Rumo ao PIB Zero – 3: previsão já fica abaixo de 1%

Nenhuma novidade: pela 16ª vez consecutiva as previsões do mercado financeiro, recolhidas pelo Boletim Focus do Banco Central, caíram.

E, pela primeira vez, abaixo de 1%: 0,93%.

A gente que mexe com dinheiro grosso, mais que ninguém, sabe como está a procura por crédito para produzir e consumir e reflete isso na baixa das expectativas.

Todos sabem que cairá mais, com ou sem reforma da Previdência que, aliás, só tira dinheiro da roda da economia.

Não tem problema, ninguém quer o país fora do clima do terror de um desastre anunciado.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

5 respostas

  1. Muito boa a palestra da Dilma…

    “Quando é que eu comecei a cair? Quando reduzi o spread, o que é absolutamente imperdoável. Tinha taxa no Brasil de 500%, 300%. Quem é que baixou as taxas básicas? A competição entre o setor bancário público e privado. Se ficasse claro que era possível, que não tem razão técnica pra gente pagar as taxas de juros que a gente paga, que isso é uma apropriação de renda financeira indevida contra os interesses da população — que explica uma parte da nossa brutal desigualdade — o risco era muito grande. Qual não foi a nossa surpresa quando aqueles que tradicionalmente defendiam a queda da taxa de juros ficaram mudos. Os industriais brasileiros, porque são sócios da rolagem da dívida. Vivemos a etapa financeira do capitalismo. Hoje as atividades financeiras predominam em relação às produtivas e todas as empresas, de uma certa forma, são bancos, porque ganham mais aplicando recursos financeiros do que desenvolvendo os investimentos com suas próprias atividades. Vamos lembrar quem tinha banco e ficou caladinho esse tempo todo. A JBS tinha banco. O banco da JBS era dirigido por quem? Meirelles. (banco Original, controlado pela holding J&F, cujo projeto de banco digital foi comandado por Meirelles). Não é que eles não investem nas atividades produtivas, investem, mas é uma parte menor do capital e isso não ocorre só aqui, mas no resto do mundo. Então, é isso. Eles estavam interessadíssimos em parar com essa história de botar o povo no Orçamento. Por que o Orçamento do país é deles…”

    https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2019/06/17/interna_politica,763448/ex-presidente-dilma-rousseff-fala-sobre-politica-e-erros.shtml

  2. Os ditos mercados continuam bem humorados.

    Pela lógica da Globonews, isso é sinal de que está tudo bem. O povo desempregado é que tem o mau hábito de ser resmungão.

    1. Como fizeram em 2016, 17, 18 e 19 projetam o crecimento e a recuperação para o “segundo” semestre, para o começo de agosto (agosto do Capeta). Os meninos e meninas das Farias Limas da vida e seus sócios na imprensa “especializada” mentem como velhacos. Fazem seus pares da “operação” Suja a Jato parecem principiantes.

  3. Desde que o soldo desses irrisórios generais estejam garantido, tudo bem no quartel de Abrantes.
    Quase me esqueço envolvido com essa lambança, CADÊ O QUEIROZ. Ah!! sei Sergio Moro vai achar.

  4. Só uma pergunta: o que esse governo ainda tem que fazer para as pessoas finalmente se mancarem que elegeram um completo imbecil, fantoche da turma da grana?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *