Se o STF não parar o lavajatismo será derrubado por ele

Os ministros do STF começam a julgar depois de amanhã a prisão em 2ª instância sob uma sombra terrível, que ele próprio deixou se formar.

Para qualquer um que não viva no país da maravilhas de Alice, está claro que o aparelho policial foi apropriado, via Sergio Moro, pelo governo do clã.

E quem achar, como achou Luciano Bivar, que se aliar a ele criaria uma blindagem, errou feio.

Longe de valer alguma coisa, é claro que Bivar não alugou o partido a Bolsonaro de graça. Como, quanto e se foi, efetivamente, pago, é coisa que só eles, Gustavo Bebianno e os “meninos” sabem.

Mas há algo que todos sabem, ou deveriam saber, de escancarado que está.

É que somos governados por um homem que não debate e não se confronta políticamente. É alguém que, um belo dia, dá um bote surpreendente dos seus aliados.

Quem se interessar por História, leia sobre a Noite das Longas Facas alemã.

Bolsonaro devora qualquer um por seus planos de poder, que é imperial e, ao que pretende, hereditário.

Esta vantagem se constrói, essencialmente, com o domínio da informação.

Não, não me refiro à pública, a que está na imprensa e nas redes.

Falo da arapongagem extraoficial e da oficial, construída por um aparelho policial ideológica e profissionalmente comprometido.

Que leva ao “Mito” tudo o que se passa não apenas em investigações sigilosas como naquilo que está sendo obtido pela interceptação que nenhuma alta autoridade do Legislativo ou do Judiciário duvida que está sofrendo.

Entre os ministros do STF que não se avassalaram, por completo, ao autoritarismo só resta uma possível – e apenas possível – salvação: deter o poder que se exerce por meio de Sergio Moro e sua onisciência e onipotência.

Do contrário, é provável que um deles esteja tendo a cabeça entregue numa bandeja.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

26 respostas

  1. Estamos no limiar de uma DECISÃO HISTÓRICA. Ou o Brasil se torna maior que o Conje e o Bozo ou eles dominarão um páis de 210 milhões de seres humanos. Essa operação é a demonstração mais explícita da politização das forças policiais. Sabemos como começa mas não sabemos como termina.

    1. O Conje e o Bozo são apenas as marionetes do “deep state” estadunidense.

      Sim, marionetes perigosas – como o boneco Chucky.

      1. São marionetes, mas para fazer outras marionetes eles levarão mais quinze anos, e talvez o mundo tenha mudado radicalmente em quinze anos.

    2. O momento é muito grave! Se passar a concepção de que a Constituição pode não ser obedecida e se ficar firmado por jurisprudência que as leis não são iguais para todos, então o caminho para a ditadura franca e descarada de pessoas nefandas e horríveis estará aberto e pavimentado. A ditadura de cérebros doentes e de pessoas sem qualquer grandeza. Não será nem mesmo uma ditadura de pessoas que desejam o bem do Brasil e se distinguem por serem sábias, patrióticas e dedicadas, longe disso. Muito longe disso. O STF precisa entender que as questões de hoje não são casinhos quaisquer. Se eles lá estão, então que compreendam o tamanho de suas responsabilidades. Que saibam usar o poder que lhes foi conferido para levar o país de volta à trilha democrática. Esconder a cabeça como avestruz significará para eles mesmos a futura destruição inescapável.

      1. Covardia tem limites. Estamos na mesma situação da França na tomada da Bastilha.
        Se o STF se acovardar agora só nos restará fugirmos para o Paraguai ou Bolívia

  2. Interessante que nem precisava dos 11 togas no plenário do STF para, a partir de quinta-feira, parar o lavajateirismo e escapar desta forma de banditismo. Na verdade, o julgamento de quinta é para derrotar o lavajateirismo do próprio Cupremo, seu núcleo dos três luíses fora-da-lei-e-da-constituição mais os pusilânimes que os seguem quase sempre. Pois a decisão a ser derrotada aqui foi (entre outras) contribuição do próprio STF ao lavajateirismo, iniciada – é importante relembrar – por Teori Zavascki, tão lambido até pela esquerda, que foi quem lançou este crime contra a constituição, da prisão em segunda instância. Esta solução, que visa dar uma meia liberdade vigiada a Lula, está longe de parar o lavajateirismo e, pelo contrário, vai provocar, provavelmente, uma reação brutal dos bandidos.

    Para golpear a máfia lavajateira de forma muito mais eficaz, bastaria apenas os votos de apenas 2 juízes na sessão da segunda turma do STF de hoje, terça-feira. Como o toga falante e ‘garantista dos seus’ Gilmar Mendes já disse em trocentas trevistas qual o seu voto, bastaria, na verdade, um único voto hoje – o de Celso de Mello – para assestar, aí sim, um golpe mais pesado, talvez fatal, na máfia lavajateira como um todo, ao declarar a suspeição de Sergio Criminoso Moro, o capo de tutti capi da máfia lavajateira, no habeas corpus sobre o qual se sentou o toga Gilmar Mendes, na sua ‘costura’ imoral – e, alguém pode dizer, até criminosa, pois se vale da violência da prisão contra Lula, parecendo configurar uma extorsão – por uma solução que garanta o poder futuramente à direita que ele representa.

    1. Quem viu o Jornal Nacional de ontem 15/10 já deu para perceber é que esta turma estão tentando emparedar o STF. Mas, se STF se acovardar então será melhor entregar a chave do STF e fugirem para o Paraguai.

  3. Impressiona a imensa desfaçatez de Moro e Bolsonaro. O STF não pode arredar um milímetro! Quando se submeteu ao poder paralelo da Lava Jato, contribuiu para o esfacelamento do Estado Democrático de Direito.

  4. Excelente Brito a capacidade de análise com que você tem nos brindado já há muito tempo.
    Tanto que, desde o início, mesmo quando muita gente boa se iludiu, você tinha percebido a fraude daquelas tais “jornadas de junho” em 2013, “apartidárias” e “apolíticas”.
    Daí que destaco teu diagnóstico agora:
    “Se o STF não parar o lavajatismo será derrubado por ele.”

  5. O Supremo dormiu com o inimigo durante anos. Vai acordar de ressaca com gosto de cabo de guarda-chuva na boca.

  6. Estranho.
    Todos falam no crescente autoritarismo e nos grampos. Mas…
    Praticamente ninguém fala dos diversos projetos que estão tramitando no congresso para ampliar tremendamente a vigilância sobre todas as pessoas, sob o pretexto genérico e mundial usado do “combate ao terrorismo”. O governo os apóia com entusiasmo e toda a oposição se omite, fingindo não saber de nada.
    Será que o tão citado Leonel Brizola também se calaria?
    Tenho certeza que não.

  7. Como ouvi dizer, Boçal Nato é um neofascista.

    Por que “neo”?

    Porque as duas únicas coisas que prestariam num fascismo – o nacionalismo e um viés trabalhista – são exatamente o que lhes faltam.

  8. É isso que dá ser covarde. E o supremo foi , desde o chamado mensalão, até agora, sendo conivente com a grande mídia e Sérgio Moro.

  9. Perfeito! Desde o golpe de 2016 a Farsa a Jato está dando de 7×1 no “çupremo”, que não esboça reação.

  10. Só a manada de gado que vive no mundo de Lewis Carroll, apoiam estes meliantes.

  11. Sem dúvida, a consquista do palácio pela MILICIA E TRAFICANTES deu passo muito alto: o domínio da informação restrita.

    Resta saber se o capital financeiro nacional e internacional esta disposto a dividir o poder no Palácio com a MILÍCIA E TRAFICANTES encastelados.

    Essa é a realidade, que conta com número crescente de militares no GOVERNO, atendendo à pedidos. Não pediram?!

    https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=7&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwjqgO7Kgp_lAhX-ILkGHamOBWQQFjAGegQIAxAB&url=https%3A%2F%2Fwww1.folha.uol.com.br%2Fpoder%2F2019%2F01%2Fmilitares-ja-se-espalham-por-21-areas-do-governo-bolsonaro-de-banco-estatal-a-educacao.shtml&usg=AOvVaw2q6zrJ8Xsl0WirLeBTzbpy

    E os militares do STF vão permitir a libertação do País?

    O torturador Ustra Brilhante ainda não foi condenado!

    1. Os brasileiros podem gostar de milicomilicianotraficas no poder mas estados unidos e uniao europeia nao. Brasil vira alvo internacional. No caminho do pais ser dividido em varios.

  12. Os Membros da Suprema corte foram se acovardando diante da Lava Jato como como no caso da puta de vestido curto, toda vez que se abaixava aparecia a bunda, Agora depois de tanto tempo se desmoralizando tentam corrigir suas covardias.

  13. ” investigações sigilosas como naquilo que está sendo obtido pela interceptação ”

    Complementando a referência à Noite das Longas Facas, cada chefete nazista possuía o seu próprio serviço secreto que o municiava de informações sensíveis a respeito das demais facções.

    A SA, chefiada por Ernst Röhm, também possuía o seu serviço de informações, mas não conseguiu se preparar para a traição de Hitler.

    O NSDAP, que segundo um Benedito era um partido socialista, tinha uma ideologia que unia os seus adeptos, coisa inexistente no PSL, que por ter a palavra Social no nome também deve ser socialista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.