Terceirização: STF é antitrabalhador. Seremos todos “Uber”

A regra do nosso Judiciário é a regra da selva: o poder dos mais fortes não tem contraste.

Por sete votos a quatro, o Supremo Tribunal Federal aprovou a farsa ampla, geral e irrestrita da terceirização.

De agora em diante, todos os trabalhadores de um empresa poderão ser “alugados” de outra.

Não mais, limpeza, vigilância, reparos e outras atividades que não sejam a principal.

Se a Volkswagen ou uma rede de supermercados quiser, não terá um empregado sequer.

Basta contratar a empresa de um mercador de seres humanos e pagar pelos serviços.

Como despesa operacional, claro, abatida em seus impostos.

Em tese, é solidariamente responsável pelo pagamento de salários e encargos sociais dos “subtrabalhadores” que vão lhes prestar serviços, mas qualquer um que já tenha tido contato com estas empresas sabe como isso é duvidoso.

E como a Justiça do Trabalho já não é gratuita para o trabalhador, muitos vão deixar de procurar seus direitos, por não terem meios para isso.

Da mesma forma que enfraquece os trabalhadores, que passam a ser de duas “categorias”, embora fazendo o mesmo trabalho. Adivinhe quem vai ganhar menos…

Dizem que vai “baratear” o custo da mão de obra. e os encargos sociais foram pagos tal como seriam na contratação direta, não há forma de que seja, senão pagando salários menores.

A terceirização é especialmente cruel com os empregados de mais idade. Sem vínculo com a empresa, é fácil dizer “não quero essa velha por lá”. O “fornecedor de gente” vai discutir, dizer que ela é experiente, capaz, etc?

“Dona Fulana, infelizmente vamos ter de descontinuar os seus serviços”…

Vai para o lixo.

Alegam que isso é vital para a “recuperação econômica”.  Cármem Lúcia chegou a dizer que  proibindo a terceirização generalizada as empresas deixariam “de criar postos de trabalho” aumentariam “a condição de não emprego”.

Lula, que os ministros odeiam tanto, criou 15 milhões de empregos sem terceirização assim.

O retrocesso que o Brasil vive, patrocinado pela mídia, pelo governo do golpe e pelo Judiciário não fica só na política, desde ao mundo do trabalho de milhões de brasileiros.

Temos ministros sórdidos ao ponto de, 24 horas após terem aumentado os salários de seus gordos e vitalícios cargos, praticar esta crueldade com gente humilde.

Estão nos empurrando para uma selva semi-escravocrata do trabalho precário que começamos a superar há mais de 70 anos, com a CLT.

Por eles, logo seremos todos motoristas de Uber.

E pior,  em um país tão pobre que, salvo uma casta de privilegiados em que nem sequer poderá pagar a corrida.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

69 respostas

  1. Será um grande reforço para a candidatura do Presidente Lula ou de quem ele indicar. Como podem fazer tamanha burrice às vésperas de uma eleição presidencial? A não ser que já esteja tudo preparado para uma grande fraude eleitoral. O que ninguém duvida.

    #LulaPresidente!

  2. Será um grande reforço para a candidatura do Presidente Lula ou de quem ele indicar. Como podem fazer tamanha burrice às vésperas de uma eleição presidencial? A não ser que já esteja tudo preparado para uma grande fraude eleitoral. O que ninguém duvida.

    #LulaPresidente!

  3. Tercerizemos o stf. Tem muito jurista na praça e ficaremos livres dos super-salários e ajudas moradia, creche, alimentação, paletó, livros, proteção, sala especial, etc.
    E tem muita gente incompetente ali como a senhora carmen.
    stf terceirizado já. Será um bom inicio para um governo PT.

  4. Ficou claro que não iremos a lugar nenhum que não seja o abismo. As portas do Apocalipse foram escancaradas hoje dia 30/08/2018 pelo STF. Só nos resta levantar a cabeça ou morrer agonizando sob os olhares canalhas de nossos carrascos.

  5. Que legal! Que bacana!
    A partir de agora nós já podemos terceirizar o STFede, o stj, o TRF-4 PATETAS puxadinho do Projac, o ‘miniSTÉRIO’ PRIVADA, o tcu, a 13a vara do canalha ‘mor(T)o’ de Curitiba…
    Viva!

  6. O estrago foi grande por toda parte e instituições como o judiciário vão necessitar de grande esforço de reorganização e reciclagem geral para que voltem a se enquadrar em sistema democrático e civilizado. Quando este pesadelo golpista acabar, o Brasil poderá exigir dos Estados Unidos indenização calculada na ponta do lápis por reparação de guerra.

  7. Entregou o serviço sujo por 16% de reajuste nos já polpudos salários. É a Monarquia Judicial golpista aproveitando os últimos quitutes do Baile da Ilha Fiscal 2018. #SupremoAmaDeLeiteDoGolpe

      1. Verdade. Elas são honestas. Entregam o produto que anunciam. Já a Dona Caca só serve mesmo para ser a dama de honra do puteiro do Oscar Maroni. Ainda assim, não é por mérito. Eh por interesse do Oscar, para agradar as quadrilhas que julgam os processos em que ele figura no polo passivo.

      2. No tempo do politicamente correto, que tal a expressão “filho do capeta”?

        Lembrei-me agora do “filhote da ditadura” do Brizola.

  8. Quem pesquisar verá que o STF sempre foi uma instituição a serviço dos governos e/ou classes dominantes do momento. Nos últimos 3/4 anos, já é a 11a. vez que vota contra o trabalhador. E, em vários momentos de sua história, posicionou-se contra a democracia. Sempre achei curioso quando as pessoas enchem a boca para dizer “o Supremo”. Tenho 73 anos e cada vez mais perco a esperança de ver um Brasil minimamente parecido com aquilo que sonhei quando jovem.

    1. E eu tenho 69 anos ,Ari. meu sentimento é o mesmo. Enquanto as maiores democracias do mundo – na Europa por exemplo – aperfeiçoam os mecanismos e as leis trabalhistas, aqui estamos de volta ao século 19, a época dos feitores e dos senhores feudais.

    1. Exato! Já pensou, contratamos a JUIZEX S.A., eles enfiam 11 juízes PJ à la carte, cada um saindo por uns R$ 3 mil por mês. O resultado seria o mesmo que temos hoje, por um décimo do preço! Sensacional!

        1. Ledo engano.
          A terceirização acaba custando, especialmente no serviço público, a mesma coisa ou até mais do que na contratação direta.
          O contratante, então, paga a mesma coisa ou mais; o trabalhador terceirizado recebe menos; e a empresa terceirizada embolsa a diferença. Para a contratante, reduzem-se as obrigações trabalhistas que a terceirizada não necessariamente cumpre (de quem é a responsabilidade, isso é o que seria discutido nos tribunais, mas, como agora o reclamante teria que desembolsar para entrar com uma ação…)
          Claro que, no caso dos juízes, é muito improvável que oiore com a terceirização porque o nivel já é baixo demais.

          1. Edson, acho que a alternativa mais viável legalmente seria, aprovar-se uma EC, mudando-se o regime vitalício na administração direta para todo o pessoal do judiciário e, seu concurso a investidura nos cargos, se darem, via CLT ou similar, aprovada por eles, nas mesmas condições do povo e trabalhadores brasileiros, que tal?

  9. Se Bolsonaro vencer, conseguir facilitar o acesso a armas, e essa gente subempregada começar a se armar, será que o supremo vai manter isso?

    1. Você acha mesmo que o Bolsonaro quer armar todo mundo? Aquele cara que pega condução, que é terceirizado, Corintiano, maloqueiro e sofredor vai poder andar no busão armado?
      Quem vai poder se armar será só a playboyzada da sauna que o Bolsa frequenta.
      São uns frouxos, o que eles querem é, eles armados e a certeza dos outros desarmados!

      1. Não descarto a hipótese de haver um crescimento exponencial no mercado negro de armas e munições.

  10. Infelizmente, Lula e Dilma erraram demais na relação com o judiciário. Desde a escolha dos ministros do STF, passando pela defesa de privilégios e prerrogativas absurdas e desaguando na inepta defesa no processo de impeachment. Como os ministros da justiça estavam mais interessados em seus escritórios e na “vida pós-governo” orientaram muito mal tanto Lula como Dilma, pois temiam “bater de frente” com as corporações. Em especial Marcio Thomas Bastos e Jose Eduardo Cardoso. Agora pagamos um preço altíssimo por essa vacilada histórica.

    1. a respeito da escolhas pra o stf, se puder assista a entrevista de Zé Dirceu na tv 247. Está no you tube e foi dia 28 de agosto, agorinha mesmo. Uma aula de política, história, lutas e vida mesmo. Vale a pena

  11. A classe média fez isto com as empregadas domésticas e agora vai passar pelo mesmo. Não devemos esquecer que uma faxineira já trabalha como intermitente, por exemplo. Quem tanto apoiou o golpe agora vai receber a fatura.
    Por outro lado, nada como um aumento ao Judiciário para conseguir uma posição favorável. Meretrizes de toga: assumem a posição que o cliente deseja pelo preço que ele paga.

  12. Sugiro para nossos excelentíssimos juízes o trabalho em jornada intermitente e de preferência, nos finais de semana e feriados. Que corja.

  13. Que legal! Que bacana!
    A partir de agora nós já podemos terceirizar o STFede, o stj, o TRF-4 PATETAS puxadinho do Projac, o ‘miniSTÉRIO’ PRIVADA, o tcu, a 13a vara do canalha ‘mor(T)o’ de Curitiba…
    Viva!

  14. O estrago foi grande por toda parte e instituições como o judiciário vão necessitar de grande esforço de reorganização e reciclagem geral para que voltem a se enquadrar em sistema democrático e civilizado. O conceito de guerra, hoje, mudou completamente, ficou mais amplo e mais sutil. Quando este pesadelo golpista acabar, o Brasil poderá exigir dos Estados Unidos indenização calculada na ponta do lápis por reparação de guerra. Como a Síria agora pensa em pedidos de reparação não só a países, mas também a grandes empresas que contribuíram diretamente para sua destruição, aqui também poderemos pensar em indenização de guerra ao país por certas empresas bem conhecidas nossas.

  15. O que nossos “empresários” não percebem é que, quanto menos dinheiro no bolso do povo, menos consumo. Se já estamos em recessão, a uberização provocará recessão ainda maior.
    – Ah, mas com a terceirização, haverá mais contratações, resultando em menos desemprego!
    Respondo que quem acredita nisso também acredita em Papai-Noel. Os “empresários” (exceto raras exceções) não enxergam um palmo diante do nariz, e vão preferir cortar custos, na ilusão de que vão se dar bem, aumentando os lucros.

    1. o caso é que não temos mais empresários, no sentido exato. Os grandes ganham no rentismo, não produzem nada. Os médios e pequenos pensaram que eram grandes, apoiaram o golpe e agora mal conseguem pagar as contas no final do mês. A produção industrial vem caindo, o que é lógico. Não tem quem compre, produzir pra que?

      1. O rentismo é infinitamente mais confortável empresariar, isto é, botar a barriga atrás do balcão.

      2. Verdade, Maria Thereza! Para quê produzir geladeiras se é mais fácil e rentável aplicar (jogar) no rentismo?
        Quero só ver na hora em que esse castelo de cartas ruir…

        1. a banca nunca perde. Não vê os Civita? Patrimônio de mais de 10 bilhões e não pagam os direitos dos funcionários. Em último caso, chamam o governo pra pagar a conta, como os bancos fizeram na crise de 2008 nos EUA

          1. Olha, isso é verdade, a banca nunca perdeu, até agora. Mas a crise que está no horizonte é infinitamente maior do que a de 2008. Não haverá dinheiro para pagar a conta.

  16. Não é só isso. Acabaram com a contribuição sindical dos trabalhadores, mas mantiveram os sindicatos patronais, numa clara tentativa de acabar com os sindicato dos trabalhadores. Estes não terão como negociar com o patrão. As empresas de terceirização são as mais inadimplentes junto à previdência. Como a matemática é ciência exata, qualquer criança sabe que “menores salários = menor contribuição”, o que levará a previdência à insolvência. Só nos resta rir (ou chorar) dos coxinhas que apoiaram esse famigerado golpe contra o trabalhador brasileiro. Os realmente ricos do país agradecem pela insanidade desses paneleiros. Bem vindos aos Brasil sem o PT.

    1. Os coxinhas são tão burros que ignoram que pagam sindicatos patronais quando pagam o condomínio do prédio onde moram.

      Mas comemoram o fim do imposto sindical.

  17. E OS ENGOMADINHOS ACHARAM POUCO

    Só rindo hahahahaha…

    “As entidades sustentam que as perdas salariais acumuladas chegam a 40% por causa da inflação, e que o índice de 16,38% é insuficiente para compensá-las. O pagamento irrestrito do auxílio-moradia a toda a magistratura é feito desde 2014 por força de uma liminar de Fux.”

    Reajuste dos juízes enfrenta agora polêmica do auxílio-alimentação
    Ação sobre o benefício está na pauta de julgamentos do dia 12 de setembro

    https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/08/reajuste-dos-juizes-enfrenta-agora-polemica-do-auxilio-alimentacao.shtml

  18. Tem que divulgar quem ficou contra essa palhaçada…Votaram a favor dos patrões os ministros Luís Roberto Barroso e Luiz Fux, relatores da ação, Alexandre de Moraes, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Celso de Mello e a presidente da Corte Carmén Lúcia. Votaram contra a terceirização irrestrita Edson Fachin, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello.

    1. Com certeza!!! Eu não entendo o ministro Fachin, sempre é contra o Lula, o grande defensor dos trabalhadores! Mas, em todas ocasiões (pelo menos isso) vota favorável aos trabalhadores.

  19. Comprovado que era verdade o que se falou naquela conversa do Sérgio Machado com o Senador Romero Jucá. Como eles já haviam alertado, o GOLPE foi montado dentro de um grande acordo nacional, “…com STF, com tudo”…!! Tem que por abaixo essa suprema ma$$onaria federal.

  20. Essa justiça que aí está não precisa ser terceirizada! Precisa ser extinta! Só dá prejuízos paro o povo! Coisa horrorosa!

  21. Sabe qual é o nosso maior problema??? Somos todos frouxos e permitimos que uma casta vil, a serviço do capital, faça tudo isso que estamos a ver e não fazemos absolutamente nada!!! Ser ativista de teclado é muito fácil. Quando é que vamos nos erguer e dar um basta nesta situação??? Respondo nunca!!!!

      1. Verdade Guanabara! Só com sangue nas ruas é que seremos uma nação. Infelizmente a frouxidão nacional impedirá.

  22. Ao tempo do Brasil colônia quando os nativos “indígenas” não podiam ser escravizados, então eram “administrados” alugados para prestação de serviços a terceiros. Os próprietarios dos escravos também muitas vezes alugavam os serviços deles a terceiros.

  23. Porcaria por porcaria, que tal terceirizar o STF? Ou, talvez, todo o Judiciário, Ministério Público…?
    A essa altura dos acontecimentos, é difícil imaginar que um juiz terceirizado possa causar ao País maiores danos do que esses canalhas togados que, de fato, uma ditadura que faz um Médici se revirar na sepultura.

  24. O que pode dizer um simples cidadão como eu? Essa turma dos 7 nunca escutou Belchior: “Perfil de um cidadão comum”. Bem, eu mesmo irei responder à pergunta: Togados/as, vocês acabaram de estuprar a economia nacional, esfregaram na cara da sociedade um Direito sórdido e, perante a história, ficarão com o título de pior STF que esse país já teve. Merecíamos coisa melhor. Tem empresário burro que gastou agora para tentar receber depois. Enqto. isso, o povo pagou para ficar mais pobre.

  25. De repente, isso poderá ser bom pra sociedade, vá lá que tercerizemos as atividades finalísticas do STF, e poderá sair uma instituição bem melhor, é só começarmos a campanha.

  26. Digo aos mais novos: estudem e estudem muito ate o limite do muito. Se possivel em nichos onde se sonhe escapar disso.
    Ja que a maioria não escapará.
    Porque quando voce, engenheiro, arquiteto, eletrotecnico, mecanico de avioes , farmaceutico achar que conquistou emprego na GM, na Siemens, na AA, na Bayer, no dia seguinte descobrirá que esta empregado na Quebragalho Serviços Gerais Ltda.

  27. Agora somemos isso com a informação, não tão nova, que 70% dos estudantes do ensino médio não dominam o mínimo necessário do Portugues e da matemática.
    Perfeito para o encaixe dos 3ºzados e 4ºteirizados.

  28. Há, aqui, duas possibilidades concretas e uma esperança tênue, mas, justificada. Se a esquerda, como se projeta, ganhar a eleição e cumprir o prometido por todos os seus candidatos, veremos essa plêiade de desgraças anuladas pela revogação de atos ilegítimos do (des)governo, ora às portas de seu tardio e bem-vindo fim. Se a direita levar veremos a continuidade da desgraça.
    Nessa última hipótese resiste a esperança. Espero, com todas as minhas forças, que a desgraça que está sendo plantada desabe sobre as cabeças, togadas e não togadas, desses agentes do infortúnio alheio. Cedo ou tarde, esse povo oprimido, esbulhado,
    iludido de todas as formas vai acordar do torpor.
    É simplesmente inacreditável, ultrapassaram todas as barreiras do decoro, da decência e da insensibilidade com as pessoas, com o trabalhador brasileiro e sua família. Mas, foram além, com uma desfaçatez inacreditável. Suprimiram, mais uma vez, direitos e qualidade de vida das pessoas no dia seguinte ao crápula usurpador que ocupa a Presidência da República ceder à pressão e, sem qualquer amparo moral, concederam um aumento de 16,38% à classe mais bem remunerada do setor público e do Brasil, quando a maioria está à míngua.
    Não há como ignorar que Temer irá defrontar-se com denúncias que poderão levá-lo à cadeia tão logo dispa a faixa que nunca foi sua. Logo, não há como não ligar A com B depreendendo que nenhum padrão de moralidade, de ética ou quiçá legal, autorizaria, quase às vésperas do fim do mandato, juízes da alta corte recorrem ao quase réu para obter vantagens pecuniárias.
    Se isso não for corrupção me digam o que é porque, então, não sei..

  29. Caras(aliás,caríssimas) togas supremas. Há muito desistimos de esperar justiça, respeito às leis, aos direitos individuais e sociais,sequer um pouco de decência e responsabilidade. Então, considerando que os serviços prestados não atendem às necessidades da sociedade como um todo, não contribuem para o processo
    civilizatório do país, nem tampouco para a consolidação de um Estado de
    bem-estar social, solicitamos que devolvam suas togas, considerem-se
    [email protected] e vão dar aula, como [email protected], é claro, na escolinha do
    sr. Gilmar Mendes. Não esqueçam que tal como os salários, a demissão
    tem efeito cascata.

  30. Fernando, o país não é pobre… ao contrário, ele é rico, muito rico e somente não é mais devido aos nossos donos do poder…. ele é somente o país mais desigual do mundo…
    ontem, comentei aqui, o país está sem futuro, mas vossas excelências garantiram o seu aumento… eu nunca esperei algo de muito bom em relação ao nosso judiciário, mas nunca vi um poder tão contrário a qualquer conceito de nação e nem vou citar aqui o conceito de justiça – algo que vossas excelências não tem a mínima noção.. o Judiciário mais caro do mundo a serviço da Casa-Grande

  31. “Alegam que isso é vital para a “recuperação econômica”. Cármem Lúcia chegou a dizer que proibindo a terceirização generalizada as empresas deixariam “de criar postos de trabalho” aumentariam “a condição de não emprego”.
    Lula, que os ministros odeiam tanto, criou 15 milhões de empregos sem terceirização assim.”

    Exato! Desemprego tem muito pouco tem a ver com legislação e sim com investimento, com demanda que por sua vez com a certeza das familias que terão como pagar suas contas no dia seguinte. Certeza que vai acabar com a precarização da mão de obra.

  32. Ah… tem problema, não! Quando, terceirizados, estivermos na pindaíba, invadamos a casa dos excecrentíssimos ministros e roubemos o dinheiro que eles nos roubam!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *