Um líder não negocia nem por sua vida

É preciso ser um sujeito totalmente desprovido de humanidade para não sentir o drama latente no texto de Florestan Fernandes Jr. com Carla Jimenes, no El Pais, com o qual se inicia a reprodução da entrevista feita hoje com o ex-presidentre Lula em seu cárcere em Curitiba.

É preciso, ainda mais, ser completamente obtuso para não ver que este é um documento de nossa história, um capítulo de um martírio que cruzará o século e que nossos bisnetos e trinetos aprenderão na escola.

 É o Lula de sempre. Ele está igual. Quem esperava vê-lo envelhecido ou derrotado, se frustra. Ele tem fúria. E obsessão para provar sua inocência. “Não tem problema que eu fique aqui para o resto da vida. Quem não dorme bem é o Moro, Dallagnol e o juiz do TRF-4 [que confirmou sua condenação em segunda instância].”

Mas é também o ser humano que está submetido a perdas seguidas: a mulher Marisa Letícia, o irmão Vavá, o amigo de décadas Sigmaringa Seixas e, pior, o neto Arthur.

Lula está engasgado e sabe que esta entrevista é a oportunidade para falar depois de um ano silenciado pela prisão em abril de 2018. A conversa tem início e o ex-presidente ainda mantém um semblante sério. Mas uma pergunta quebra a rigidez. Quando é questionado sobre a morte do irmão Vavá, em janeiro deste ano, e o neto, Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, dois meses depois.  “Esses dois momentos foram os mais graves”, lembra ele, citando também a perda do ex-deputado Sigmaringa Seixas, morto no final do ano passado. “O Vavá é como se fosse um pai pra família toda. E a morte do meu neto foi uma coisa que efetivamente não, não, não… [pausa e chora]. Eu às vezes penso que seria tão mais fácil que eu tivesse morrido. Porque eu já vivi 73 anos, eu poderia morrer e deixar meu neto viver.”

Mas a garganta e os olhos marejados não lhe traem a cabeça:

“Sei muito bem qual lugar que a história me reserva. E sei também quem estará na lixeira.”  Lula critica o ex-juiz Sergio Moro, responsável pela sua condenação, a Operação Lava Jato, e o procurador Deltan Dallagnol. “Reafirmo minha inocência, comprovada em diversas ações”. O silêncio é absoluto, apesar da presença de delegados da Polícia Federal e de três oficiais armados, todos a serviço da PF, que está sob o guarda-chuva do Ministério da Justiça, conduzido por Sergio Moro.”

Florestan narra que o velho líder “não está feliz nem triste, nem tampouco envelhecido. Mas está diferente”.

Lula diz que há outros momentos que o deixam triste, com uma mágoa profunda. “Quando vejo essa gente que me condenou na televisão, sabendo que eles são mentirosos, sabendo que eles forjaram uma história, aquela história do powerpoint do Dallagnol, aquilo nem o bisneto dele vai acreditar naquilo. Esse messianismo ignorante, sabe? Então eu tenho muitos momentos de tristeza aqui. Mas o que me mantém vivo, e é isso que eles têm que saber, eu tenho um compromisso com este país, com este povo”.

Em instantes, o vídeo de um trecho da entrevista.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

19 respostas

  1. Lula tem a maior oratória da história da nossa política. Lula fala um A e eu aceito ficar no lugar dele. Lula é Lula, isso dói a alguns.

    Citando Montaigne: Por que era ele.

  2. SAUDADES DO MEU EX !!!!! que agilidade mental, mesmo depois de um ano de prisão cruel e injusta! que vontade de nos devolver o sonho de um Brasil soberano, rico e justo para todos os seus!

  3. O Lula está falante e desenvolto como sempre, mas os que estão engasgados e talvez bêbados neste momento ,são Moro e Bolsonaro, desmascarados na frente de 200 milhões de brasileiros.

  4. Não consigo conter as lágrimas. Que país é este que prende uma pessoa dessas e se deixa governar por ser ignorante, desumano e totalmente incapaz de governar. Mas Lula é grande e Deus maior ainda. Ainda teremos muitas alegrias com este líder humano, digno e com uma capacidade ímpar de aglutinar, de construir. #LulaLivre

  5. Lula não está preso apesar de ser inocente.
    Lula está preso precisamente por isso: por ser inocente.
    Se tivesse reunido empresários para pedir dinheiro descaradamente, como FHC; se tivesse tido capangas correndo pelas ruas com malas de dinheiro como Temer; se andasse com o nariz empanturrado de cocaína, e ameaçando assassinar alguém, como Aécio; se transgredisse todp o arcabouço jurídico de seu país, como Sérgio Moro e os procuradores; se tivesse praticado diversas fraudes em fundos de pensões e com informacões privilegiadas, como Paulo Guedes; ou se entregasse as riquezas naturais, os segredos tecnológicos e a segurança de seu país a estados estrangeiros ou tivesse envolvimento com esquadrões da morte, como Bolsonaro, não tenha dúvidas: Lula estaria solto.

  6. A canalha agente em nome da CIA não aprendeu com o general ditador Golbery.

    Esse Ditador anunciou: “A Camara dos Deputados silenciará esse Metalúrgico”!
    O metalúrgico virou o Presidente mais importante da historia do Brasil.

    A canalha agente em nome da CIA, não aprendeu com o general Ditador, achava que condenando o Presidente LULA o silenciava.

    Verdadeiramente vivo, consciente e esperançoso responde com a vitória. A vitória dos
    DIGNOS! Nós brasileiros o aguardamos para o resgate do Brasil!

    Verdadeiramente falta POVO para arrancá-lo de lá.

  7. O povo brasileiro não merece o Lula.
    Se tivéssemos vergonha na cara e sangue nas veias o Lula já estaria livre e presidente e esta turma de golpistas da globo/mpf/pf/lava jato já estaria toda ela comendo capim pela raiz.

  8. É por isto que estes meganhas do judiciário/mpf/pf odeiam o Lula.
    Cada vez que o Lula abre a boca fica evidente a “microscopicidade” deles todos. E isto é como um soco na cara deles. Eles não suportam constatar a grandeza do Lula em todos os sentidos.

    Por isto o odeiam com toda a alma e querem matá-lo na cadeia.
    Por toda a historia da humanidade foi assim que agiram os seres desprezíveis quando vêem que a grandeza de outro os expõe em sua mediocridade. Tentam eliminar aquele que os expõe.
    Vão conseguir se continuarmos a nos portar como covardes.

    Não merecem nem ser o oxiurus do cachorro do Lula.

  9. Grande Presidente Lula, Deus o proteja e nos traga de volta o Brasil Soberano, nosso Presidente Lula, nossa dignidade.

  10. Falta a esquerda ódio ao opressor. Mas a pergunta é, o Brasil pode esperar 100 anos? Existirá Brasil daqui a 100 anos? Demorou…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.