Vamos começar a reagir ao arbítrio?

Hoje cedo, reclamei da falta de reação do jornalismo às ameaças proferidas ontem por Jair Bolsonaro contra Gleen Greenwald.

Pois dou o braço a torcer, com prazer, quando vejo o recém-publicado convite da Associação Brasileira de Imprensa, recém-recuperada pela camada mais briosa e democrática do jornalismo:

A ABI convida os associados, jornalistas e a sociedade, em geral, para um ato em solidariedade ao jornalista Glenn Greenwald, que vem sofrendo uma autoritária campanha de perseguição, por parte do governo Bolsonaro. O evento será na 3ª. feira, 30 de julho, às 18h30, no Auditório do 9º andar.

Precisávamos disso, desta Casa que foi essencial à recuperação da democracia, agora para proteger os espaços de liberdade que gerações de profissionais legou ao presente, nem sempre entendida por todos e, com tristeza, até esquecida por alguns.

Espalhe o convite. É um dever de quem defende a luz contra a barbárie.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

19 respostas

  1. Espalhe o convite e não deixe de informar também que a bandidagem-braço da organização criminosa Globo que assaltava a ABI há vários anos foi defenestrada pela nova direção, onde está, por exemplo, o grande jornalista Marcelo Auler.

  2. EU ACUSO

    Todos vocês, coleguinhas jornalistas, que embarcaram no antipetismo feroz que serviu para derrubar Dilma e gestar Bolsonaro, todos e todas, repito, são responsáveis pela merda em que estamos vivendo.

    Para puxar o saco do patrão, para fazer média com as fontes, para ser aceito como protagonista em uma sociedade apodrecida pelo preconceito ou para garantir um salário de merda, no fim do mês, não importa. Vocês são culpados e culpadas.

    Em maior ou menor grau, vocês emprestaram a credibilidade de vocês e destruíram o jornalismo brasileiro por ação ou omissão, naturalizando absurdos, incensando idiotas, amenizando arbitrariedades, fingindo indignação, dando asas a juízes e procuradores corruptos em nome do combate a uma corrupção que nunca, em tempo algum, lhes causou qualquer reação, antes.

    Agora, eu vejo muito de vocês nas redes em um esforço comovente de se mostrarem democratas genuinamente horrorizados com o fruto podre da árvore que vocês regaram com tanto prazer. Sinto um misto de pena, nojo e vontade de rir.

    Eu poderia nomear, sem medo de errar, pelo menos uma dezena de vocês, mas os não citados poderiam sentir um alívio injusto. Cada uma e cada um de vocês sabe o papel abjeto que cumpriu nessa jornada. Essa carapuça irá pairar, eternamente, no ar.

    Portanto, não adianta posar de democrata, agora que o circo está pegando fogo. Porque quando só uns poucos tinham coragem de dizer a verdade, vítimas de toda violência que vem junto, vocês estavam disseminando mentiras, cúmplices bem remunerados dessa gente que agora também quer lhes devorar.

    Sinto informar, mas, se depender de mim, vocês nunca vão conseguir se esconder.
    LEANDRO FORTES

    1. Perfeito!!!!
      Depois que a merda prevista torna-se realidade, vêm posar de democratas. Não existem jornalistas na grande mídia, são todos meros empregados.
      Que enfiem o diploma no c…..

  3. Eu também estava esperando por algo assim. Só acho que deveria haver um ato igual em São Paulo. *** Brito e amigos, adendo: uma amiga jornalista acabou de informar que “Como haverá transmissão online, o escritório da ABI-SP está vendo se arruma um auditório para que possamos assistir todos juntos. Vou informar assim que souber onde vai ser”

  4. O bom jornalismo tem que ser salvo e retornar para os brasileiros possam entender a verdade dos fatos e não a versão pasteurizada e ditada pelos empresários da midia( Marinhos, Silvio Santos, Macedo, Frias,…). Somente assim poderão se redimir pelo apoio explícito ao golpe contra Dilma e pela ascensão do atual presidente. O passivo é grande.

  5. miriam porcão tá tentando se retratar. mas mandei um papo reto. Glenn e mais uns outros a gente vai defender, mas ela e a turma do golpe tão no sal.

  6. Não eram eles a “verdadeira oposição ao PT”? Estão querendo enganar os tontos pra quando chegarem com o Doria ou Huck. Dispenso.

  7. A extrema-direita quer nós privar de saber a verdade, então cadê a esquerda pra chamar o povo essa é a hora ou vão esperar prender Green como fizeram com Lula e derrubar Dilma na maior moleza

  8. Ou esquerda frouxa, tão esperando pelo judiciário solta Lula? esqueçam!!! se não for pra rua quebrar o pau, vão também prender o jornalista Green

  9. O COAF ficou sendo o pivô de toda esta trama de “hackers araraquenses”. Muitos ainda não perceberam, mas o COAF agora, nesta altura do campeonato, deveria ser o centro de todas as atenções. Não importa que os possivelmente falsos hackers tenham dito que não venderam, mas que passaram gratuitamente, o estrepitoso material jornalístico ao Glenn. Eles podem muito bem mudar de opinião na hora certa. Se for assim, esta negativa de venda talvez tenha sido mesmo necessária no primeiro momento de um grande plano. A dúvida que se tem é se conseguiram do COAF, antes que ele saísse da órbita do Moro, algum documentozinho que possa servir como indício ou mesmo prova para a sustentação acusatória de que o Glenn teria comprado, e não recebido gratuitamente, o material que passou a publicar. Será que conseguiram o tal documentozinho? Ou não conseguiram nada, e o tal plano estaria ameaçado fracassar?

    O Hacker master, que na verdade era um rapaz ignorante ferozmente bolsonarista, e que repentinamente virou esquerdista radical e até intelectual, dá o que pensar. Há apenas há dois meses atrás ele era uma coisa e mudou para ser outra coisa radicalmente diferente. Seu twiter, que ele não usava há oito anos, passou a ser freneticamente despachado de Brasília e não de Araraquara, e sempre radicalmente esquerdista. Será que ele poderá ainda desdizer que havia dado o material gratuitamente ao Glenn, e passará a jurar que vendeu para ele o material jornalístico? Se existisse o tal documentozinho do COAF para supostamente provar, poderia ser finalizada com pleno êxito a alentada trama dos possivelmente falsos hackers. E com delação (muito) premiada, eles voltariam atrás e “confessariam” ter passado o material jornalístico ao Glenn em troca do vil metal, o que ocasionaria a imediata prisão do jornalista e sua posterior deportação, com base na diabólica portaria do Moro que ainda está com a tinta fresca. Bolsonaro até parece estar a par deste final feliz para os moristas, ao adivinhar a prisão do Glenn publicamente, boquirroto que é. Toda esta fantástica narrativa, entretanto e contudo, não contou com o poderio do arsenal defensivo do Glenn, que não é marinheiro de primeira viagem.

    1. “Seu twiter, que ele não usava há oito anos, passou a ser feericamente despachado de Brasília e não de Araraquara, sempre radicalmente esquerdista.”

      Será que o arara-ráquer foi raqueado?

  10. A turma dos jornalecos vão se unir ao safado do intercept parabéns esquerdalhas vc já eram o Brasil não aguenta mais mentiras de vcs.

  11. Todos à ABI !!!

    Vamos virar o jogo, pois se depender da gadaiada, vamos para o matadouro junto com eles.

  12. parabéns! Tá na hora das instituições democráticas reagirem a ignorância que tomou conta deste pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *