Singer: a direita radicalizou e bloqueou as saídas

aroeiraferradura

Ótima análise de André Singer, na Folha,diz que o processo de radicalização política do Brasil – uma obra da mídia e do Judiciário, sobretudo – bloqueou o caminho de conciliações e pactos políticos (que Lula representou e, com parco sucesso, Ciro Gomes tenta reeditar) e nos levou a uma situação em que as eleições parecem mais ser uma porta de entrada para a “crise permanente” que uma saída para os impasses colocados ao país.

Vale muito a leitura.

Direita optou por radicalizar

André Singer , na Folha

Em menos de cinco meses, as expectativas econômicas sofreram uma séria reversão. Conforme noticiou a Folha na última quinta (5), “em março, a alta esperada para o PIB (Produto Interno Bruto) de 2018 encostava em 3%, com alguns economistas prevendo algo acima disso”. Agora as projeções caíram para cerca de um terço daquele montante.

Em outras palavras, o Plano Meirelles deu errado e a ponte para o futuro nos levou ao passado de estagnação dos anos 1980 e 1990. Compreende-se, assim, que o ex-ministro da Fazenda amargue 1% das intenções de voto e Lula continue com mais de 30% nas pesquisas, apesar de preso. 

Da metade da pirâmide para baixo, o eleitorado quer, sobretudo, voltar ao período em que havia emprego e renda.

O problema está em como reconstruir as condições para tal retomada. O processo do impeachment, iniciado em 2015 e concluído em 2016, abalou as bases do pacto que permitiu o “milagre” lulista de reduzir a pobreza sem confronto político. Na sequência, a conjuntura foi transformada por importantes mudanças locais e mundiais. 

Na esteira do golpe parlamentar, e sem a legitimação de um pleito presidencial, houve bloqueio dos gastos públicos, retirada de direitos trabalhistas e abertura do pré-sal para empresas estrangeiras. No plano externo, a ascensão de Donald Trump significou o acirramento dos conflitos globais. 

As vaias a Ciro Gomes (PDT) e os aplausos a Jair Bolsonaro (PSL) na CNI (Confederação Nacional da Indústria), quarta (4) passada, expressam bem o ambiente polarizado do qual não conseguimos escapar. 

Os apupos vieram quando o candidato do PDT —longe de ser um radical, ainda que intempestivo— apenas afirmou que reabriria o debate sobre as mudanças na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). O postulante do PSL, por sua vez, foi ovacionado quando disse que iria colocar “generais nos ministérios”.

Bolsonaro reiterou que não entende de economia, delegando ao economista ultraliberal Paulo Guedes a formulação dos planos para a área. Mas se propõe a garantir a ordem, por meio de presença militar, para que o capital possa reinar inconteste. “Os senhores são os nossos patrões”, declarou o deputado na CNI.

Como disse um amigo, a direita está venezuelizando o país. Joga fora a Constituição de 1988 que, bem ou mal, garantiu a fase mais completamente democrática que o Brasil teve. Se forem bem-sucedidos, a instabilidade prosseguirá. Diante de tal ofensiva, fica difícil conciliar. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

60 respostas

  1. Bolsonaro deixa bem claro a quem quer servir, e não são as Forças Armadas. Essas serão apenas utilizadas para garantir o bom ambiente dos verdadeiros patrões de Bolsonaro, o grande Capital

  2. Que tristeza! Caminhamos para bolsonaro presidente. Triste fim do Brasil. Nós, o povo, não merecemos isso.

  3. Colocaram o maior conciliador contemporâneo, Luís Inácio Lula da Silva, atrás das grades. Querem achar um caminho agora como?! Todos HIPÓCRITAS!

    Do dicionário Aurélio. Conciliar:

    1 – Pôr de acordo ou chegar a acordo com.
    2 – Pôr ou ficar em paz.
    3 – Combinar ou combinarem-se elementos aparentemente divergentes, contrários ou incompatíveis.
    4 – Alcançar, atrair, granjear.
    5 – Conciliar o sono: Ver sono.
    6 – Relativo a concílio.
    7 – Que faz parte de um concílio.

    1. Foram o republicanismo e a conciliação padrão Lula que nos trouxeram os infortúnios atuais, com Temer de vice, quando Lula tinha 87% de otimo/bom e poderia escolher quem quisesse, e as escolhas para o stf. Chega, hora de evoluir, hora de Ciro presidente!

        1. Com todas as forças que zelam pela democracia, que não dividam o país. A hora é grave e requer maturidade para fazer a escolha entre o atraso representado por Bolsonaro e a possibilidade de continuar evoluindo. E Ciro me parece o nome mais viável eleitoralmente, entre aqueles que se apresentam como evolução. Há inteligência e bom senso em todos os partidos e o passado dele mostra que ele é capaz de reunir forças e inteligência sem envolver-se com as práticas do clientelismo ou do patrimonialismo, que comprometeram os governos do pt e do psdb. Suas gestões como prefeito e como governador, sem máculas, mostram isso.

          1. Cinco Gomes, foi, é, e sabe-se la se continuara, direita pelo centro. A nossa democracia por fio, esta presa na masmorra de Curitiba. O túnel esta afunilando e ficando sem saida.

          2. Entre Ciro e Bolsonaro, prefiro anular meu voto!…

          3. mEU VOTO PARA PRESIDENTE SERÁ 13 INDEPENDENTEMENTE DE QUEM ESTARÁ LÁ. Ciro? Nem passa perto da competência de Lula. Lula 2018 já

          4. Tem um probleminha ai, caro João: Ciro parece mais afeito ao psdb que ao PT. Complicado, não?

          5. Acredito na palavra empenhada por ele quanto às prioridades de sua gestão, que estão em http://www.portalcirogomes.com.br e também em inúmeros vídeos no YouTube. Pelas pesquisas, o partido com mais representantes na Câmara terá 15% de 513 deputados. Nesse cenário, qualquer presidente eleito terá que dialogar para aprovar matérias. Entendo ser importante ouvir e somar para evoluir do estágio degradante em que estamos, na política, na economia, na educação, na saúde, cultura, em todas as áreas, enfim. O DEM tem como objetivo o equilíbrio fiscal, que é compromisso de primeira hora de Ciro. O sectarismo piorou o Brasil, por isso é necessário reunir as forças políticas em torno das convergências e disputar no voto o que não for consenso. A experiência de Ciro como prefeito, governador e ministro me levaram a crer que ele conseguirá.

          6. Acesse http://www.portalcirogomes.com.br e assista/ouça os compromissos de Ciro é diga-me se são como os do psdb.
            O programa de governo, que tem que ser entregue junto com pedido de registro da candidatura, detalhará esses compromissos. O principal deles é com o equilibrio fiscal, que Ciro praticou na prefeitura de Fortaleza e no governo do estado do Ceará. De ambos, assim como nos mandatos de deputado estadual e federal, Ciro saiu sem qualquer acusação de malversação de recursos públicos, o que é obrigação, mas é raro em agentes políticos brasileiros.

      1. João tú reclama do TEMER de vice, mas tá te esquecendo do pedido de desculpa do CIRO aos golpistas do DEM. Se ele sinaliza isso hoje, imagina quando ele fechar a chapa…

  4. Una-se a esquerda, seja em torno do Ciro, seja em torno do indicado pelo Lula e derrota-se fácil o Bolnossauro e eventuais marinismos. Esquerda desunida dá nisso.

  5. Tudo isso tem um único responsável: stf.
    Começou com o grotesco mensalão, depois o golpe contra a honesta Dilma, permitiu tudo ao governo desonesto do temer, e agora, mesmo sendo tachado de IMORAL, segundo a abalizada voz de Caudio Lembo e agir ilegalmente, ILEGALMENTE, pelo marco aurélio, mantendo e garantindo a infame prisão do maior dos brasileiros LULA, continua a trazer desgraças ao país.
    Destruição da lei trabalhista, doação da petrobras a estrangeiros, venda da embraer e da eletrobras a preço de banana, tudo é permitido ao desonesto governo temer, tudo.
    Mas o stf ainda vai fazer o muito pior, vai definir que os seus onze votos, 6 x 5 na verdade, se sobrepõem ao de 60 milhões de brasileiros que querem votar no LULA. Cassa o voto de 60 milhões e os troca pelos seus 6. Será um desastre estratosférico para a democracia e a lei no Brasil. Destroi tudo que se fez pela democracia no país.
    Este desastre planetário está para acontecer.

    1. Lula e Dilma indicaram 7 dos 11 atuais ministros do stf.
      A hora e a vez são de Ciro, que vai deixar no passado a disputa permanente pt/psdb.
      Ciro não fará republicanismo nem conciliação, reunirá o país em torno de um projeto de nação.

      1. União sem conciliação? Kkkkk… Escolhe logo se você concorda ou discorda da política de alianças, afinal teu candidato tá indo por esse caminho. Que fala mais contraditória hein.

        1. Não é contraditória. Lula representou a evolução à política do psdb. Estaremos, dentro de menos de 90 dias, diante da escolha entre Bolsonaro ou outra força política que esteja mais bem preparada que ele. Eu entendo que Ciro é esse nome, se você entende diferente, respeito sua opinião.

          1. Se a disputa for no final, qualquer candidato (exceto Lula) contra Bolsonaro, prefiro anular meu voto!…

          2. Lula fez o possível num CN preconceituoso, facista, em que SEMPRE teve a minoria. Eleito por nós! Reclamam das alianças costuradas pelo PT mas não fazemos um mea culpa. A falta de maioria impunha alianças, habilmente negociadas. No México o novo governo inicia com maioria. Nunca, por preconceito, medo, racismo, demos tal dimensão ao governo LULA.

          3. Lula nunca pregou o voto em candidatos do PT, optou pelas coligações com pmdb, pp, pr, ptb, prb e outros. Foi importante para vencer as eleições e fazer o belo trabalho que vimos, mas foi também a desgraça dele é de todos nós. Se ele puder ser candidato, creio que terá postura diferente, priorizando a eleição de pelo menos 1/3 da Câmara, o que garante governabilidade, sem ter que entregar cargos e verbas para adversários.
            Se ele não for candidato, creio que Ciro seja o único com envergadura política para fazer frente ao que vem por aí.

          4. O João, importante lembrar que o Ciro esta no PDT. Não se iluda, que ele este partido numa eventual eleição do Ciro tenha maioria. Outro detalhe, você diz que o Lula não chamou voto no PT nas eleições.Meu caro, como você explica o PT ter a maior bancada??

          5. Não, amigo. É o que o pt tem. E não conseguiu impedir nada que os golpistas aprovaram.

          6. Petista detesta fato. O PT tem apenas 10% na Câmara, por isso veio impeachment, por isso está assistindo o patrimônio público ser doado a multinacionais, por isso está vendo Lula na cadeia. E é só isso que vocês, assistem e reclamam, posando de vítimas. Vocês são incompetentes e dissimulados.

          7. João, por falar em patrimônio público doado as multinacionais, você poderia informar o que o CIRO falou sobre a venda da Embraer?…

          8. Que o republicanismo do PT levou Temer ao poder, agora ficam de mimimi, posando de vítimas.

          9. Entendi,João. O Ciro, já não fala nada mais nada sobre isso, pois teve adaptar o discurso (calar a boca) para garantir a aliança com o DEM… Que , aliás tá junto o TEMER, esse do GOLPE..
            Depois, fala do republicanismo do PT…

      2. Isso. Vamos aceitar mais. Se não querem Lula, vamos de Ciro. O gado aceita. Se ciro não for aceito… tá bom pode ser o Geraldo.

        Se não deu tem a marininha.

        Passa amanhã, meu amigo. Lula livre e Ciro, se companheiro finalmente souber ser, ministro e um grande cabo eleitoral do PT no segundo turno.

        1. Sou Mineiro, passarei dia 07 de outubro, quando votarei em Ciro presidente, Pimentel governador, Dilma senadora, Patrus Ananias deputado federal, Rogério Correia deputado estadual.
          Simples assim.

      3. O João, projeto de nação pressupõe convergência de muitos para proposta de união. No caso, as vaias dão conta que há polaridade. Em havendo o Ciro tem que escolher lado. O caminho do Ciro tá indo na direção errada, pois virou as costas ao Lula e pede desculpa ao DEM golpista. Que ainda ontem estava CNI vaiando ele.
        Avisa ele, que se não compor com LULA será destroçado pelo fascismo!…O lado certo da história é o lado da democracia. LULA LIVRE!

          1. João, joão não menospreze quem tem 30% dos votos… menos, meu caro, ajuda o CIRO…

  6. O artigo elucida a realidade, porém sua abordagem limitada é denunciada no título. Onde se diz que “a direita” foi quem optou por radicalizar seria mais coerente dizer que a classe empresarial optou por radicalizar à direita, e isto faria uma diferença enorme. Na verdade o radicalismo de direita é apenas o pensamento hegemônico entre o empresariado brasileiro, mas o sujeito não é “a direita”, o sujeito é a classe empresarial. Se não começarmos a fazer análises com sujeitos históricos definidos nossa incapacidade teórica abrirá caminho para outras derrotas práticas

  7. Quem faz pacto com capeta ta disposto a vender a alma. Acordo com presidiário Lula e “coroné” Ciro é permanecer na mesma politicagem cachorra que vêm sufocando o Brasil

  8. merecíamos um empate contra a Bégica…Agora nem empate teremos !! Teremos o ex-capitão entreguista e fascista !!

  9. NÃO haverá saida SEM O PT E LULA!

    A CIA sabe disso. Não terão saida, terão que liberar LULA, necessariamente!

    Os juizes e procuradores capachos ficarão simplesmente a relinhchar.

    Os Bornhausen sebem, também, agora, que essa raça viverá para SEMPRE!

  10. Quem é maioria na população, os “patrões” ou os “empregados”?
    Se os “empregados” tivessem dois neurônios dentro do crânio um jumento como este bostanaro não teria nem 3% de intenções de voto.
    O problema é que os “empregados” são tão imbecis que muitos deles, muitos mesmo, apoiam este asno, mesmo com o asno afirmando toda hora que vai arrebentá-los ainda mais.
    Como dizia Einstein, “duas coisas são infinitas, a ignorância e o universo. Quanto ao universo, tenho dúvidas.”

  11. Bom imagino que ciro tenha um, ou dois, trunfo na manga para usar se eleito.
    Tolo seria se não tivesse.
    Estou conjecturando que ele conta com uma certeza, ou confiança se quiserem, de que o saqueador/predador 1%… nao terá a motivação, o ânimo e os mecanismos de outro impeachment.

  12. Como, conciliar, com quem? Com Bolsonaro, com os golpistas? Com os que se dizem de esquerda, mas com pouco ou nenhum protagonismo nesse campo, a não ser se dizer como tal? A melhor análise, e a mais realista, é não relaxar, ficar antenado, não perder de vista que Lula está preso, mas candidatíssimo do PT à Presidência, com apoio suficiente, segundo as pesquisas, para se eleger até no primeiro turno. Aliás, por isso foi e está mantido preso. Mesmo os golpistas do Judiciário desrespeitando seus direitos de cidadão, quando o mantém preso, ao tempo em que tentam impedir sua candidatura. Daí, o caos está instalado entre os demais postulantes, apoiados ou aceitos pelos golpistas: Bolsonaro (este, também golpista, mas um caso à parte, candidato da direita, composta na maioria por viúvas da ditadura de 1964, como ele próprio, sem trânsito nem apoio nas demais áreas da política); mais de 15 nomes de golpistas, que disputam e dividem o mesmo eleitorado; e os de sempre, que se apresentam como de esquerda, mas na realidade querem fazer o mesmo que tentam os golpistas, estes com apoio da Globo, afastar Lula, e ter o apoio de seus eleitores. O resto é conversa para boi dormir. Lula livre, Lula, lá!

  13. A conciliação acabou na eleição do segundo governo Dilma, NÃO agora. Tentaram, sem sucesso, no “mensalão” e mão conseguiram. Com o “republicanismo” de Dilma, cooptação do judiciário/MP mesquinhos, racistas, preconceituosos, facistas, conseguiram fechar o cerco. Produziram Bozonauro. Um palhaço perigoso, um filme de terror.

  14. A direita tá ganhando no grito, tudo bem. Só que a esquerda também não dá um pio. A trolha tem que entrar mais fundo pro povão acordar então. Maturidade vem de vivência. Então que esse povo (re)viva a miséria com força. Quem sabe assim não aprendem que não se deve abandonar um companheiro na estrada, ou preso em curitiba?

    Minha dó desse tal povo chegou ao limite também. É muita inércia. Quem luta mesmo atualmente é uma classe média recém formada e esquerdistas tradicionais. O povão curte mesmo um circo.

  15. O Bolsonaro não passa de um idiota, um subalterno do capital. Por não ter capacidade intelectual, se propõe a ser o “capitão do mato”do neoliberalismo…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *