo o caso para a Justiça do Rio, porque a declaração do porteiro
      não era factível. Bolsonaro faz vazar para a globo o depoimento do
      porteiro. Antes de a globo publicar o vazamento, ele solta o vídeo do
      Leão e das Hienas. Quando a globo solta a matéria, ele faz uma “live” (o
      destempero dele no vídeo é minuciosamente estudado. É calculado. Ele
      quer passar a imagem de um homem indignado com a matéria), acusando o
      Witzel, a globo, e por extensão, o sistema político. No dia seguinte, o
      MP do Rio informa que o porteiro está mentindo. E o que Bolsonaro
      consegue com isso: 1) mostra para o público dele que ele estava certo no
      vídeo do leão; 2) coloca o público dele contra o Witzel, que disputa o
      campo bolsominion; 3) mostra para a população que a globo é o que é; 4)
      tira o foco do Flávio; 5) coloca em descrédito qualquer matéria que
      tente ligá-lo a milícia; 6) passa a controlar de longe o inquérito sobre
      a Mariele; 7) prepara o terreno para uma tentativa de golpe.
      (lembre-se: 25 anos atrás ele disse que se fosse Presidente ele fecharia
      o congresso, e que só uma guerra civil para matar uns 30 mil faria o
      Brasil melhorar. Por isso, Joice, Frota, Del. Waldir, e eu mesmo com
      esse texto, devemos ficar espertos porque seríamos os primeiros a morrer
      nessa guerra. Uma Chilenização do Brasil seria o “incêndio no
      Reichstag” dele. A desculpa perfeita. É nesse cenário que ele vai tentar
      radicalizar. Ele acusou a globo na Live de querer isso. Na verdade é
      ele que quer)

      E onde entra o porteiro nessa? Porque o porteiro foi
      lá dizer o que disse se seria pego na mentira? O Bolsonaro tem a
      resposta. Foi Bolsonaro que manipulou para isso acontecer. Se a Globo
      não tiver um contra-ataque agora, ficará válido perante o público dele o
      vídeo indignado de Bolsonaro vítima do sistema. E o porteiro não tem o
      que temer, por enquanto. Ele próprio Bolsonaro já isentou o porteiro na
      Live, e insinuou que o Governador do Rio plantou a versão para o
      porteiro assinar. Na verdade, se investigado, o porteiro dirá que
      assinou aquilo que deram para ele assinar. Sérgio Moro por exemplo se
      presta a esse tipo de papel.”

    3. Muitos corações e mentes envolvidos e nenhum/nenhuma dispostos a se entregar a algo que exigem do cidadão brasileiro preso comum: a reflexão sobre o que fazem e fizeram. Almas condenadas!

    4. Não se pode esconder lama podre cobrindo-a com papel de seda. Mais cedo do que tarde a umidade da imundície vai encharcar o papel e atravessá-lo.

      Bolsonaro começa a ficar pesado demais para a nata do sistema financeiro. Hoje o Financial Times de Londres traz reportagem em que questiona a saúde mental de Bolsonaro, com base na explosão de raiva na madrugada da Arábia. A preocupação do principal jornal dos banqueiros internacionais se dá porque Bolsonaro, com seu comportamento desastrado, estaria afastando os aliados políticos que poderiam ajudar a passar no Congresso as facilidades para implantação do neoliberalismo sem freios.

  3. Ora essa, Sergio Moro está torcendo adoidado para a volta do AI-5 e para um novo-velho golpe militar.
    De que outra forma o psicopata poderia recuperar o poder, o autoritarismo e a ostentação que lhe foram sempre tão caros?

  4. Sei da importância da IMPRENSA,nisso que chamam “DEMOCRACIA”,contudo ,convém ressaltar que ela,a IMPRENSA DEMOCRATICA,não passa ,jamais,pelos portões das mansões dos BURGUESES,até porque ela,a mais serviçal de toda a criadagem,existe somente,como SOFISMA.

  5. Ele é um fascista, sempre foi! Eu não vejo, sinceramente, diferença entre ele e o Heleno por exemplo. O problema é que teve até gente de esquerda que entrou na do pior servidor público da história do Brasil.

  6. É errado pensar que Moro faz o que faz porque não tem dignidade, brio, amor próprio, vergonha. Que não pede demissão porque não tem para onde ir ou como se sustentar, que ficará na miséria. Bobagem. Qualquer escritório de advocacia o contrataria com a imagem que ele construiu. Palestras, tentar cargo eletivo e etc. Se Frota saiu, qualquer um sai…… Nada disso. Acho que Bolsonaro descobriu algo que gravemente compromete a imagem do ex-juiz. E que se vier a tona será fatal para a imagem que Moro construiu como o Juiz anticorrupção. E nada a ver com violação do devido processo legal. Acho que tem a ver com dinheiro ilícito, grana. E está sendo chantageando para fazer o que Bolsonaro mandar. E enquanto o ex-juiz ainda tiver algum respaldo em pesquisa de opinião será assim. Enquanto tiver alguma reputação. Depois que não tiver mais serventia, Bolsonaro dispensará o subordinado e trará à luz o que sabe do Moro. Uma vez desmoralizado (Que ironia. De Moro para desmoro) perante a opinião pública, demitido, e de maneira humilhante (vide Bebiano), e com informações comprometedoras vindo à tona, vazadas por Bolsonaro, acho que veremos o herói Moro dar cabo a sua própria vida para fugir da vergonha pública. Muitos que aderiram ao nazismo fizeram isso depois.

  7. Nestes tempos atuais de desemprego e não sendo ele mais juiz , não ter ainda garantido a grana até a última de sua filha mantendo a no topo da elite , tem ele quer garantir isso e não está sendo de graça . Somando se tudo isso a sua natureza vil .

  8. Sergio Moro, um nome que poderia ter o maior respeito do povo brasileiro, coitado, só consegui arrastar para a lama o nome da família, não sou psiquiatra e nem do ramo da saude mental mas até para um leigo ele tem todos os sintonas de ser psicopata no maior grau. Gente perigosa por sua total falta de humanidade.

  9. Já falou demais. Hoje silencia para não ficar pior. quem sabe algo vira e eu encontro uma saída para conseguir um novo emprego.

  10. Muitas vezes procuro (no mínimo), coerência pra escrever. Não tenho formação que me permita um comentário fabuloso, porém se o tivesse não seria capaz de usa-lo pra me referir a esse MONTE.
    Sejumoro não merece uma linguagem rebuscada, mas sim as palavras mais chulas pra descrever o que ele de fato representa: um porco, vendido, sujo, sórdido, torpe, um lesa pátria.
    Ainda vai constar nos rodapés dos livros de história como “o maior” inimigo que essa pátria já pariu.

  11. OO STF continua com sua “caganeira”, enquanto os Bozos da vida ameaçam todos. Eita turma de bunda mole.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.