Os “bolsominions” viraram “gremlins”

gremlin

A perda de apoio político na classe média está sendo sentida na pele pela horda bolsonarista- atenção, as palavras agora serão usadas com asterisco para assinalar o comportamento selvagem que adotam, podem invadir, ameaçar, etc, que não vão intimidar.

Um idiota*  da Polícia Rodoviária Federal exige, armado e aos gritos, que o simpaticíssimo Alfredinho, 74 anos, figuraça de um dos bares do Rio, o pequeno Bip-Bip fosse (e foi) levado à delegacia – seguido por um carro da PRF com quatro agentes.

Dois imbecis* em plena missa da Igreja da Ressurreição, no Arpoador, chamam de “filho da puta” o padre Mário de França Miranda por elogiar “os que vencem o egoísmo lutando por um mundo melhor e mais humano” e ter citado a vereadora Marielle Franco.

A matilha* atacou este blog com centenas de  “comentários”, quase todos de redação semelhante, em que – acreditem! – admiradores do estupro, da tortura e do assassinato de seres humanos, fingiam ofensa com uma simples definição de que a manada* era imbecil.

Não tem nada de “bolsominions”, babaquinhas inofensivo, não, como muitos querem crer. Como aqueles bichinhos “mogwai” do filme, os “gremlins”, quando banhados em sangue viram monstros, mesmo.

Eles não são tantos quanto parecem ser, mas se multiplicam rapidamente em ambientes escuros.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email