Inflação cai, mas preço dos alimentos sobe forte.

Escrevi, dias atrás, que os índices de comportamento de preços – e vários outros – de pouco serviriam para pensar políticas econômicas, pelo fato de que suas atividades estão praticamente paralisadas e a coleta de dados, não presencial, levaria a enormes distorções.

Assim é com a inflação baixíssima divulgada hoje pelo IBGE: 0,07 em março, mínima de muitos anos.

Nela, de importante, se embute apenas o crescimento do preços dos itens de alimentação, absolutamente diferente disso.

Subiram 1,13% no mês, dez vezes mais que no mês anterior.

E foi alimentação, praticamente, o que se comprou neste período de semiquarentena. Quase todo o resto ficou no zero ou próximo disso porque parou, querendo ou não.

Como, para os mais pobres, alimentação é quase tudo o que seu dinheiro pode comprar – quando pode comprar – é sinal de que precisa ser dada atenção à assistência alimentar aos milhões de excluídos deste país, diretamente, muito além do pequeno auxílio que o governo lhes destinou e que, além de demorado, tem tudo para dar confusão ao ser implementado, daqui a dias.

É um sinal de alerta a mais, num governo onde os sinais de alerta têm sido sistematicamente ignorados.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

11 respostas

  1. A cesta de consumo das famílias também teve uma reviravolta. Álcool gel e máscara, itens que nem compunham a cesta, tiveram um aumento exponencial. Os parâmetros estão todos desalinhados. Impossível saber o quê está acontecendo de fato.

    1. Há também relatos de falta de bujões de gás, e onde se encontra, os preços são muito mais altos que há poucos meses.

    2. Há também relatos de falta de bujões de gás, e onde se encontra, os preços são muito mais altos que há poucos meses.

  2. E tem lugar, como na zona sul de SP, que não tem gas de cozinha, o botijão de gás. Devido à diminuição de gasolina, os 30% a menos fabricado no país. KD O GAS!???

    1. Continúe desmitificando o bandido colaborador do regime.
      Até os ditos “progressistas” (centristas na realidade) caíram na exaltação desse BOSTA.

  3. Índice de inflação no Brasil é para inglês ver. Anunciam inflação de “1% ao mês” enquanto você vê os preços em geral subindo 5% ou mais por mês

  4. Num período totalmente atípico, como o mês de março, com grande parte da atividade econômica parada, é uma piada apresentar este índice de inflação, porque com certeza não há dados reais suficientes que sirvam de base de cálculo. Por outro lado, posso afirmar, sem qualquer dúvida, que as primeiras vítimas do coronavírus, até agora, foram os milhões de clientes de supermercados.

  5. VAI DA RÉGUA ..vai da régua
    Sem querer desanimar ..inflação IGPdi em marco 1,64%
    fato – vai ser difícil pra muitas empresas segurarem o custo com o dólar a 5,25 ..exemplo, o LEITE com sua embalagem tetrapack, já saltou de 2,50-2,70 pra 3,5, ou mais, em média, em SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *