Pazuello subiu no telhado e Mourão, no palanque

A mensagem elogiosa de Jair Bolsonaro ao general-ministro Eduardo Pazuello tem, como na velha piada, som daquele “sua mãe subiu no telhado”.

Não foi Gilmar Mendes quem lhe cortou a cabeça, foram os generais da ativa que a cortaram, na esperança que vá junto com ela a carapuça que o ministro do STF vestiu-lhes na cabeça com a fala sobre o genocídio.

Vai-se esperar alguns dias, para evitar a humilhação explícita – injusta, aliás, porque a ambição de Pazuello foi só parte deste processo, o cerne foi a decisão de Bolsonaro de colocar um interventor na Saúde, deste os tempos de Nélson Teich – seja consumada. Por mais que Pazuello possa ter se encantado com a ideia, acho que em toda a história militar mundial não há um herói da Intendência, que serve mas não aparece.

Aliás, aparecer é do que está cuidando Hamílton Mourão, com muito pouco pudor se oferecendo como “grande resolvedor de problemas”, inclusive anunciando a saída de Pazuello e passando a boiada sobre o cadáver insepulto de Ricardo Salles. Lembram dele, que foi ministro do Meio Ambiente.

O problema é conseguir alguém para colocar no cadafalso, digo, no Ministério da Saúde.

Depois que a Doutora Nilse Cloroquina Yamaguchi foi impedida de clinicar no Albert Einstein, sobrou só mesmo o terraplanista Osmar terra, aquele que dizia que a Covid-19 ima “matar só um pouquinho” e ajudou Bolsonaro a fazer um pronunciamento de apenas 10 segundos, que matará qualquer possibilidade de reeleição que ele possa nutrir, e que reproduzo abaixo:

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

4 respostas

  1. O genocida está nu!

    É embasbacante a passividade com que vemos esse crime ser cometido….
    O delinquente bolsonaro e sua récua fascista estão há meses usando a máquina de mentiras e desinformação para inviabilizar qualquer tipo de quarentena e isolamento social.
    E ISSO ESTÁ MATANDO GENTE, MUITA GENTE!
    Ainda hoje, COM (NO MÍNIMO) 75.000 MORTOS(!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!), o charlatão osmar terra é chamado para MENTIR em canais de TV e rádio!
    Ministério Público serve para NADA!

    Muitos morreram e morrerão em função da CAMPANHA GENOCIDA PERPETRADA PELO PELO BANDO QUE SE ADONOU DO PLANALTO!

  2. nem me preocupo. ninguém minimamente decente vai aceitar participar desse “governo”. Cada um que chega é pior que o antecessor.

  3. Esse desgoverno padece da “síndrome da piscina rasa”. Desde o início, baseado numa quitanda eleitoral de aluguel, na verdade uma reles barraca de feira, carecia de quadros para tocar a máquina pública. Programas e políticas públicas, um projeto articulado, coerente e viável para tocar o país nem pensar. Em meses, o núcleo político palaciano estava cindido e a fração com laços externos mais sólidos defenestrada; a ligação com a bancada eleita barraca eleitoral foi implodida e, num regime de presidencialismo de coalizão, o desgovernante ficou sem partido para se articular no Congresso; só restou a convocação de “reservistas” militares para a empreitada.
    A piscina que já era rasa, na medida que o desgoverno fica a deriva em total descrédito, está cada vez mais sem água; é hora que “dá pé” pra qualquer um que não sabe nadar, da turma que adultera currículo e tenta apagar o passado; é hora da xepa na barraca e da chegada dos ratos e urubus do centrão.
    Qual profissional sério e competente assumiria um cargo nesse desgoverno para queimar sua biografia? Principalmente no Ministério da Saúde, sabendo que lá ficará entre a tesoura do guedes e o Tribunal Penal Internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *