Vitória belga fará Brasil lembrar que está perdendo mais que no futebol

bola

A partir de agora, para nós, brasileiros, “não vai ter Copa”.

Triste, mas não humilhante como aquele inexplicável 7 a 1 de 2014, a derrota da Seleção para os belgas, fez o país voltar, segunda-feira, à vida normal e, quem sabe, se “ligar” que, em outubro, estaremos jogando algo mais importante para a população, embora as eleições cada vez mais se pareçam com as desgraças do futebol, com a marquetagem tomando conta de tudo.

Dois anos de golpe e a interferência intolerável do Judiciário na política nos afastaram da ideia de que, tanto quanto o futebol se ganha no campo, governos se conquistam nas urnas. Afinal, desde o início do processo de impeachment de Dilma Rousseff, vêm sendo ganhos no “tapetão”.

E mais: como depositar esperanças numa eleição onde, ao que tudo indica, o favorito será impedido de disputar e até mesmo de apoiar ativamente um substituto, reduzido ao silêncio de uma cela?

Curiosamente, é também por isso que nenhum candidato decola. Como disputar com Sérgio Moro, Edson Fachin e outras togas o papel de anti-Lula?

Como vai se portar o povo brasileiro diante desta eleição onde não se escolhe?

Sobretudo, o que se passará com o povo brasileiro onde estamos proibidos de crescer, de termos empregos, de termos serviços públicos, de termos um papel no mundo que não seja o de receber carraspanas e desprezo dos EUA e dos países desenvolvidos?

Como no jogo de hoje, porém, há algo que diminui as dores da derrota: ter-se lutado.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

32 respostas

  1. O Belgica 2 x 1 Brasil é café pequeno, bobagem, perto da enorme derrota do Brasil no jogo “Onze Ministros do stf 7 x 0 Sessenta Milhões de Brasileiros que querem o LULA” e com os juízes roubando descaradamente.
    Está sim, nos destruirá, como vem acontecendo.

    1. Roubando no julgamento de Lula, nos não julgamentos da turma do PSDB e roubando na apropriação do dinheiro do país por conta de benefícios vedados pela Constituição!…E alguns, possivelmente, até de forma mais ousada e criminosa como no caso Zucollotto, conforme citado por Tacla Duran.

    2. Não entendo a necessidade de se vincular futebol x política. A derrota no futebol não tem nada a ver com a tragédia política, uma coisa não vai causar ou resolver a outra. São tristezas distintas também, uma não vai explicar e muito menos atenuar a outra. Ninguém também se tornará mais consciente politicamente porque não tem mais copa. Acho isso tudo uma grande bobagem, aliás João Saldanha já dizia isto.

    1. Vc não anulará o SEU voto, mas o voto deles. Sem seu voto, eles não terão votos para legitimar a grande farsa. Vamos la, anulemos os votos dessa corja!

      1. Exato!!!! ou LULALIVREPRESIDENTE ou NADA. POr que quem ganhar sem LULA nas urnas será UM NADA!!!!de represetatividade, e se a democracia é a vontade da maioria do povo…. ficará escancarado um governo antidemocrático…e quando retornar a democracia, teremos a lista de nomes de quem participou dessa farsa….e saberemos o que fazer com os vermes.

    2. Nilson, eu, você e mais 54.498.000 passamos uma procuração coletiva através da legitimidade das urnas para que Dilma Rousself governasse o Brasil até 31 de dezembro de 2018. Uma assembléia de (367)bandidos dirigida por um gangster, ratificada por 61 picaretas e com indiferença de um colegiado de 11 omissos rasgaram esta procuração anulando nossos votos. Querem anular novamente nossa cidadania e nossos projetos de Nação ao proibirem Lula de nos representar. Se eles próprio mudam as regras do jogo sem nos consultarem via Assembleia Constituinte, então esta eleição sem Lula é uma fraude. Por que participar desta farsa? Ou o STF garante a legitimidade do voto popular, desfazendo mais este golpe, ou anulamos nosso voto. Isto é um ato de desobediência civil, um sabão enorme na cara daqueles 11 omissos ocupantes daquilo que já foi chamada suprema corte (hoje, assim mesmo em letra minúsculas).

  2. É isso aí, Brito:
    “tanto quanto o futebol se ganha no campo, governos se conquistam nas urnas. Afinal desde o início do processo de impeachment de Dilma Rousseff, vêm sendo ganhos no “tapetão”.”

  3. Um dos motivos da minha resignação diante da derrota da seleção. O Brasil esta derrotado, voltando ao século XIX. Isso que é perder de verdade!

  4. Que caia a ficha!
    Podem me criticar, mas, foi bom não ir adiante.
    Temer usaria isso para engambelar os tontos e os Globotomizados.
    “Ganhamos, trabalhem!”, diria.
    A camisa amarela absorveu energia ruim, de interesses e vestida por sonegadores ,até dentro do campo, correto?

  5. Vocês falam como se bastasse que o Lula fosse solto pra todo mundo ficar feliz, parece que nunca vêem o outro lado, e depois se perguntam porque tem tanto ódio na política.

    1. Você tem razão. Lula ser solto nao fará todos felizes. Lula ser solto e eleito presidente, de novo, ai sim, todos irão ganhar. E o todo Brasil, será uma nação grande em todas as frentes. Sem republicanismo e sem alianças erradas, desta vez.

    2. Commie Mario,
      É, exatamente o outro lado que não disputar, no campo das ideias, com QUEM o povo brasileiro quer para seu presidente.
      E o “ódio na política” ocorre do fato de que, a chamada elite brasileira, não aceita que hajam belgas no caminho da nossa seleção criada pelo marketing da Rede Globo, não aceita que as empregadas domésticas estudem à noite, que os filhos dos porteiros, através do sistema de cotas, tirem as vagas dos seus filhos, que os aeroportos tenham se transformado em rodoviárias, e por aí vai…
      “O ódio na política” vem do fato dessa elite não permitir que outras seleções sejam melhores que a nossa, e principalmente, que possamos, de fato, aprender algo de útil com pensa diferente de nós..
      A nosso elite tem a mesma maturidade que o Neymar…
      Acho que está na hora de crescer!!!

    3. bastaria sim, mario.
      bastaria para mudar de rumo, a primeirissima coisa.
      “O outro lado” eu e voce ja stamos vendo e sentindo: combustivel sob pólitica do como-tomate-na-prateleira, 13 plus% desemprego, e jogando fora tudo aquilo pelo qual uma naçao é uma nação so pra ganho dos acionistas…vinte anos de corta-corta os proximos da senzala e por extensao os outros
      voce quer continuar com o golpismo, ou o espirito que o anima no futuro?

  6. Vocês falam como se bastasse que o Lula fosse solto pra todo mundo ficar feliz, parece que nunca vêem o outro lado, e depois se perguntam porque tem tanto ódio na política.

  7. Triste ver um patrimônio do povo sendo usado contra ele. A seleçáo do 7×1 dopada foi alavanca para o golpe, e agora a máscara cai. Sem foping.

  8. Que tarde!!! Igual àquela de 2014!!! Neymar tchau, Neymar tchau, Neymar tchau, tchau, tchau!

  9. benvidos à realidade brasileiros… certamente que se darão conta da “doação” da petrobras, embraer, direitos trabalhistas, aÓcio e cia. estufados de provas contra e soltos e o presidente lula sem provas mas preso, judiciário parcial, gas de cozinha que aumentou, aliás, acabaremos tendo de importar gas… e por aí vai!

  10. Triste por apenas alguns minutos, Brito. Estou animado com esta derrota. A dilapidação, que estes canalhas(que se refletem em personalidade, naqueles jogadores daquela seleção) estão fazendo das nossas riquezas e conhecimento é razao para manda-los a forca.

  11. Esta copa tem um aspecto tenebroso: o declínio monumental do futebol sul-americano, assim como o do resto do planeta, diante do europeu. Mais do que nunca somos cucarachas também no futebol, caindo de forma pífia se avaliarmos a história e o potencial dos países no futebol.

    1. Verdade. Essa copa escancarou algo que já está acontecendo há algum tempo: a decadência do futebol sul americano.Aliás, eu diria que o futebol é apenas um detalhe dentro do conjunto da perda de importancia da América Latina como um todo. Na sexta feira enquanto o Brasil assistia o ultimo jogo da seleção, o grande jogo da economia mundial começava pra valer: a guerra comercial entre os EUA, a China e por tabela a União Européia……..Esse jogo, segundo os experts do mercado, promete ser trepidante nos mercados acionários, no comércio internacional, no cambio e na economia dos países.Se paises com bons amortecedores vão sentir os solavancos, imagine quem estiver com o sistema de amortecimento no osso??Pois é, o segundo semestre vai dar de 10 a zero nas emoções da copa.

  12. Inexplicável 7×1… Inexplicável onde? Aquele placar foi combinado para desmoralizar os governos Lula/ Dilma. Se o Brasil tivesse trazido o caneco, não conseguiriam dar o Golpe nem trancafiar o Lula… foi mais uma etapa da sacanagem toda que arrebentou nosso país em 5 anos.

  13. Antigamente falavam que o Brasil era subdesenvolvido e um país pobre porque o povo tinha baixa escolaridade, o que nos torna um país de terceiro mundo são de escolaridade superior, pois a destruição de nossas industrias: construção civil, mecanica, naval etc, não foi pelos de baixa escolaridade, o povão).

  14. Se o Lula não for candidato eu não saio nem de casa, no dia da eleição, votar sem Lula concorrendo é legitimar o golpe.

    1. Tomara que você não seja aquele senador suplente de MT, golpista e sangue ruim Josè Medeiros. Pense num lixo.. #LulaLivre

  15. O fascismo, o golpe e a tirania entrará “em campo” para definir os candidatos, conforme conveniências. Quem viver,verá.

  16. Estas análises que fazem crer que com a derrota da seleção o povo brasileiro voltará a política com maior vigor, é uma grande imbecilidade de quem não pensa muito. Quando o povo sofre uma derrota ele simplesmente diminuiu a sua auto-estima e perde o ânimo de lutar.
    Mas as interpretações da esquerda pequeno burguesa, são sempre assim, anti povo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.