Brasileiros detidos dos EUA são 11 vezes mais que há um ano

Espantoso o número de brasileiros detidos ao tentarem entrar nos Estados Unidos: 18 mil pessoas, só este ano, 11 vezes mais que no ano passado.

E segue assim, com uma média de 1.600 a cada mês.

São os que Eduardo Bolsonaro chamou de “vergonha” para o país, por irem tentar, quem sabe, ganhar a vida fritando hambúrgueres.

É evidente que este aumento não se deu apenas no número de pessoas que tentam a sorte nos EUA, mas ao endurecimento sem precedentes no controle norte-americano sobre os brasileiros em seu território.

Ainda assim, a evolução no número de migrantes é um reflexo do desalento destas pessoas.

A reportagem da Folha e as fotos que o jornal publica mostram que são jovens, de classe média baixa, alguns com crianças, sendo detidos por um país que, neste Governo, são tratados por nós sem que exijamos sequer visto de entrada, enquanto ele endurecem cada vez mais a concessão de vistos aos brasileiros.

São colocados por meses em campos de detenção próximos à fronteira e depois, expulsos.

É o que o Brasil recebe por ter se tornado um sabujo do governo Trump.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

7 respostas

  1. É o que o Brasil recebe e é o que o Brasil merece.
    A maioria escolheu.
    E justamente os que escolheram isso, sequer tomam alguma iniciativa, seja para reconhecer a burrada que fizeram, seja para mudar alguma coisa.

  2. Ah, não!
    A maioria desse rebotalho aí votou no miliciano criminoso do Planalto…
    Agora estão picando a mula pra trabalhar lavando latrinas nos EUA (molhar a mão da polícia onesta lá deles custa…) e nós seguramos a broxa por aqui?
    Todo apoio ao capo americano, Trump! Que lhes deem umas boas bordoadas na salinha da Imigração, lhes roubem a grana, se tiverem, e os mandem de volta. Não que os queiramos, mas não é justo que escapem do nosso inferno austral que criaram, buscando alívio no inferno do North.

  3. É difícil de imaginar efeito midiático mais espetacular do que um grande político brasileiro do Partido Socialista ser preso na Europa e trazido algemado ao Brasil por nada mais nada menos que a Interpol. É um presentaço para a direita e a extrema-direita, na antevéspera de um ano eleitoral. Pois é isso que a polícia política do Sérgio Moro está a esperar que aconteça, quando pediu à Interpol que prenda o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, esteja ele onde estiver. Coutinho é o político mais promissor e mais amado do estado, mas tem a má sorte de apoiar incondicionalmente o Lula. Segundo o curto comunicado da Polícia Federal, a prisão se dá em virtude de delação – sempre ela – que fizeram sobre ele.

  4. Ah, não!
    A maioria desse rebotalho aí votou no miliciano criminoso do Planalto…
    Agora estão picando a mula pra trabalhar lavando latrinas nos EUA (molhar a mão da polícia onesta lá deles custa…) e nós seguramos a broxa por aqui?
    Todo apoio ao capo americano, Trump! Que lhes deem umas boas bordoadas na salinha da Imigração, lhes roubem a grana, se tiverem, e os mandem de volta. Não que os queiramos, mas não é justo que escapem do nosso inferno austral que criaram, buscando alívio no inferno do North.

  5. Em off…Há várias crianças, separadas dos pais, em centros de recuperação sem qualquer perspectiva de voltarem ao Brasil pois os pais “sumiram”!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.