Temer indiciado; prisão para o Coronel Lima. Os mortos que vão morrer

A Polícia Federal já tem pronta a “primeira realização” para o caso de Jair Bolsonaro chegar à presidência da República.

O indiciamento de Michel Temer pela Polícia Federal pelas maracutaias do atual Presidente no favorecimento de empresas no Porto de Santos, dependendo de se dar um destino rápido ao processo que está nas mãos de Luís Roberto Barroso, pode fazer com que, a partir do dia 1° de janeiro torne-se réu e tenha, até, prisão preventiva decretada.

Depende de como a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, e o próprio Barroso resolverem tratar o assunto.

O mais provável é que executem uma medida dura contra o Coronel João Baptista Lima Filho, amigo e possível “mala” de Temer e, talvez, um bloqueio dos bens do futuro ex-presidente, mesmo antes de remeterem o processo para a primeira instância.

Embora a tentação de decretar a prisão de um ex – mas ainda quase – presidente seja uma tentação imensa para a vaidade de Barroso, o clima político que se criaria com um presidente entrando no Planalto e outro entrando numa cela é “over” até para ele.

A partir do dia 1° de janeiro, recorde-se, não há mais empecilhos como a autorização da Câmara para que se possa  transformar Temer em réu e isso pode ser uma interessante “marcação de território” do Supremo diante do novo presidente, cheio de ambições de submeter a corte a seu poder de mando.

E Temer, já hoje um cadáver insepulto, é o objeto ideal – por deméritos – para essa disputa, porque é corpo que não tem nem mais família que o requeira.

O nosso estado policial-judicial dificilmente deixará de ser hiena neste processo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

15 respostas

  1. Mais um crime: Bolsonaristas mataram um travesti. E olha que o segundo turno nem terminou, heim.

    1. Considero facílimo de acontecer. Se o Estranho ganhar, por que não farão isso? Imaginem quanta admiração não suscitariam em quem votou nele querendo moralidade radical?

  2. Quem diria? Temer, o golpista, indo para a cadeia e Bolsonaro (Deus nos livre!!) indo para o Planalto.

  3. Depender da Dodge, do Gilmar, do Fuz, do Fachin, do Barroso, do Alexandre e outros? Dá para fazer até uma aposta sobre o que isso vai dar: EM NADA. A justiça não é para todos neste país. E, se eleito o Bozo, ela será para todos… os pobres, gays, lésbicas e negros.

  4. Não vai dar em nada. Sem o “presidente” temer, nada do que está acontecendo -entreguismo, destruição de direitos trabalhistas e sociais, submissão ao EUA- estaria acontecendo. Pessoas e grupos poderosos tem uma enorme dívida com temer.

  5. A instalação do governo Bolsonaro seria uma espécie de transição para uma espécie de ditadura militar sob disfarce democrático, é o mais se está dizendo por aí. E este pessoal que chegaria ao poder não tem razão alguma para ter qualquer condescendência com os políticos do PMDB e do PSDB. Por que não fritá-los e ganhar mil pontos com aqueles que votaram por moralidade radical? Eles querem sangue, e sangue terão. O sangue do PT não mais será suficiente pra satisfazê-los. É como dissemos em outro comentário: Tínhamos esquecido o quanto foi duro para o PT ter este apoio do PMDB, foi mesmo muita concessão para a roubalheira. Tudo para tentar não deixar morrer um projeto de desenvolvimento e de inclusão social, um projeto que terminou sendo golpeado de morte justamente por parte daquele apoio. Geddel, Edson Lobão, Sérgio Machado, Eduardo Cunha, Moreira Franco e o próprio Temer… Todos mamando em cargos da mais alta importância… Terminaram por expulsar o lado honesto do governo e se aliar ao PSDB, para mamar mais à vontade, como estão fazendo até agora… Se a loucura ditatorial bolsonariana vencer, a tal transição vai servir justamente para que eles limpem o terreno e plantem uma outra leva de ervas daninhas novinhas em folha, com cheiro de igreja. Os notórios do PMDB, do PSDB e de outros notórios partidos menores serão fritos em uma panela de óleo a fogo brando, porque terá acabado sua serventia de ladrões e suas cartas de apresentação não valerão mais nada. Foram finórios úteis à ascensão da ditadura, mas a ditadura não sabe o que é gratidão e eles perderão a validade quando esta chegar lá. E muitos deles, totalmente idiotas, ainda estão apoiando fervorosamente quem vai jogá-los na panela.

    1. Conta a lenda que no Rio dos anos 50, todo bordel tinha uma imagem de São Jorge na recepção.

      Com aquele semblante sereno (todos os santos o têm) de quem estava a combater o dragão, parecia não saber de nada que se passava nos cômodos ao lado.

      Boçal Nato foi o “São Jorge de Bordel” quando esteve no PP, o partido mais citado nas delações da Farsa a Jato.

      Por isso, considero as duas hipóteses possíveis: Pressionar pela prisão do Temer para dar uma satisfação aos seus eleitores ou simplesmente nada fazer, num acordo de “cavalheiros” (do apocalipse, com perdão do trocadilho).

  6. Ha ha ha, até parece que vão fazer algo contra o Lobo da Estepe e os parademônios… A Liga da justi$$$a certamente já está de prontidão para soltar o meliante. A Mulher Maravilha, Raquel Dodge, ligeirissima na calada da noite não deixará pegarem o minúsculo. Caso ela falhe, temos o Superman Alexandre de Moraes, unha e carne do bandidinhos. Se ainda ele falhar temos o maior e melhor de todos: o insuperável Batman Gilmar Mendes, que a essa hora já deve ter preparado 478 HCs para seu bichinho de estimação (depois dos tucanos) predileto… Agora, caso o fascista ganhe essa pocilga de Fakeições, certamente o reles homem será indultado, pois ambos têm o mesmo DNA sombrio.

  7. Este ai já tá devendo pra Papuda há muito tempo. Graças aos deputados que o salvaram e ao golpe que eles mesmo deram, sem contar que de la pra cá tivemos o principal dos crimes que foi a nomeação de um ministro do STF ultra direitista, militante do PSDB, que foi o voto de condenação do Lula à masmorra de Curitiba. Dai a ascensão do Bolsonaro ao patamar que ai esta. A Papuda é pouco pra este cidadão. Já vai tarde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.