Bolsonaro já não tem quem o defenda

Igor Gielow, na Folha, confirma o que foi intuído aqui, anteontem, sobre a pouca ou nenhuma efetividade da embaixada mandada sexta-feira por Jair Bolsonaro ao ministro Alexandre de Moraes.

Houve dois erros por parte da comitiva enviada a São Paulo, formada pelos ministros André Mendonça (Justiça), Jorge de Oliveira (Secretaria-Geral) e José Levi do Amaral (Advocacia-Geral da União).
Primeiro, na avaliação de ministros da corte, eles deveriam ter procurado o presidente do Supremo, Dias Toffoli, se a intenção era a de uma trégua institucional.
Ao falar com Moraes, eles se comportaram como advogados de defesa do presidente, o que causou contrariedade no presidente do Supremo.
O segundo equívoco era de origem: a troika não tinha como garantir que os ataques por parte do presidente e, principalmente, por seus aliados, teria como de fato acabar.

Faltou completar, sobre o segundo equívoco, que os enviados de Bolsonaro não têm autoridade política para assumir qualquer compromisso com o Supremo.

Este governo já não tem condições de sobreviver e é apenas uma questão de tempo até que fique emparedado.

E está ficando, à medida em que se revelam suas ligações com escroques e picaretas.

O afastamento de Frederico Wassef, o acoitador de Queiroz, da defesa formal de Flávio e do próprio Jair Bolsonaro, não tem o menor efeito prático, tanto quanto a “embaixada” não tem efeito sobre o Supremo.

Wassef não vai sair de cena, por mais que diga que o fará, por amizade ao presidente. Não é de sua natureza e, como não era advogado de Queiroz e, agora, não é advogado do senador, terá de dar explicações sobre a materialização do ex-PM em sua casa em Atibaia, sobre a qual não se caracteriza ação de assistência jurídica, o que poderia blindá-lo de depor.

É provável que apareça logo, também, a mulher de Queiroz, que tem tudo para ser a porta menos resistente do quarto de segredos do marido.

A semana que começa promete um agravamento maior da situação do presidente, visivelmente assustado e na defensiva, incapaz de resistir à maré de detritos que, finalmente, parece ter rompido as comportas do silêncio.

A fragilidade de Bolsonaro é palpável e a perda de perspectivas é tão grande que serão muito poucos e inexpressivos os que ainda querem algum acordo com ele.

Os gatos pingados de suas “manifestações” não botam medo em ninguém, sem o que Bolsonaro já não tem, para ameaçar o país: os militares.

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

13 respostas

  1. Uma coisa é os militares não apoiarem mais o Bozo, outra é eles apoiarem a democracia. Depois do Villas Boas não acredito mais.

    1. Tem que desaparecer a camada dos primatas “haitianos”.
      Experimentaram o gostinho de se sentir “poderosos” perante a massa civíl ,e gostaram.

  2. Generais sabiam das rachadinhas, Gal. Heleno as classificou como crime irrisório, portanto sabiam e apoiam as milícias há mais de um ano, o quê mudou?

    1. Pois é e ai vem a pergunta: De quem eram os Kilos de Cocaína presos na Espanha transportados por um AVIÃO PRESIDENCIAL, responda ai General Heleno!!!

  3. Se é verdade que a proteção ao Queiroz era dada em troca de mantê-lo calado e sob controle ..risco maior poderia estar correndo agora sua esposa que, pela proteção, poderia ter se abrigado na toca dos lobos.

  4. Repasse do governo para empresa da ex-mulher de Wassef é o “Fiat Elba” de Bolsonaro, diz jornalista

    22 junho, 2020

    (…)

    Fonte: https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/repasse-do-governo-para-empresa-da-ex-mulher-de-wassef-e-o-fiat-elba-de-bolsonaro-diz-jornalista/

    ***

    ‘BORA’, MATUTO!

    Fiat Elba, vírgula: “uma limousine do tamanho de um cometa”, diria o Queiroz miliciano faz-tudo da ‘famíglia’ Bozo!
    E que joça de republiqueta é esta, sô?

    EM TEMPOS MAFIOSOS I: além do lobista porta de cadeia Wassef, o SUJO ‘mor(T)o’ é outro rábula psicopata que “não sabia de nada”!
    EM TEMPOS MAFIOSOS II: se a Rede Globo seguir a linha editorial do JN da Lava Jato, eu sugeriria que o William Bonner colocasse as barbas de molho: esse nome Cristina Bonner pode ser familiar!
    hehehe

  5. Tem quem o defenda, sim. O que não falta nesta terra e até no estrangeiro é safado que está lucrando, e muito!, com a destruição do país e devastação do meio ambiente.

  6. Bosó tem que permanecer lá no pedestal, sangrando todo dia, até 2022!
    Caso de impeachment criaria razões de resistência e manutenção de apoio da milícia fardada e de pijama!
    E, é uma catarse, muito necessária à sociedade brasileira, como oportunidade de aprendizagem!
    Corre Bosó!

  7. O que queria a embaixada bolsonariana com o ministro? Que pegue leve com o terrorismo? Sara Geromini já confessou em vídeo que teve treinamento militar na Ucrânia, tão rigoroso que incluía suportar dezenas de bofetadas seguidas na face sem que ela pudesse reagir. Então é isso? A Ucrânia se transformou em país que treina terroristas subversivos para tentar implantar ditaduras extremistas em outros países? O que eles mentem sobre Cuba, eles levam a Ucrânia a fazer? E a embaixada governamental vai pedir à Corte Suprema que não apure e não puna as ações terroristas contra a Corte Suprema?

  8. “ser a porta menos resistente do quarto de segredos do marido”
    De onde vocês tiram que algum desses bandidos irá entregar o resto do bando?
    Olha o Geddel, o maior almofadinha, está em cana até hoje, e caladinho da Silva, e diziam que ele não iria aguentar uma semana preso, que iria dar com a língua nos dentes, que não suportaria a prisão, que se suicidaria.
    “Ah o Queiróz não vai falar nada, mas a esposa dele vai abrir o bico”, daí a mulher fica quieta, e o povo continua “mas a filha dele, essa vai falar”, e assim, o Bozo se reelege em 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.