TSE omisso, Facebook nem tanto: fora do ar 68 páginas de fakes bolsonaristas

Enquanto o TSE dorme, o Facebook age. Tardiamente, mas age.

Da Folha, agora há pouco:

O Facebook removeu nesta segunda-feira (22) 68 Páginas e 43 contas da rede social que replicavam  postagens favoráveis ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) que recebiam milhões de interações. De acordo com a empresa, os responsáveis por essas páginas usavam contas falsas ou múltiplas contas com os mesmos nomes, violando políticas de autenticidade e de spam.

Segundo nota do Facebook, essas páginas, controladas por um grupo chamado Raposo Fernandes Associados (RFA), publicavam uma grande quantidade de artigos caça-cliques, com o objetivo de direcionar as pessoas para seus sites fora do Facebook. Esses sites, por sua vez, têm grande número de anúncios e pouco conteúdo, sendo chamadas de “fazendas de anúncios” (“ad  farms”, em inglês). 

De acordo com a empresa, a decisão de remover as páginas e contas deveu-se ao comportamento delas, e não ao conteúdo.

Esta Raposo Fernandes Associada já havia sido denunciada, pelo UOL e pelo The Intercept, como promotora de “fake news que recebiam pagamentos do PRTB – partido do General Mourão e de Levy Fidélix – e do delegado-deputado Fernando Francischini (PSL-PR). O mesmo grupo, que associado a Kim Kataguiri – no início da carreira do agora deputado – respondia por um site de difamação, como apontou este Tijolaco.

Enquanto isso, a ministra Rosa Weber diz que nada precisa ser feito.

Como já disse aqui, Mark Zuckerberg, dono do Whatsapp e do Facebook, é a grande autoridade eleitoral do Brasil.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email