Rumo à destruição do Brasil

A situação do Brasil, hoje, embora os números não sejam tão dramáticos, é de piores perspectivas do que as que tínhamos no início do período golpista de Michel Temer.

Ainda que com muita “torcida”, os agentes econômicos esperavam, de fato, uma retomada, mesmo tímida, da situação.

Agora, você não encontra nenhum que se atreva – exceto Paulo Guedes, que prevê crescimento a partir de julho – a achar que temos algum sinal de reversão no curto prazo.

Não há qualquer política para nos livrar da estagnação econômica, exceto a promessa de que uma reforma da toque de caixa da Previdência seria como a chuva no sertão. Ainda que passe, basta olhar os números e ver que, no curto prazo, ela não representa nenhum alívio para as contas do governo e, muito menos, algum ânimo para a atividade econômica.

Mas há uma crescente convicção de que o atual governo não tem, além de capacidade, unidade para decidir-se por estas políticas.

Cresce a percepção de que a administração – se é que se pode chamá-la assim – Bolsonaro rege-se pelo desmonte que o próprio presidente, numa de suas falas, anunciou.

Tinha-se desconfiança de que, se faltaria apoio parlamentar a este governo, o apoio das corporações militares lhe serviria de alicerce, o que, está claro, já não tem.

Resta saber o quanto o terceiro viés, o apoio de uma parte da sociedade – afinal, a maioria o elegeu – sobreviverá ao mix de  redução de emprego – aumento dos preços – desorganização dos serviços públicos e redução de direitos. Porque, afinal, a degola no direito de aposentadoria atinge indistintamente seus eleitores e opositores.

Fanatismo de seitas não sustenta governos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

28 respostas

  1. A aprovaç?o de Bozo cai ao ritmo de 1% por semana. Somando tudo, apenas um milagre vai mantê-lo nessa sanha insana de destruir os brasileiros. Contagem regressiva: 100, 99, 98, 97…

    1. O problema é que mourão, heleno e mais um bando de milicos entreguistas estão a postos para imediatamente implementar o mesmo receituário econômico do bozo, com muito mais trânsito na política.
      Em resumo vamos sair da frigideira e cair no fogo.

      1. concordo. é difícil saber o que é pior.
        a burrice da maioria nos levou a esta tragédia.
        acho que só haverá uma saída: o aeroporto.

    2. Hummm… n?o acredito em alinhamento automatico num caso desses. Vejam, Guedes n?o passa da continuaç?o, ato por ato, da politica economica de Temer. E é algo sendo implementado há pelo menos 3 anos e meio, é clarissimo que não funcionou, não funciona e não funcionará. Só um idiota daria um golpe de Estado para continuar sendo vidraça na atual situação. Acredito, por mais absurdo wue possa parece que, por justamente faltar aos golpistas respostas ao inferno economico que se avizinha, que repitam o que fizeram com Lula em 2002: entregarem um país destruido à esquerda para que “quebrem a cara”. Tudo com controle milimétrico das condições nas quais essa entrega se dará.

  2. Desculpe mas a previsão de retomada econômica em 2019, ainda que tímida, jamais foi minimamente realista. Era visível já a deterioração violenta das contas públicas e da capacidade de reação da economia depois da camisa de força nos investimentos públicos. Nada foi sequer planejado para estimular a indústria ou a construção civil, o que poderia gerar alguns empregos formais. Ao contrário, o desmonte trabalhista aconteceu a galope desde 2017. A incapacidade político-administrativa-intelectual de Bozo era óbvia desde sempre, assim como sua egolatria familiar e seus ímpetos infantilóides centralizadores. Como dar certo uma receita dessas? Com o apoio de bispos comerciantes, imbecis e gananciosos? com os milicos de olho no aumento de soldo e um punhado de generais golpistas saudosos de 68?

    1. E não podemos nos esquecer do judissiário de Pindorama, cuja única procupação é o auxílio-moradia, grande conquista da “rapaziada”. E o povo que chupe mangas, ou coma goiabas…

  3. O problema é que os militares, se assumirem o poder, farão igual ao Castelo Branco, que ia ao Senado entregar um projeto de lei e dizia: “O projeto é este. RECOMENDO que aprovem”. Será a volta da ditadura e das prisões de quem pensa diferente. Ideologia de direita é mais nociva que a de esquerda, pois aquela não leva o povo em consideração. Voltamos à 1964. O resultado disso? Todos sabem.

    1. “ideologia de direita é mais nociva que a de esquerda” conforme isto vc não acredita em nenhuma delas,que é que vc sugere?
      Os pts implementaram uma política de centro ,sem confrontos ,sem mexer na estrutura da distribuição de riqueza e ainda assim foram chutados.Qual é a solução?

      1. Creio, label, que a intenção do Luis é em dizer, de uma forma elegante para os de direita, que pensa ou pensava ser a doutrina da esquerda um mal e em se mostrando ,caso ocorra, o da direita infinitamente pior!

  4. O projeto é destruir tudo, depois se vê o que fazer com os cadáveres e escombros do país.
    Nossa “elite pensante” só pensa. Sua omissão, além de se traduzir em consentimento, é CRIME.
    Atenta contra as gerações futuras que julgarão a nossa covardia.

  5. Em qualquer nação dita civilizada estariamos ao borde de uma guerra civil com dois bandos preprados para o desenlace inevitável. Mas estamos no Brasil e o único sinal insurrecional surge das próprias instituições do Estado. Vamos realizando o absurdo de um anarco capitalismo predatório, onde o “exército de ocupação” é o domínio oligárquico e seus capitães do mato. Continuamos como na fundação de nossa “Republica” bestializados e desterrados em nosso próprio país.

  6. O início da revolta de uma população subjugada é diretamente proporcional ao conhecimento e a qualidade de informação que ela recebe. Aqui, com a quantidade de analfabetos funcionais, 57 milhões no último censo eleitoral, é de se perder de vista.
    O Brasil, pelas mãos da lava-jato e do entreguismo desenfreado, já perdeu o pré-sal e todos os alicerces que sustentariam um projeto de nação soberana no futuro.
    A reação agora começa a vir pelos estudantes e certamente será seguida por outros setores, entretanto o estrago que já foi feito pela dupla vampirão e miliciano são irreparáveis.
    Nos resta a esperança de que os responsáveis por isso sejam um dia reconhecidos como traidores e submetidos ao julgamento exemplar da população.
    Sonhar é preciso: fhc. aecio, moro, temer, bozo, milicos, mídia, mpf, stf, etc. e etc. encontrando com o que a história lhes reserva.

    1. Falta uma Arya para executar esta lista o que infelizmente não temos. Daí que nós somos todos perdedores…

      1. Lembremos que foram também os estudantes os primeiros a colocar a cara na rua para denunciar a ditadura pós 73. A greve tida como ilegal dos estudantes antecedeu a dos metalúrgicos.

    2. Lamento informar, mas no Grupo de Whatsapp da federal que estudo a maioria esta a favor dos cortes do Bolsonaro, e contra os protestos estudantis.
      Essa gente esta cega, sera necessário mais de uma década pro ódio refluir.

    3. existem pesquisas internacionais apontando que 75% dos brasileiros são analfabetos funcionais.
      A burrice que atingiu o brasil é impressionante e corroboram estas pesquisas.

  7. O capitao pensa que se manterá no poder do mesmo jeito que se elegeu: com o apoio das milícias virtuais controladas habilmente por Olavo de Carvalho. Ele tem alguns milhares de fanáticos e um número ainda maior de robôs virtuais. Acontece que nós somos mais de 200 milhões de brasileiros e as pessoas que votaram nele, exceto os fanáticos, já estão caindo a ficha para a burrada que fizeram com o voto nas eleições. Só mesmo um imbecil poderia achar que se manterá no poder sem o apoio das instituições como o Congresso , o MP, os tribunais superiores, as Forças Armadas na Ativa, a mídia, e da parcela do povo que não votou nele e dos decepcionados com o voto. Só mesmo um Imbecil.

  8. O retorno que o banqueiro-guedes espera a partir de julho deve ser algum aumento exponencial de seus próprios ativos financeiros. Já o povo, que chupe mangas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *