“Remédio com partido” e a lição de Edgar Allan Poe

Das memórias da juventude, rebrota-me um conto de Edgar Allan Poe, Nunca aposte sua cabeça contra o Diabo, onde um jovem ousado, Toby Dammit (dammit, em inglês, é algo como “dane-se”) e incentivado por um velho coxo a cruzar uma ponte coberta, dentro da qual só há escuridão e um cavalete, o qual se deve saltar para atravessá-la.

Dammit, querendo provar sua coragem e agilidade, corre e salta o obstáculo, mas como há um fio de arame sobre ele, termina degolado pela temeridade ousada.

O conto, quem sabe, descreva a situação de nosso Dammit presidencial ao aventurar-se naquilo que, como a ponte de Poe, está imerso na escuridão e cheio de obstáculos e armadilhas desconhecidas.

Apanhou, dentre as bobagens ditas por Donald Trump, duas com especial interesse: a da “gripezinha”, que falhou pela própria gravidade que recusavam à pandemia, apesar de todas as evidências, e a da cloriquina, com a qual, em doses generosas, iam logo acabar com o vírus e sua abominável consequência não de matar, mas de manter as pessoas afastadas do trabalho.

Trump, mais esperto, já moderou e silenciou sobre a droga mágica, que as autoridades sanitárias, visto o descalabro com que formam feitos os ensaios que a validariam, chegaram a retirar do protocolo médico de enfrentamento do coronavírus.

O principal cientista do governo, o Dr. Anthony Fauci, referiu-se ao caso como tendo “evidências anedóticas”.

Também nos EUA, o que está funcionando é o isolamento, que reduz o número de casos, e não a “cura”, porque o numero de mortes passou à casa das duas mil (hoje será o terceiro dia assim), o que significa que não há sucessos terapêuticos diferentes do que em toda a parte.

Aqui, porém, estimulado – quem sabe por algum velhinho mentalmente coxo pelo ódio – Bolsodammitt transformou o remédio em ideologia e usou-o para derrotar seu próprio ministro da Saúde, fazendo-o, a contragosto, aceitar a capitulação da ciência e da prudência ao fanatismo messiânico.

O único “milagre” que Jair Bolsonaro logrará criar é um inédito “remédio com partido” que, muito provavelmente, ficará na conta das inúmeras bobagens que diz e das quais fugirá se as evidências começarem a mostrar que medicina não se funda nem em fé nem em esperteza.

Como Jair Bolsonaro não gosta de livros com “muita coisa escrita”, não lhe recomendo o filme, e não ó por isso.

É que Dammit, além de perder a cabeça em sua aposta imprudente, acaba tendo os ossos vendidos para que cachorros os roam.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

29 respostas

      1. Pessoas sem sintomas são responsáveis por dois terços das infecções de coronavírus
        https://oglobo.globo.com/sociedade/pessoas-sem-sintomas-sao-responsaveis-por-dois-tercos-das-infeccoes-de-coronavirus-24307692

        OMS pede testes em massa e isolamento, e alerta para mortes de crianças por coronavírus
        https://oglobo.globo.com/sociedade/oms-pede-testes-em-massa-isolamento-alerta-para-mortes-de-criancas-por-coronavirus-24307901
        “— Teste, teste, teste. Teste todo caso suspeito. Se for positivo, isole e descubra de quem ele esteve próximo. Não se consegue combater um incêndio com os olhos vendados. Você não consegue parar essa pandemia se não souber quem está infectado”

    1. Seria engraçadíssimo se não fosse tão trágico, caro Marlow.
      Concordo com você, são as nossas (do povão) que irão rolar.
      Infelizmente.

  1. Vamos admitir que essa droga, administrada junto com outras, faça efeito. O problema é que tem que set aplicada em hospital, via venosa. E onde estão os leitos hospitalares se milhares se contaminarem ao mesmo tempo? Se faltarem leitos, por exemplo em Brasília, proponho levar os doentes para o Palácio do Planalto, pra sala do Bozo.

    1. Exatamente! Primeiro teria que testar positivo ou ter todos os sintomas (testes pra lá de insuficientes). Com um monte de gente se infectando pela chamada às ruas pelo Bostanaro, não tem remédio que dê jeito (muito menos um que nem atestado foi). Rumo ao precipício!!

  2. Vamos admitir que essa droga, administrada junto com outras, faça efeito. O problema é que tem que set aplicada em hospital, via venosa. E onde estão os leitos hospitalares se milhares se contaminarem ao mesmo tempo? Se faltarem leitos, por exemplo em Brasília, proponho levar os doentes para o Palácio do Planalto, pra sala do Bozo.

  3. Primeiro trump acusou a China por não informá-lo (ridículo, mas falou isso mesmo). Depois recauchutou o argumento com vírus chines . A trupe do bozo replicou e deixou o Brasil em problemas com a China.
    Quando a farsa trumpista do vírus chinês foi desmascarada, apelou para a cura miraculosa. Primeiro a vacina para dentro de um mes (hoje já estaria disponível se não fosse uma grosseira mentira), nem deu tempo para a bozolândia embarcar na onda e ela já tinha se dissipado. Então na busca da solução milagrosa para salvar sua candidatura e o fiasco de como tratou a pandemia, trump jogou ao vento a cloroquina, que cegando seu rebanho, e inflando seu us investimentos na Sanofi (o laboratório que tem a patente de uma versão modificada da droga). O gado solsonarista e o dono do berrante ecoaram a voz do chefe.
    Como isso também está indo para o ralo (https://jornalggn.com.br/a-grande-crise/coronavirus-estudo-elogiado-por-trump-nao-atendeu-padroes/) agora o novo alvo de trump é a OMS, que segundo ele não teria alertado o mundo sobre o perigo (antes eram os chineses que não haviam alertado os EUA).
    Logo veremos o gado e o próprio bozo atacando a OMS.

    1. Baseado em pesquisas no EUA, a reeleição do Trump já foi pro “saco”. O Joe Biden a quem Trump considerava um sonâmbulo já passou muito na frente do Trump e com a ajuda do Coronavírus tá arriscado de sofrer uma derrota monstruosa. Eu não quero fazer nenhum paralelo com o Bozó, pois este nós parece que não dura mais que dois meses.

  4. Brito, você mencionou um conto no começo do texto mas no fim fala em “filme”. Estaria você por acaso referindo-se ao terceiro episódio do “Histórias Extraordinárias” (baseado em três contos do mencionado Poe) dirigido por Federico Fellini? No filme (cuidado com o spoiler) o Toby Dammit é interpretado por Terence Stamp que salta no escuro com um carro… conversível.

  5. O Bolsoquina ou Cloronaro, conseguiu até que o “sério” Merdetta, vá dialogar com os Cartéis do Tráfico e da Milícia, algo inédito no mundo ,mas que aqui no Brasil fantasiado , irá virar samba enredo, se o país sobreviver ao Capitão Vírus & Seus Cloronas.

  6. É claro que a velha raposa Mandetta só desafiará a marionete principal se sentir que tem retaguarda para tanto. Se a retaguarda afrouxar, ele imediatamente pulará para o lado do Dinheiro (perda de tempo, o Dinheiro perdeu esta há muito tempo), abandonando o lado da Vida. Isso porque, de acordo com seu currículo, sua existência política está acima de todo e qualquer escrúpulo que ele possa ter.

  7. O CFM não vai abrir um processo invetigatório pela usupação da função de médico, quando recomenda aos portadores do COVID-19 o uso de medicamentos?

    O CFM vai homologar, com seu silêncio, um IMPOSTOR, um USURPADOR, UM CHARLATÃO?

  8. Por razões de doença da minha mãe sou forçado a me locomover. Hoje foi o dia em que vi as ruas mais CHEIAS. No Grajaú filas (sem distanciamento) em todas as lojas abertas e bancos. Algumas pessoas com máscaras. Tá complicado, se depender do rigor no isolamento, a Covid vai explodir.

    1. Vi um número estranhamente grande carros nas ruas da minha cidade. O “berrante” está funcionando? o povo perdeu o juizo?

      1. Deve ser começo do.mes pagamento de salarios
        A solluçao seria pagar salario de acordo com o dia de nascimento p diminuir o numero de pessoas nos bancos

  9. Você é um ingrato, Brito; o bolsonaro achou o remédio para o corona virus,contra todos e contra a esquerdalha da ciência internacional até, e você fica questionando o tempo todo. Queria melhor?
    Não era muito melhor pedir ao dr bolsonaro que também nos indicasse o remédio para a dengue e o chicungunha? Ele pode se ofender e deixar de recomendar remédios importantíssimos.
    Vai ver que você quereria que o nosso presidente não fosse este senhor super disciplinado,lider, inteligente e agregador que os militares de palácio deram de presente ao país. Autêntico, independente, sério, civilizado, exemplo mesmo.
    Só vejo na frente deles o guedes, que descobriu que os pobres poderiam dar algo como 800 bilhões aos cofres do governo, como fez na brilhante reforma da previdência. Sem falar que reduziu aquele salário mínimo, que com o dolar a 3 levava os coitados para farras em miami. Não, não haveria o problema do contágio do corona virus (sei que você ia dizer isso) porque o bolsonaro para isto já tinha o remédio.
    É só a dengue e a chicungunha darem sua cara por aí e o bozo garante sua releição indicando com um pé nas costas o infalível remédio.
    Troquei o café da manhã pela cloroquina e meus cunhados e os cunhados do meus amigos se safaram do corona fazendo o mesmo. Vou agora lá em frente do hospital encontrá-los, uns quinze, para uma cervejada de comemoração.

  10. Neste país plano de ideias e conhecimento, com um governo recheado de idiotas e ignorantes, diga-se colocados lá por uma parcela considerável da sociedade formada por sua maioria de fantoches manipulados, apesar de muitos terem uma formação acadêmica invejável, estamos todos submetidos a um plano nefasto de desconstrução do país e de suas estruturas públicas com o único objetivo de uma limpeza ideológica promovida por fanáticos, retrógrados, sociopatas que nada mais querem que aniquilar a parte saudável da sociedade, da cultura, da educação, da liberdade pra criar um monstro dominado pela ignorância que obedece sem questionar, que transcende o bom senso, tudo pelo ódio, poder e riqueza.

  11. Acho que todas as pessoas já sabem do perigo de sair do isolamento, então deixa o louco do Bolsonazi acabar com o isolamento e é hora dele pagar pra ver. Já teve milico falando em invadir o nordeste caso ele esteja correto, o que vejo acontecer é se houver menos de 10.000 mortos ele vai culpar o PT,a oposição e os governadores, e pior vai ter muitos concordando e esquecendo que o número de mortos pequeno foi devido ao isolamento. Já está passando da hora de estarmos o tempo todo corrigindo as burradas do Bolsonazi, e deixar o povo sentir o resultado de suas escolhas.

  12. Esse governo lembra um outro conto do Edgar Alan Poe, que transformado em filme, tem o nome de “refúgio do medo”

  13. Domingo, bozo ajoelhado e contrito ouviu de um pastor que o abençoava que tinha percebido um milagre e que não haveria mais mortes após aquele momento. Por respeito à inteligência dos comentaristas aqui, dispenso-me de comentar. Não bastam os bozistas doidos para continuar ganhando dinheiro e parar de cuidar da casa e poder ir a shopping, cabeleireiro, fazer as unhas, tem também os aloprados fanáticos dos evangélicos a nos ameaçar de morte. Fora com todos eles!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.