Então, o Bolsonaro não pode distribuir fuzil…

trumparmas

Ontem, perguntei aqui se as pessoas não conseguiam entender que a liberação de armas é o meio (que se pode evitar) que pessoas desequilibradas (que não se poder evitar) promovam massacres como o de ontem, numa cidadezinha do Texas.

Não, as pessoas obtusas e ferozes não entendem ou, se entendem, não se importam com as “baixas”.

Donald Trump disse que o assassinato de 26 pessoas decorreu de “um problema de saúde mental no mais alto nível” e que nada tem a ver com “as leis que permitem o [livre] comércio de armas no país’.

É evidente que o tal Devin  Kelley não poderia fazer o que fez sem algo como o seu AR-15 que exibiu no Facebbok. Não seria atorando comprimidos de medicamentos ou como “ninja” de filme, com saltos e cambalhotas,  que conseguiria matar 26 pessoas e ferir outras tantas.

Mas Trump talvez tenha razão em dizer que haja um problema de saúde mental “no mais alto nível” em quem aprova a liberação de armas automáticas, fuzis inclusive, aos cidadãos, como fez Jair Bolsonaro, prometendo, de viva  voz, que “a partir de 2019, você terá o direito de portar um fuzil dentro da sua fazenda“.

Pelos comentários de seus “mitômanos”, vê-se que louco não falta.

Portanto, se algum doido estiver planejando uma monstruosidade como essa do Texas, é só arranjar um sítio, que o fuzil fica garantido.

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

27 respostas

  1. Com a ” resposta ” de Trump, Bolsonazi e o séquito de boquirrotos que lhe saúdam já podem fazer igual e explicar o problema da venda indiscriminada de armas !
    Sieg Heil !

  2. Me parece até possível criticar uma maior liberação das armas para a população brasileira com base na tibieza de nossa lei ou coisa semelhante. Mas nunca por assassinatos como esses, que são realmente um problema de saúde mental. O nobre cidadão que lê essas palavras não consegue uma arma se quiser? Eu também. É ilegal, claro, mas só é um problema para nós, quem decide viver do crime ou cometer um massacre não está preocupado em ser processado por posse ilegal de nada. O louco da escola do Rio comprou a arma de um amigo. O estudante que matou o pessoal no cinema comprou um fuzil novinho pela Internet.

    De resto, por que o cara da igreja americana não matou mais gente? Porque ele foi enfrentado por Johnnie Langendorff e outro civil, que tinham armas equivalentes à sua e o botaram para correr. Aqui a única “reação” possível seria ligar para a polícia e esperar. Enquanto isso, quantos mais o doente mental poderia matar?

    1. NOssa! olha a pérola do raciocínio deformado do cara, “ele só parou, pq foi enfrentado por outros seres armados”. Caralho, isso é de uma falta de inteligência (pois de caráter nem se fala) tamanha…
      É lógico, que consegue armas se quiser – embora o trabalho seja maior – mas muito devido a vcs que, quanto chamados a decidir pela proibição de comercialização saíram – se com uma “certa conspiração petista para desarmar os cidadãos e dar um golpe de estado”. De resto só sendo desonesto mesmo para querer equivaler bandidos com lunáticos (bem ao seu estilo e dos seus correligionários bolsominions). os primeiros, a experiência mostra, utilizam as armas como instrumentos de poder e enfrentamento, os últimos, ditos cidadãos pacatos ou, para usar uma expressão que vcs adoram, “os de bem”, utilizariam não para enfrentamento do que quer que seja (eis que em sua maiorias possuem a natureza dos covardes), mas como válvula de escape de suas frustrações e paranoias (como a de enxergar um comunista em todo mundo que vestisse uma camisa do Flamengo, por exemplo). O correto é proibir tudo, e quem for pego com arma já se sabe o que é. Simples assim, ignoto bolsominion.

      1. 1 – Independente de suas diferenças, bandidos e lunáticos não estão preocupados em descumprir a lei e, portanto, nada os impede de adquirir armas ilegais.
        2 – Não há maneira de evitar as armas ilegais. Pelo menos não encontraram até hoje. E se você acha que descobriu uma, por favor compartilhe-a conosco.

        1. Não impede, mas dificulta.
          Dificultando, não acaba, mas diminui.
          Menos mal não é o bem, mas é preferível a mais mal.

        2. A proibição de produção e comercialização já seria um passo no caminho certo, mas aí prevaleceu a paranóia coxinha

          1. Hoje a comercialização para pessoas normais já é mínima.
            Restam as polícias e as FFAA. Você quer desarmá-los também?

            Depois tem o monte de armas ilegais e contrabandeadas da bandidagem.
            São estas últimas que circulam por aí sem controle. Essa é a questão.
            Não adianta fazer uma lei proibindo esse pessoal.
            Se não resolver isso o bandido e o louco sempre terão armas à disposição.

    2. No início do filme “O Senhor das Armas”, o personagem de Nicholas Cage reflete que haveria no mundo uma arma para cada 12 habitantes e que a pergunta a ser feita não seria como desarmar esse um dozeavo armado, mas como armar os outros 11.
      O Asnesto encampa a visão do personagem, um mega traficante de armas, pois, pelo que ele escreve, o doido da igreja não teria matado 26 e ferido outras 23 pessoas porque outros presentes armados reagiriam e mata-lo-iam antes que acertasse tanta gente!
      Pode até ser, mas é um argumento torto e falacioso. Talvez não houvesse essas 50 e poucas vítimas do doido da igreja, mais isso serviria de consolo se tantos outros doidos, dezenas ou centenas ou milhares, preventivamente empunhando seus rifles e automáticas, matassem “apenas” três ou quatro pessoas cada um?
      Vai te catar Asnesto. O máximo de concessão que aceito é por uma metralhadora carregada a você, outra a Bolsonazi e outra a cada um que se identifique com a loucura “imbecilógica” que vocês propõem, confinar todos em espaço inexpugnável e assegurar que de lá só possam sair como merecem as bestas-feras que vocês são: em forma de cadáveres, aí inofensivos para a sociedade!

      1. Desarmar todo mundo seria uma boa, mas achar que se poderia fazer isso é algo pertencente ao reino da fantasia. Quanto ao restante, como eu disse no início de meu comentário, há vários argumentos válidos contra uma maior liberação das armas (tibieza da lei, risco da criança dar um tiro no amiguinho, etc). Mas também há muitos argumentos válidos a favor. E um deles foi exemplificado pela reação dos dois civis no caso em questão. Desconhecer isso é puro fanatismo.

    3. Arnestinha
      Sua mãe taí ? E sua mulherzinha?
      As duas vagabundas !
      Mande-as aqui pra me fazerem um boquete..
      Pode ser uma metidinha básica, também.
      CORNO CONFORMADO !

    4. Pela lógica do sujeito ernesto, vamos armar todo mundo, que a criminalidade cai. Ou pelo menos alguém evita um desses lunáticos que andam com armas até os dentes. Para uma sociedade de lunáticos, teses lunáticas.

  3. Outras teorias comuns é que a direita fascista diz é que compra armas para se proteger do estado totalitário americano….. como se os milhões armadas civis americanos fossem algum problema para os tanques, misseis, aviões, etc….
    E os nazifascistas da direita brasileira vivem repetindo a teoria do good guy with a gun to stop a bad guy with a gun – um bom moço com uma arma para parar um moço ruim com uma arma.
    A Outra desculpa é de que esta na constituição é meu direito,
    Diz o texto constitucional — A well regulated Militia, being necessary to the security of a free State, the right of the people to keep and bear Arms, shall not be infringed. Claramente menciona regulação; E o texto é de 1791 —
    e se fizer um estudo histórico verás que as muitas tais milícia eram quem controlavam escravos e a escravidão. Havia medo de revoltas de escravos.
    O direito de possuir armas veio exatamente com o direito de possuir ESCRAVOS.
    E os nazifascistas da direita vivem repetindo os mesmos absurdos pregados nas mídias nazifascistas;

    1. Por favor, apenas me permita observação quanto a uma redundância, “nazifascista de direita”.
      Ocorre que nazista, fascista e qualquer combinação, em qualquer gradação, são só e exclusivamente de direita!

  4. Nazi fascistas supremacistas brancos.
    Aqui esta um vídeo onde foi feito um experimento em um estado onde é completamente “legal” portar armaa, até nas ruas para se mostrar.
    Primeiro duas pessoas brancas andam nas ruas com seus AR-15, um policial para
    pede esclarecimentos , nada acontece.
    No segundo caso um “negro” ou não branco, anda pela rua com um AR-15 e você pode tirar suas conclusões.
    https://www.youtube.com/watch?v=YXv2Pjtc3Zk

  5. A segunda alteração foi ratificada para preservar a escravidão

    http://www.truth-out.org/news/item/13890-the-second-amendment-was-ratified-to-preserve-slavery – Thom Hartmann

    A verdadeira razão pela qual a Segunda Emenda foi ratificada e por que diz “Estado” em vez de “Condado” (os autores sabiam a diferença – veja a 10ª Emenda), era preservar as milícias de patrões escravistas nos estados do sul, o que era necessário para obter o voto da Virgínia. Os fundadores Patrick Henry, George Mason e James Madison foram totalmente claros nisso … e todos nós deveríamos ser também.

    No início, havia as milícias. No sul, eles também eram chamados de “patrulhas de escravos”, e eles eram regulados pelos estados.

    Na Geórgia, por exemplo, uma geração antes da Revolução Americana, as leis foram aprovadas em 1755 e 1757, que exigiam que todos os proprietários de plantações ou seus funcionários brancos fossem membros da Milícia da Geórgia e que os membros da milícia armada realizassem inspeções mensais da quartéis de todos os escravos no estado. A lei definiu quais condados tinham quais milícias armadas e até mesmo exigia que membros da milícia armada mantenham um olhar afiado para escravos que possam estar planejando uma revolta.

  6. Qual a porcentagem de mortes nos E.U.A, ( país que possui livre comércio de armas) e qual a porcentagem no Brasil, ( país que proíbe o comércio de armas para cidadãos de ‘bem’) ??
    Só ver que o que importa é a aplicação da lei corretamente para inibir tais crimes, coisa que no Brasil não ocorre nunca.

  7. Quando aconteceu a tragédia na escola particular em Goiás
    a imprensa corporativa brasileira rapidamente jogou toda culpa no bullying.
    Conforme outras histórias horrorizas tornaram-se pública eles abandonaram a tese.

  8. “Donald Trump disse que o assassinato de 26 pessoas decorreu de “um problema de saúde mental no mais alto nível””.
    Concordo com a análise do Trump. É realmente um problema de saúde mental, que ataca a grande maioria da população americana e já começa a contagiar coxinhas por aqui.
    Se não tivessem problemas mentais ele, o Trump, não teria sido eleito. Apesar que do outro lado estava a Rainha das Guerras no Mundo.

  9. Pode portar um fuzil dentro da fazenda. Que coisa! Se um pobre se aproximar, bala nele. É sempre o rico sendo beneficiado pela direita e extrema direita. Até nesse disparate, o rico será beneficiado.

    1. Com “fazenda” ele não quis dizer terras com 200 ectares, recheados de gado, mas sim de pequenas terrenos no interior onde “vítimas da sociedade” vandalizam as plantações e saquem animais e recursos como a acontece co a do meu pai.

  10. Uma pergunta livre pensadores. E necessário arma de fogo para ser um assasino?
    Senhores, acontece que; certos humanos so respeitam oque temem. De momento temos o fuzil “bolsonaro” homem com 27 anos de parlamento, uma história limpa. É este “fuzil” q está de ficha limpa, q quer dar a vc cidadão o direito de se defender.
    Dou apoio aos livres pensadores, mas não concordo com o desrespeito de chamar este CIDADÃO de demente. Nossos militares são treinados para defender a pápátria, punir e não fazer massagem terapêutica nessa coja de vagabundos. Agora os paz e amor, religiosos e etc… Leiam êxodo 22: v 2 E se vierem a falar q Jesus mudou tudo, lembrem-se de sua pena e q la cruz tinha dois bandidos.

  11. Certo. No Brasil não tem chances de alguém conseguir armas se não for militar ou policial… Todo mundo obedece a lei e as facções cometem os crimes com o uso de facas e estilingues, inclusive assaltos a banco. Sqn… Não sei em que mundo vivem os comentaristas e o bloguista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.