Recorde de casos e de mortes. Números começam a mostrar a verdade

O sr. Nélson Teich, de seus planos para o Ministério da Saúde tem dito que sua preocupação é coletar “o máximo de informação” sobre a pandemia do Covid-19.

Pois a informação está começando a chegar com os testes – ainda em número abaixo do necessário – entregues esta semana aos Estado e que começam a levar para próximo – e ainda nem tanto – da verdade aquilo que, desde a semana passada se afirma aqui: o número de casos é imensamente maior do que aqueles que divulgam as estatísticas.

Hoje, isso começou a aparecer: 3.257 diagnósticos de infecções e 217 mortes apenas nas últimas 24 horas, dois recordes que levam os casos para e 33.682, com 2.141 óbitos.

Em ambos, os números são maiores, tanto porque que só pacientes internados em hospitais fazem testes e há dezenas de milhares de exames esperando laudos.

Fomos, hoje, o sétimo país do mundo com maior quantidade de novos casos em 24 horas.

Os totais de hoje não correspondem ao que aconteceu ontem, são dados dos exames que ficaram prontos nas últimas 24 horas, não de pessoas que surgiram com os sintomas.

O secretário municipal de Saúde da capital paulista, Edson Aparecido, admite que o número real de casos deve ser o dobro do registrado.

Com os testes, nos próximos dias, vamos saber quantos são, de fato, os doentes e os mortos.

Nunca saberemos, porém, quantos poderia ter deixado de ser casos e óbitos desnecessários se a população tivesse acesso à verdade e orientações responsáveis, que a tirasse das ruas.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

31 respostas

  1. Infelizmente é só o começo, olhando o mundo la fora estamos vendo a desgraça chegar enquanto o governo e sua equipe de alienados brincam.

    1. Pois é! Colocaram um cara “marcha lenta” que ainda vai se inteirar de como funciona o SUS, a saúde pública, e vai coletar informações para chegar nos conformes, para ter condições de saber como agir em pleno avanço da doença que já está matando o povo de forma descontrolada. E no primeiro dia depois de ser nomeado comparece numa live sem graça com Bolsonaro pra falar abobrinhas. É, gente, estamos perdidos nas mãos de um neófito em saúde pública que ainda não se deu conta da gravidade do problemão que estamos vivendo.

    2. Pois é! Colocaram um cara “marcha lenta” que ainda vai se inteirar de como funciona o SUS, a saúde pública, e vai coletar informações para chegar nos conformes, para ter condições de saber como agir em pleno avanço da doença que já está matando o povo de forma descontrolada. E no primeiro dia depois de ser nomeado comparece numa live sem graça com Bolsonaro pra falar abobrinhas. É, gente, estamos perdidos nas mãos de um neófito em saúde pública que ainda não se deu conta da gravidade do problemão que estamos vivendo.

  2. A verdade cruel vai surgir de qualquer maneira. É isso que algumas pessoas sustentam desde o início: A realidade trazida pela pandemia é tão grande que envolverá qualquer tentativa de manipulação ou subnotificação dos números. Essa realidade avassaladora engolfou o Equador e fez seus ridículos números oficiais naufragarem em um mar de cadáveres jogados nas ruas.

  3. O Mourão é autor da melhor piada do momento: Chegou para a cerimônia de posse do novo ministro e acenou para os jornalistas, dizendo: “Está tudo sob controle, só não se sabe de quem.”.

  4. “Deve ser maior” não é notícia nem análise: é bico. Já noticiaram 15 vezes mais, 9 vezes mais, uma brincadeira de mau gosto que só traz terror. Acho que chega de tanto palpite e profecia. O inferno já está bem quente com os números que temos. Querem mais? Esperam mais? Façam isso calados. Analisem conscientemente.

    1. Não são palpites (15 vezes) mas sim estudos de instituições/pessoas sérias que devem sim ser divulgadas.

  5. Faz parte do manual básico ( aliás deve ser o único) militar ,a regra pela qual SEMPRE se sonegam informações ,que podem vir a atrapalhar o curso duma guerra.Eles,por se tratar do governo deles,estão aplicando essa regra.
    Se bem a coleta de informações era absolutamente deficiente,é provável que ainda de posse de informações confiáveis ,eles nunca nos dirão a verdade .
    É óbvio que enxergamos uma imagem falsa,mas,será que a massa suportaría uma realidade que nem a italiana??? como reagirão os que manipulados pelo genocida ,desprezam os avisos e advertencias e se lançam a um suicídio coletivo ???? o choque das pilhas de cadáveres,das negativas nas UTI saturadas,das covas coletivas nos cemitérios, será terrível para essa massa de zumbis.

    1. Esqueceu do FHC, quando o seu ministro da economia disse “o que é bom a gente mostra, o que é ruim a gente varre para debaixo do tapete”. Portanto, não é só uma regra militar… Infelizmente.

  6. Levando em conta as capacidades do Brasil e dos Estados Unidos no atendimento hospitalar de emergência e as possibilidades de respostas dos dois países nos tratamentos de infectados pela COVID-19 podemos dizer que em breves dias teremos números assustadores. Entre as 21h30 da última quarta-feira (15 de abril) e o mesmo horário da quinta-feira, dia 16, ou seja, em apenas 24 horas, MORRERAM 4.591 pessoas. É uma tragédia sem precedentes lá, nos Estados Unidos, e a comparação nos aponta para uma catástrofe no Brasil em poucos dias.

  7. Acho que nenhum brasileiro, que não seja bolsonárico, tinha dúvidas de que há muitos mais casos. Eu apostaria em mais de 100 mil infectados. Só eu conheço 7 pessoas próximas, com a Covid. Não acho que o número correto mudaria grandes coisas com esse governo (e esse povo).
    As próximas semanas mostrarão se haverá uma “montanha de corpos”, como nos EUA, ou se existe algum fator ainda desconhecido, que nos livrará de uma catástrofe de proporções idênticas.

  8. O Grecca, que já disse que quando vê gente pobre tem vontade de vomitar, liberou o funcionamento do comércio em Curitiba. Te prepara para ver uma enxurrada de cadáveres, Curitiba.

    1. Tomara! Que me perdoem os bons paranaenses – creio que sejam a maioria – mas, junto com Santa Catarina, são os dois estados mais reacionários do país, berços de ideias nazistas, separatistas e discriminatórias. No meio dessa enxurrada que estejam vários representantes das famílias grecca, moro, dollargnol, massa, hardt e outras de origem italiana ou alemã, que tenham contribuído para o atual estado de coisas.

  9. Aqueles que sobreviverem estarão diante de fatos importantes que poderão mudar o mundo (ou não… tudo poderá continuar a ser como sempre foi)
    – A economia deve servir ao povo e não o povo à economia. Nas instâncias da administração (ministérios, secretarias…) a economia deve se harmonizar com políticas gerais e colaborar no mesmo nível de importância com as demais áreas.
    – A economia financeira está desmascarada como estéril, inútil para a população em geral e saqueadora da economia produtiva.
    Somente esta precisa sobreviver.
    – O estado é que conta. A iniciativa privada, que se esforça por um estado mínimo, não apenas não colabora com absolutamente nada como atrapalha puxando para si os recursos públicos, dinheiro do estado, dos impostos que deveriam ser usados para fins de salvação e acolhimento. Para minimizar suas perdas assaltam o tesouro público como que se o prejuízo de uma empresa não fosse admissível e normal. Todo esforço, maior ou menor, com mais ou menos sucesso, foi feito pelo estado e sequer um único esforço foi feito pela iniciativa privada.
    – Apesar do desconforto e de muitas tragédias, dor e morte, pode-se sim, por incrível que possa parecer, viver-se numa situação de crise sem trabalhar, sem produzir e sem consumir mais do que o essencial ainda que apenas temporariamente, para minimizar as perdas. Esta situação especial deve ser prevista pelo estado com a melhoria da qualidade geral da vida.
    – As religiões só atrapalham e espalham cidadãos tóxicos e contaminantes em relação aos quais devem todos se afastar e considerá-los nocivos.

    No Brasil a maior parte das pessoas vão ignorar estes fatos porque estão obliteradas com a propaganda do capitalismo onde seus interesses são “verdades únicas”.

  10. Aqueles que sobreviverem estarão diante de fatos importantes que poderão mudar o mundo (ou não… tudo poderá continuar a ser como sempre foi)
    – A economia deve servir ao povo e não o povo à economia. Nas instâncias da administração (ministérios, secretarias…) a economia deve se harmonizar com políticas gerais e colaborar no mesmo nível de importância com as demais áreas.
    – A economia financeira está desmascarada como estéril, inútil para a população em geral e saqueadora da economia produtiva.
    Somente esta precisa sobreviver.
    – O estado é que conta. A iniciativa privada, que se esforça por um estado mínimo, não apenas não colabora com absolutamente nada como atrapalha puxando para si os recursos públicos, dinheiro do estado, dos impostos que deveriam ser usados para fins de salvação e acolhimento. Para minimizar suas perdas assaltam o tesouro público como que se o prejuízo de uma empresa não fosse admissível e normal. Todo esforço, maior ou menor, com mais ou menos sucesso, foi feito pelo estado e sequer um único esforço foi feito pela iniciativa privada.
    – Apesar do desconforto e de muitas tragédias, dor e morte, pode-se sim, por incrível que possa parecer, viver-se numa situação de crise sem trabalhar, sem produzir e sem consumir mais do que o essencial ainda que apenas temporariamente, para minimizar as perdas. Esta situação especial deve ser prevista pelo estado com a melhoria da qualidade geral da vida.
    – As religiões só atrapalham e espalham cidadãos tóxicos e contaminantes em relação aos quais devem todos se afastar e considerá-los nocivos.

    No Brasil a maior parte das pessoas vão ignorar estes fatos porque estão obliteradas com a propaganda do capitalismo onde seus interesses são “verdades únicas”.

    1. Vc expôs o óbvio ,o lógico,o racional ,mas, com uma massa absolutamente VAGABUNDA que detesta o simples ato de pensar ,(e por isso chegamos a este estado de insanía) eu não tenho esperança nenhuma.
      A lógica,a evolução o uso da inteligência são joias desprezadas,por esta massa de IMBECIS.
      Em especial no nosso país, a burrice, a estupidez ,a preguiça de pensar, a falta de empatía ,do sentido de grupo tem sido fartamente incentivadas pelos poderosos e aceito mansamente pela massa.

  11. Grande parte do povão sentiu que seu consagrado protetor, o Lula, havia sido neutralizado, e adotou como seu protetor o Bolsonaro, que lhe foi apresentado como seu novo messias salvador. Apresentado por quem? Justamente pelos inimigos do povo. O povo humilde do país, neste exato momento, está a ver Bolsonaro como um herói que defende o povo e seu ganha-pão das armadilhas dos diversos inimigos do povo que querem que ele não tenha como sobreviver, e exageram de propósito um surto de gripe para tentar tirar seu herói da presidência e deixar o povão órfão e desamparado. Depois de sondar algumas pessoas do lumpen-proletariado infiltrado em serviços pela classe média, infelizmente, esta é a terrível conclusão a que se chega. Inclusive o auxílio de 600 é tido e havido como um presente do generoso Bolsonaro. Quem quiser deter a marcha da desgraça do país, tem primeiro que observar de onde brotam estas narrativas e tapar o buraco por onde escorrem as mentiras que sustentam o gajo entre o povão.

    1. A questão é esclarecer que este governo é dos ricos e não dos pobres. Afinal, os ídolos desinformativos do povão têm pés de barro; e por último há a pergunta: O que foi que o indigitado fez pelo povão? O Lula e a Dilma fizeram o bolsa-família, o minha casa minha vida, o luz para todos, o PAC, o mais médicos, o universidade para todos. E ele, o que fez? Com mais de um ano no governo e com vinte e cinco anos como deputado, nunca fez nada pelo povão. Nem um único projeto de lei que beneficiasse os pobres.

      1. O povão só não perdoa haver sido traído. Uma perguntinha: Quando foi que ficou mais claro que o Bolsonaro traiu o povão?

  12. Como no êxodo cinematográfico dos hebreus ao saírem do Egito, hordas infinitas de venezuelanos cruzam as fronteiras da Colômbia, voltando para sua pátria. Vêm com os pés sangrando de tanto caminharem por estradas do Peru, do Equador, do Chile e da própria Colômbia. Nestes países, para onde haviam migrado levados pela propaganda fanática dos guaidores da vida, só experimentaram fome, desprezo e preconceito. Ao chegaram em sua terra, são recebidos por equipes médicas que os examinam, inclusive com testes rápidos para o corona, e os encaminham para abrigos onde são tratados, alimentados e isolados por 15 dias, para depois serem testados novamente e por últiimo encaminhados por ônibus especiais para seus municípios de origem. A Venezuela tem sido o país sul-americano que melhor tem lidado com a pandemia de coronavirus. Enquanto o Brasil tem feito 280 testes por milhão de habitantes, a Venezuela tem feito 8.064 testes por milhão.

  13. Alguém tem notícias dos vinte e tantos infectados da comitiva do bozó, quando da lambida de saco do bonecão do norte? Apareceu somente o véi gagá dizendo que os exames deram negativo, virou piada e sumiu de novo…

  14. A imprensa tem divulgado os números oficiais sem ressalvar que eles representam aproximadamente apenas 8% dos números reais. Uma falha gravíssima, porque engana a população. E o erro neste caso implica a morte de muitas pessoas.

  15. A imprensa tem divulgado os números oficiais sem ressalvar que eles representam aproximadamente apenas 8% dos números reais. Uma falha gravíssima, porque engana a população. E o erro neste caso implica a morte de muitas pessoas.

  16. COM UM TITANIC INDO A PIQUE UM DESGRAÇADO QUER INFORMAÇÕES SOBRA A SOBREVIVÊNCIA NA ÁGUA GELADA, SÃO 3 OU 10 MINUTOS?
    LANÇA OS BOTES, INFELIZ, E SALVA O QUE FOR POSSÍVEL!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.