Prende-solta-prende, agora com Garotinho, mostra juízes com ‘causa pessoal’

dukejustica

O juiz que mandou prender Garotinho há um ano, mandou prendê-lo de novo.

Como da outra vez, parece ser uma prisão a ser revogada, em poucos dias, pelos tribunais superiores.

Vai ficando claro que muitos juízes abandonaram o papel de equilíbrio e segurança nas decisões para entregarem-se ao que minha avó chamaria “tomar pinimba” do réu.

Se mandarem soltar, arranja-se uma razão para prender de novo. E, quem sabe, de novo e de novo.

As razões legais são menores que as “convicções pessoais”  e o convencimento do juiz acontece muito antes da sentença, porque baseado na sua soberana “cognição sumária”.

Tudo, claro, como na boa e velha Idade Média, com o povo “apreciando” o desfile dos prisioneiros nas carroças – agora caminhonetes.

A criação, com Sérgio Moro, do Deus-Juiz levou a este espetáculo de degradação do Judiciário, ajudada pela  crescente assunção de  uma “ideologia do Judiciário”, moralista (sem deixar de ser seletiva, como os moralistas são) e elitista.

O protagonismo do Judiciário é, com o tempo, a ferramenta de sua degradação.

 

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

20 respostas

  1. Ainda mais considerando que os indícios que levaram à “cognição sumária” para prisão preventiva, feita pelo Juiz Eleitoral de Campos, são baseados apenas na delação de Saud, da JBS.

    AINDA está se investigando se de fato a empresa associada à JBS na campanha de 2014, definitivamente não havia prestado serviços e, mais importante, nem a PF tem provas de que os 3 milhões que foram pagos a título de serviços não prestados, realmente foram para as mãos de Garotinho.

    Mas, na dúvida processual, parece que a Prisão preventiva se tornou regra.

  2. O ex governador Garotinho no blogue “O Cafezinho”dedurou os golpes da Rede Globosta em sonegacao de impostos.A resposta veio rapida “CANA PARA ELLE E SUA mulher rosinha”

  3. Apertam os Bagos dos Porquinhos da Facção Marinho e…pronto…o Judi$iário Tucânus cria logo um novo “ESPETÁCULO” com os desafetos da Máfia, para o Povo Ignorante ficar “BABANDO e JUDICIALIZANDO” …e a Facção se $afando do FIFAGATE !!!

  4. … O mesmo juizeco de piso ‘mor(T)o’ não teve coragem de aceitar o convite do eminente e impávido jurista Wadih Damous, acerca das discussões acerca do instituto da delação premiada no Brasil, no Congresso Nacional!
    Os infames e sórdidos arrivistas lesa-pátria DEMoTucanos ‘mor(T)o’, “deltan playboy d eporta de igreja dalagnol”, o procurador da barbicha imunda desde o mega escândalo do Banestado foram tratados por covardes e analfabetos políticos!
    Muito bem, eminente deputado federaL Wadih Damous!
    Assista
    https://pt-br.facebook.com/deputadofederal/videos/1728323630593919/

    1. Ajuste

      … acerca das discussões relacionadas ao instituto da delação premiada no Brasil, no Congresso Nacional!

  5. Só sangue pode lavar esta sujeirada toda, não acredito mais no poder do voto, isto, essa elite rampeira e entreguista não respeita. a solução está no confronto…

  6. Os governos militares, peritos em disciplina e hierarquia, não escondiam a ruptura de direitos ao denominarem seus atos de força mais disruptivos como Atos Institucionais, i.e. substitutos de leis anteriores. Agora assistimos especialistas, ministros designados ou concursados juízes, procuradores, em flagrante desrespeito às condutas e normas legais, ignorarem arrogantemente a cidadania e a soberania da Constituição, decretando sentença prisão arbitrária ou fazendo acordo de liberdade diferenciada, a depender da cara do freguês da vez ou cidadão. Passamos a viver não sob o estado de Sítio, mas sob a império não bagunça jurídica, nome popular para estado de Exceção! Pela lei Cancellier, pelo Referendo Revogatório, na defesa da Energia Nacional, Petrobras e Eletrobras, abaixo o golpe!

  7. O Judiciário e o MP cavaram sua própria cova. Estão se destruindo à olhos vistos e vão levar consigo a fábrica de golpes chamada Globo. “Delenta est Globo. “

    1. Warinha
      Deu muito cu no final de semana ?
      Tá cansadinha vagabunda?
      Aproveita sua vidinha cachorra!
      Cansou de escrever MERDA, filha de uma puta ?
      Pederasta.
      Xibunguinha!
      Molequinha !
      Vagabunda !

  8. Ué, na luta contra a corrupção, de que lado está o Sr. Fernando Brito? Se Juiz prende corrupto, fala mal dele, se o Gilmar boca-de-sapo solta, fala mal. Que o Judiciário também tem muito juiz no lamaçal é verdade, mas daí, criticar toda prisão que um juiz faz, considerando que há poucos anos nenhum político era preso, ….com todas as distorções, acho que temos algum progresso no Brasil tupiniquim!

  9. Garotinho não é inocente. É um santo e cheio de anjos da guarda. Apenas não sabia que TIJOLACO também é protetor de anjo.

  10. É o samba do crioulo doido, é o judiciário brasileiro, faz julga com isenção, na verdade o legislativo é o mais democrático, só que não, o povo ter que votar em bandido chefe de organização criminosa, não sei que democracia é essa se disserem que isso um regime cleptocrata, eu concordo.

  11. Temos que ficar muito preocupados. A gente tem visto muitas contradições nos processos. Uns podem; outros não. A mídia internacional e o meio jurídico internacional já perceberam as perseguições políticas. Renomados juízes e juristas do mundo têm se pronunciado, percebendo as inúmeras arbitrariedades. Não é a pressão da opinião pública que deve decidir pelas prisões. Com certeza não estamos fora de uma ditadura midiático-judicial. Vejo diversos segmentos sociais amedrontados e calados. Para quem viveu no tempo da ditadura, não há grandes diferenças entre ontem e hoje. Os militares desmoralizavam as pessoas também com auxílio da imprensa. Esta mesma imprensa. Políticos ou não. Já passou o momento de se colocar milhares ou milhões de pessoas nas ruas. A bem da verdade, há um conspiração bem articulada dentro do país. É bom frisar: com o auxílio de fora. Precisamos defender o Estado de Direito. E é pra já.

  12. Falar que o Brasil tem justiça é sacanagem. Rsrsrs. O que o Brasil tem nas mãos é um sequestro das instituições, tomadas a força por força de algo chamado investidura no cargo. Momento burocratico que entrega uma posição vital para a instituição democracia dando ao investido um poder imediato, automatico, perene, sem senso de valores, sem questionamentos nem reavaliações futuras e constantes, apenas baseadas na boa fé de que a aprovação em concurso num processo de conhecimentos tecnicos conduz. Não é a toa que o Brasileiro é reconhecido, até internamente, como um povo muito bonzinho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.