Bolsonaro alisa Moro, mas manda Carluxo espetá-lo

Publicamente, Jair Bolsonaro voltou a mostrar que ele e Sergio Moro estão unidos com unha e carne.

Exibiu o ex-juiz na ONU como o grande fiador da suposta anticorrupção de seu governo e mandou espalhar, nos prédios da Esplanada dos Ministérios, outdoors em favor do cambaleante pacote anticrime do ex-juiz.

Ao mesmo tempo, pelo Twitter, mandou o filhote Carlos partir para cima do Podemos, partido que se enrosca em Moro oferecendo-se como alternativa para suas ambições políticas.

E que abre as portas para os inúmeros insatisfeitos com as brigas de botequim do PSL.

Nas palavras de Carluxo, o Podemos “quer tomar o lugar de um partido vermelho”.

A razão é que os “comunistas” de Álvaro dias ameaçam levar quase a metade da bancada de deputados do PSL, partido do presidente e ganhar força para fazer na Câmara, com o reacionaríssimo Novo, um poderoso núcleo lavajatista, como há no Senado, onde o podemos rivaliza com o MDB como maior bancada.

O casamento de conveniência entre Bolsonaro e Moro voltou a guardar as aparências, mas só na superfície, como acontece nestas relações de interesse puro.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

15 respostas

  1. Se não erro, 31% tem a capacidade (ou incapacidade?) para achar este “governo” bom/ótimo. Foi para estes descerebrados e pilantras que o “presidente” falou na ONU e é para eles que a “comunicação” é dirigida. Ninguém com um mínino de capacidade intelectual leva este tipo de asneira a sério.

    1. Acredito nas pesquisas, mas deixei de acreditar nas estatísticas oficias sobre problemas sensíveis, como desemprego, crédito, etc.

  2. Talvez porque nos USA a figura do Marreco de Maringá seja muito preciosa e o monstro sabe disso. Daí a necessidade de finge lua de mel com o traste do Marreco. Passada a festa a rotina de animosidade já pode se instalar novamente

  3. Um barco carunchado afundando num mar de lama. Moro e bozo, cada um num canto, tentando se agarrar onde dá. Não tem a opção de nadar. Ou afunda com o barco, ou afunda fora dele. As faces lívidas de horror diante do fim eminente. Linda cena.

  4. É inacreditável como esses energúmenos ainda acreditam que quem não é fascista, é comunista. Mas a besta do pai, disse que tivemos um governo socialista!

  5. O Lula recomenda que se carimbe o golpe de estado como sendo uma obra americana realizada por causa do Présal. Concordo com ele, mas continuo achando que o golpe se deu pelo Présal, mas não por causa do petróleo do Présal em si. O golpe foi dado para evitar que a riqueza do Présal viesse a financiar a educação pública com uma montanha incalculável de dinheiro, fazendo do Brasil uma das maiores potências do mundo em apenas três gerações. Os Estados Unidos precisavam evitar que isto acontecesse. Esta ameaça de evolução do Brasil através da educação precisava ser cortada pela raiz, daí a política anti-educacional imediatamente colocada em prática pelo interventor presidencial americano. A educação liberta e também enriquece.

    1. Mas é justamente isso os royalties. Acendeu uma luta entre prefeitos q queriam pra “suas” prefeituras litoraneas do espírito santo e rio de janeiro o dinheiro do presal so porque a 200 quilometros no subsolo marinho bilhoes de barris de petroleo enquanto Lula queria repartir. Foi uma briga feia e ninguem venceu.

    2. Em relação a isso o próprio procurador geral dos Estados Unidos, Willian Barr afirmou que, a doutrina Monroe é uma das diretrizes básicas do governo norte americano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *