Rejeição a Bolsonaro avança velozmente após manifestações

Como já se observou aqui, a rejeição da Jair Bolsonaro avança muito mais rapidamente que o desgaste que se registra no “núcleo duro” de seus apoiadores.

É a leitura evidente que se faz da pesquisa XP divulgada agora há pouco, mostranso que as classificações de “ruim” e “péssimo” do atual presidente passaram de 31% para 36%, enquanto o remanescente de “ótimo + bom” caiu apenas 1 ponto, de 35% para 34%, variação estatisticamente insignificante.

Desta vez, a queda na aprovação foi mais rápida: o intervalo entre as duas pesquisas foi de duas semanas e – mais importante – as manifestações de rua do último dia 15. Este levantamento foi feito dias 20 e 21 de maio com mil entrevistas telefônicas.

O que cai tão fortemente quanto sobe a rejeição é a “neutralidade”: os mesmos cinco pontos de diferença em 15 dias, só que para baixo, na classificação “regular”.

A polarização, portanto, é a tendência crescente e, nela, sobra pouco espaço para uma terceira posição.

É o caminho típico dos governos autoritários, apostar no “quem não está comigo, está contra o Brasil”.

A má notícia é que o “deixe-o” superou o “ame-o”.

Bolsonaro segue tendo os “seus”. Mas, cada vez mais nitidamente, só os seus.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

6 respostas

  1. Alguns defensores do monstro jamais deixarão de defendê-lo e de acreditar que ele estava certo. Assim como existem até hoje as Viúvas do Lacerda, sempre existirão as do Bozo.

  2. Essa pesquisa é por telefone, o que por si faz um corte econômico nas pessoas ouvidas. Se as classes baixas estivessem manifestando a opinião com representação mais realista, os números seriam muito piores.

  3. Lembram-se dos “cara pintadas” do Collor? Pois é né.Em Minas tem um Ditado que diz: Fogo de morro acima, , água de morro abaixo e mulher quando tá afim nada segura. Este negócio vai dar mais confusão que abobrinhas em terreno de cultura. O Bolsomerda pra começo de conversa nunca ter sido eleito, pois ele e osa filhos são umas toupeiras. Segundo que ele achou que era fácil. Se não fosse tão burro de pai e mãe , teria nem assumido o cargo. Mas, o Cara é um asno. Talvez ainda dê tempo de renunciar. O Lula é claro que nunca irá aceitará fazer parte de um governo de “União nacional”. A coisa ficou de tal modo bagunçada que não tem pra onde correr. As Forças Armadas irão pagar um grande ônus por terem dado um apoio a um Golpe vergonhoso destes.

  4. É de se observar uma coisa, Governo com boa avaliação não necessita de protesto a seu favor. Esse Governo tá em maus lençóis e amanhã vai ser o começo do seu cadafalso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *