Temer “é o que temos”; candidato “é o que não temos”

latavelha

Oito da manhã e você já está bem acordado, café e banho tomados, pensamentos no lugar, qualquer sonho da noite já esquecido e aí lê no jornal, na coluna de Vinicius Torres Freire que “as conversas sobre Luciano Huck candidato não são brincadeira nem para políticos nem para parte da elite econômica à procura de um líder para suas reformas, ainda mais depois de certo desencanto com João Doria”.

A gente acaba pensando se não seriam melhor dormir mais um pouco, porque não deve ter acordado.

Um dos maiores países do mundo, uma sociedade complexa quase como um continente, lutando contra um atraso de séculos e uma crise gigante, tem elites que cogitam seriamente em entregar a nação a alguém que não tem qualquer trajetória política e limitou-se, até agora, limitou-se a brincadeiras de TV e propaganda de vitaminas…

Mas aí você lê, linhas adiante, que está, sim, acordado e a elite brasileira é que é, sim, o pesadelo: “não se fecha a porta para qualquer “outro” que seja capaz de bater Lula e manter o programa reformista.”

Qualquer outro, qualquer um. Já seria uma péssima piada.

Mas o “manter o programa reformista” supera qualquer outro delírio? O Brasil está sendo posto abaixo em nome do combate á corrupção e, para esta obra hercúlea temos a liderança de um extorsionista de quinta categoria, acompanhado dos que ainda sobram de sua quadrilha de ladrões?

Pouca coisa retrata tão bem o que a elite brasileira pensa sobre seu país, Nada além de um corpo imenso a drenar, retalhar, vender apregoar numa feira como “oferta imperdível”. E ainda com trabalhadores, agora já quase literalmente reduzida à escravatura, com a inacreditável portaria que “naturaliza” a exploração desumana de homens e mulheres.

Há razão, infelizmente, no que disse Fernando Henrique Cardoso quando, com sua ajuda – sim, porque ainda que sem votos, ainda tinha autoridade sobre a oposição para dizer “golpe, não!” – instalou-se a mediocridade temerista no governo: “é o que temos”.

Sim, é o que temos e mesmo desmoralizado inteiramente, com zero de popularidade e muito menos que isso em respeito, a votação de ontem mostrou e a da semana que vem mostrarão que ficará, estropiado, no Governo, mesmo que surja um filme mostrando que foi ele quem matou Dana de Tefé.

Temer não é um problema para esta gente sem país, sem povo, sem humanidade, mas com sede de vantagens e dinheiro fácil de negócios predatórios.  Serve “qualquer um”.

Todo o problema está em como manter isso e um processo eleitoral.

Ontem à noite, num debate, Franklin Martins lembrou que, no início do século, votavam para presidente apenas 2% dos brasileiros. Agora, votam 56% de mais de 200 milhões.

Já não se vai ao poder apenas por um acordo de elites, num salão. É preciso ser um personagem público, capaz de significar algo, ter sentido para a multidão, simbolizar um caminho, um rumo que seja, e a confiança de que vamos para um futuro que não é esta selva de horrores, onde a vida é feita de medos, ódios, desesperança.

Então, preocupam-se em impedir que suba ao palco quem tem este sentido e volte a nos fazer nos sentirmos um povo, uma coletividade..

E colocar, no lugar dele, um animador de auditório  que nos mantenha como platéia.

Afinal, a política não é um circo?

 

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

26 respostas

  1. Assustadoramente verdadeiro, esse risco! Assustador e, infelizmente… POSSÍVEL! Imagine o que vamos virar se ainda tivermos que passar por ISSO!!

  2. mais um golpe: biometria.
    todo, repetindo: todo, o eleitorado brasileiro tem un mês para agendar em sua zona eleitoral o recadastramento biométrico, sob pena de não votar, e todas as restrições decorrentes do não voto, sem possibilidade de multa.
    É óbvio que o alvo é a população pobre e sem acesso à informação. Em resumo, eleitores de Lula.

    1. Isso é importante. Isso e o logaritmo das urnas eletrônicas, que podem ser manipulados para subtrair votos.

  3. Huck é garoto propaganda do itau. Se é bom para vender itaucard, por que não usa-lo para entregar bb e a cef ao itau? E o inss ao itau previdência? E o Sus ao Plano de saúde itau? Parece que Marina Silva foi demitida. Ou pelo menos rebaixada para linha auxiliar de Huck.

  4. Dana de Tefé ? ..prum país sem memória ..quiça Elisa Samudio ..Vdd é que não é de hj que faltam quadros políticos de qualidade no BRASIL ..aliás, falta até Nação pro Brasil ..quem não se lembra da tentativa por Silvio Santos, de Cacareco, Tiririca – o ANALFABETO comemorado até por parte da esquerda – ..Não da pra negar que 35% do Congresso de hoje esta entregue a donos de IGREJAS e outro tanto pela turma da boiada e da bala ..FALTA estratégia pra esquerda conseguir-se MAIORIA no CONGRESSO, a ela tb falta quadros em Estados menores dominados por oligarquias regionais ..não me surpreenderia ver a proposta por FAUSTÃO ..ôh LOCO MEU

    1. Guilherme, os debates são engessados, qualquer imbecil com um bom mídia training consegue se sair bem.
      Não vai ser ai que Huck vai cair, tudo é estrategicamente pensado para proteger o status quo.

  5. O reagan além de ser um ator medíocre era dedo duro no período do macarthismo . Ele pode ter sido bom apenas para os eua ( tenho minhas dúvidas),mas , para o resto do mundo ele foi um desastre junto com margaret tatcher criando o neo liberalismo , que simplesmente levou todos os povos a empobrecerem ( inclusive quem o idolatra) em benefício dos 1% mais ricos do planeta.

  6. Brito, vale a pena ver essa matéria do El pais sobre a Cambridge Analytica mirando o Brasil em 2018. É empresa de Big Data que bisbilhota o gosto do eleitor para passar a ele mensagens focadas no que ele quer ouvir do candidato de forma naturalizada. Diz que os discursos de Trump eram focados conforme a platéia usando orientações da Cambridge. Junte o Itaú podendo encher as burras do Huck este ano como garoto propaganda para ele próprio ter bala na agulha para financiar sua campanha, com o liberou geral de milionários continuarem podendo financiar campanhas milionárias. O Itaú ainda pode contratar a Cambridge para um contrato privado a peso de ouro enquanto a campanha de Huck faz outro contrato bem mais generoso. O que se chama operação casada. E o PIB brasileiro pode fornecer nossos dados para a Cambridge analisar e usar a favor de Huck. Detalhe: Huck pode ser Luciano Huck ou outro qualquer apto a prestar-se a este papel.

    1. “Já temos 700 pontos de informação de cada brasileiro”
      Se tem informação minha eu não autorizei, possivelmente compraram de alguém que também não autorizei.

  7. Fernando Brito, segundo o IBGE, a população brasileira atual é de aproximadamente 208 milhões de pessoas e os eleitores, segundo o TSE, montam 144 milhões, portanto representam 70% da população e não 56% conforme informado, e cá entre nós, quem gosta de lata velha é ferro velho e os caras de pau que adoram ver o Brasil em corrosão para benefício próprio. Por falar em benefício próprio, o pretendente Lata Velha já tirou a cerca que mandou colocar em terras públicas para cercar sua mansão e assim impedir que o nada cheiroso povo amassado dela pudesse se aproximar?

  8. … Enquanto estes bandidos destroem o Brasil e humilham o honesto povo trabalhador brasileiro, os inocentes João Vaccari Neto e Henrique Pizzolato mofam na cadeia!
    Destruíram João Paulo Cunha, José Genoino, e José Dirceu está na iminência de voltar para a prisão perpétua enquanto mais um preso político!
    Perseguem covarde e criminosamente o melhor presidente da história do Brasil, o eterno e honrado presidente Lula…
    A pior elite do universo, direitona escrota compatível com a Justiça mais vagabunda e infame do mundo!
    Com o STFede e tudo dentro!
    (…)
    Sim, somente uma guerra civil nos salvará!
    O fascismo da direita não comporta conciliação!

  9. tic tac tic tac…
    cadê os meninos do mbl, hoje não teve dinheirinho
    tic tac tic tac…
    ou estão buscando um cadidato?
    tic tac tic tac…
    nunca esqueçam: vivo ou morto, livre ou solto, candidato ou não…
    tic tac tic tac…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.