Senado retoma Previdência com apreensão governista

Uma votação, depois de derrotada retirada do abono salarial para os trabalhadores preocupou tanto os governistas quanto a que perdera.

Foi o requerimento para suspender a votação dos destaques, que será retomada daqui a pouco.

Foi aprovada por apenas 45 votos.

Estava claro que quem votou contra o encerramento da sessão pretendia derrubar dispositivos do texto que, para serem mantidos, exigem 49 votos.

E foram 32.

Como o Senado tem 81 votos, 32 são exatamente o limite máximo de votos contrários para manter o texto.

O problema, portanto, não foram os senadores que saíram por causa do horário.

O jogo será bruto na sessão de hoje, enforcada no limite do horário de 15 horas, quando terá início a sessão do Congresso, para apreciar vetos na lei eleitoral.

Que não pode ser adiada para cumprir o interstício de um ano e valer para 2020.

Pode ser que o rolo compressor do governo – que ontem andou engasgando – funcione, mas foi-se a tranquilidade com que se dava o assunto Previdência encerrado.

Para haver o segundo turno logo o preço não será pequeno.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

16 respostas

  1. Sabe aquele dinheirinho do vô e da vó que ajudava nas despesas da casa e até comprava um presentinho de natal pras crianças? Já era. Ao destruir o poder aquisitivo das classes mais baixas, o brazil está implantando o Capitalismo sem Consumidor. O país regrediu ao que era antes de 1930, quando o mercado interno era reduzido e o trabalhador era explorado para que fosse maior o lucro dos exportadores de café, por exemplo. Toda a luta e sangue derramado por todos aqueles que lutaram pela melhoria das condições dos trabalhadores foram jogados no lixo pelo próprio povo. O brazil é um caso perdido. Um século inteiro de progressos jogados fora por um bando de idiotas que não sabe diferenciar urna de penico.

    1. A minha opinião é que nunca chegamos sequer ao estágio do capitalismo, que aliás, hoje já se prova totalmente insustentável. A classe “média” não suportou olhar para o lado e ver os seus empregados na fila do check-in ou no shopping center. Nunca saímos sequer da casa-grande-e-senzala, como sempre afirma Mino Carta, com muita elegância, claro. Não é um chavão, é realidade. Como pode se formar um mercado consumidor interno pagando-se 900 reais para um trabalhador? Não cobre nem os gastos básicos com transporte, saúde, educação. Moradia, esquece. Consumir? O quê? Um picolé, talvez. O único que tentou uma política de melhoria efetiva dos salários e tentou promover uma distribuição de renda menos selvagem foi colocado numa solitária em Curitiba. E está lá até hoje. E não vejo como vai sair, se me permitem a ranhetice.

    2. O problema é que esse modelo de «capitalismo» já não funciona nos dias de hoje, num mundo interligado e de feroz concorrência.

  2. Vai passar. Os senafores que votaram a reforma aprovarão tudo que esse governo mandar para lá, desde que seja para ferrar o povo trabalhador. Só burro ainda não viu de que lado eles estão. E o pior é que, mesmo perdendo todos os direitos – e os empregos – votarão novamente nesses canalhas em 2022. O Brasil, enquanto nação, acabou. Somos uma republiqueta bananeira, sem.pateiotas de verdade, sem nacionalistas. Um povo gado que vai para o matadouro sem ao menos resistir. Triste.

    1. Nem será preciso esperar o resultado das eleições de 2022 para entender que o povo é caso perdido. As eleições locais de 2020 farão uma prévia disso. Talvez o nordeste escape, mas o resto do brazil elegerá uma grande maioria de reaças e paus mandados dos neopentecostais, tanto para prefeituras quanto para as câmaras de vereadores.

  3. Soube que o Aras comprou a tese do capitão sobre o Adélio Bispo não ter agido sozinho. O capitão acusa o PSOL.
    Pois eu digo: vai fundo Aras. Se você descobrir alguma coisa não será o que vocês esperam. Muito antes pelo contrário. Se Adélio não tiver agido sozinho os Bolsonaristas estão envolvidos até o pescoço.

    1. Prova number one
      O video com adelio sendo mantido proximo de bozo candidato por uma determinada pessoa
      Mas cubram o logo da riachuelo nao queremos compromete la (por enquanto)

  4. Seus pobretoes de direita, que aqui e na redes se manifestam, tratem de enriquecer, por que capitalismo odeia pobre….

  5. A votação do reforma da previdência está repetindo a velha tática dos coronéis que no voto a cabresto antes da eleição davam apenas um sapato do par. Só com a comprovação do voto (e co nsequente eleição) recebiam o outro sapato. Pois é exatamente isto que o fisiologismo está fazendo. A votação no primeiro turno é o primeiro sapato. Quando comprovarem receberem o que negociaram entregam o segundo sapato (votação no segundo turno).
    É a “nova política” em ação.

  6. O procurador Aras está a querer investigar minuciosamente o “atentado” do Adélio ao Jair. Ele falou que o caso parece ter sido bem planejado e que não pode ter sido coisa de uma só pessoa. Das duas, uma: Ou ele estava no mundo da Lua e não sabe mesmo nada sobre o caso, ou então está decidido a levar o desgoverno para os quintos do inferno.

    1. O Aras não assistiu o vídeo, com a própria segurança do bozo dando cobertura? Aí já é demais. Ele que mexa com essa gente. E não são inimigos, não. São AMIGOS!

      1. Pois é. Como explicar a morte da dona da pensão de Adélio? E o rolo com seus celulares? E o treinamento de Adélio no mesmo clube de tiro ao alvo do filho do Jair, na longínqua Santa Catarina? E a proibição da presença do rapaz que foi levado pelos seguranças para longe do Jair porque estava fotografando tudo, enquanto alguns justificaram a proximidade consentida do Adélio sob a alegação de que ele queria fotografar? São mil detalhes que o Aras vai poder esmiuçar muito bem em sua corajosa investigação.

  7. O problema é que o preço caro que os senadores cobrarão do governo não são para benefícios ou melhorias ao povo e sim para atender os interesses de cada um dos senadores.
    Nossa classe política é a pior do mundo!

  8. O PT aprovou o marco regulatório do pre sal onde os royalties era para estados e municípios, ai veio o Michel temer e quebrou a regra suspendendo os repassas que ocorreria a partir de 2018, hoje esse dinheiro esta depositado em conta judicial ” PESQUISEM” e agora os senadores e deputados querem barganhar aquilo que ja era de direito aprovado pelo pt aos entendes federados, pior de tudo e que se destinara valores bem menores do que seria na lei do pt agora eu pergunto porque o pt nada fala disso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *