Cantanhêde: Dallagnol é o candidato do “Mito” à PGR. Por isso, quieto…

Eliane Cantanhêde, a musa da “massa cheirosa” – agora torcendo o nariz com as emanações da nova tropa da direita – ajuda hoje, no Estadão, a compreender o comportamento discretíssimo da República de Curitiba diante dos escândalos diários da “Familia Bolsonaro”.

Limitou-se a dizer que não era adequada a paralisação da investigação do caso Queiroz pelo Supremo, sem grandes estardalhaços.

É que Deltan Dallagnol, enfant gâté de Sérgio Moro e integrante do ramo jurídico da goiabeira,  conta (ou contava) ser o candidato de Jair Bolsonaro para substituir, em setembro, Raquel Dodge no cargo de Procurador Geral da República.

O mandato de dois anos de Raquel Dodge só vence em setembro, mas desde já a “República de Curitiba”
faz campanha por Dallagnol. Dodge denunciou Lula, Aécio e o próprio Temer, que a nomeou. Seu “pecado” foi denunciar também Bolsonaro, por um discurso sobre quilombolas que ela considerou racista.
Para os “curitibanos”, “é preciso uma chacoalha da na PGR”, não há lei exigindo lista tríplice para o cargo e o procurador da Lava Jato seria o homem cer to, no lugar certo, na hora cer ta. Aliás, como todos os paranaenses ou os que fizeram carreira no Estado e estão em alta: Sérgio Moro, Maurício Valeixo, Gebran Neto, Edson Fachin, Felix Fischer, Roberto Leonel, Igor Romário de Paula, Erika Marena e Fabiano Bordignon. É o que eles próprios chamam de “alinhamento dos astros”. Uma sorte e um gol de Bolsonaro.

Como se vê, o “Partido da Lava Jato” tomou para si quase toda a área da Justiça. Deltan seria a peça faltante para estabeleceram o monopólio lavajatense.

Há, porém, boas razões para se pensar que a encrenca gerada pelas movimentação do amigo motorista dos Bolsonaro  e os depósitos e pagamentos inexplicados do “filho 01” possam ter colocado água nestes bem azeitados planos de poder.

Jesus subiu na goiabeira para Damares, mas para Deltan é o apoio de Bolsonaro que pode ter subido ao telhado.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

19 respostas

  1. Que estejam todos juntos no poder. Quem sabe um dia desses, o povo brasileiro enxergue o que está na frente do seu nariz e descubra a maior quadrilha de bandidos que já existiu no Brasil.

  2. A PGR é um cargo político, no entanto os governos de Lula e Dilma trataram como cargo técnico e que deveria ser indicado pelos pares do Judiciário bandido, corrupto e elitista. Dá mesma forma os cargos do STF são políticos, mas os petistas preferiram a indicação republicana, deu no que deu. No caso do fascista e xucro Bozo ele vai indicar outro Geraldo Brindeiro para “brindar” ou engavetar todas as falcatruas da famiglia Bozo na PGR e vai indicar outro Gilmar Mendes no STF para fazer as mesmas “brindagens” e engavetações no STF.

  3. “Rei morto, rei posto”. Não existe vácuo na política e não faltam candidatos ao poder. E nem capangas aos oligarcas ou a turma da bufunfa. Agora é a hora e a vez dos Himmlers? parece que estão assanhadíssimos desde que emergiram da província. Novo Mito? agora é a vez do “Minha casa, minha vida”, o Santo do pau oco? Mas quando o pau fechar no final o serviço sujo vai sobrar mesmo para os de sempre, para presidentes militares, meganhas e torturadores, civis e militares. A turma da bufunfa e os oligarcas “depois” vão ficar surpresos, espantados, alguns indignados e alguns até sinceramente arrependidos. O problema é que “depois” costuma demorar duas décadas. Os mortos e suas ossadas vão ficando pelo caminho.

    1. Eu se fosse o BOSTANARO demitiria o MORECO antes de cair… Está jogando no time do inimigo, vazando informações do COAF para a rede golpista…
      Lembrando que ele é o dono do super-ministério criado pelo BOSTANARO… e também o chefe do MP (através do capacho DD que o quer nomear pra PGR), então independente do aparelho excretor dos vazamentos, o responsável é o mesmo, cabendo ao BOSTANARO “apenas” a produção de MERDAS (roubo) …

  4. Está na hora de trocar a letra “t”, pela letra “c”, ou seja, o “mito” passa a ser “mico”.

  5. Não vai dar em nada,pra variar isso vai cair no esquecimento,tudo isso é so para o Bozo dar um cala boca na folha e Globo $$$$$

    1. Ou aceitar fazer as pazes com elas. Por que não?
      E retornar as verbas publicitárias.

  6. VTnc não comento mais nessa merda aqui , sou de esquerda e tudo que posto não passa ,parei nunca mais tijlaco

  7. Nada disso, Dallagnol está quieto porque está fazendo o power-point dos Bolsonaro. Tá dando um trabalhão…

    1. Verdade…..Deltan está colocando todo o esquema da venda de carros usados no powerpoint para explicar a transação de 7 milhões em 3 anos….Tá todo mundo aguardando!!!

  8. Apenas uma sugestão, não existe PGR que não esteja no último cargo da carreira que é sub-procurador, independentemente de ser função política ou não, portanto a PGR precisa promover o rapaz primeiramente e não existe carreira mais corporativista.

  9. estranhaço esse lance do moro ou alguém perto dele vazando essas coisas contra a família.. seria moro um cavalo de tróia, fazendo o mesmo q fez com o lula agora com o bozo?

  10. Essa turma da Fraude a Jato é parceira da Globo em crimes diversos; e isso não vem de hoje. Os que são alfabetizados polìticamente não devem se deixar enganar pelo “embate” (que pode ser uma briga de mafiosos, movida a chantagens, ameaças e coações) entre os Bozos, os Marinho e as ORCRIMs judiciárias capitaneadas pelos lavajateiros. Não se faz investigação ou relatório detalhado como esse do COAF em poucos dias ou mesmo semanas; isso é trabalho de anos de investigação.

    A Globo já tinha essa informação há pelo menos seis meses, senão mais. Não só o grupo de comunicação dos Marinho (mas principalmente ele), como outros integrantes do PIG/PPV, sabem dos crimes diversos cometidos pelo torquemada araucariano e outros comparsas dele, seja no PJ, no MP ou na PF, desde o escândalo do BANESTADO. A bajulação da Globo ao torquemada garantiu a ela acesso a vários dossiês e relatórios com descrição de falcatruas cometidas por centenas, talvez milhares, de agentes políticos, dos mais diversos partidos. Bozo-pai e seu clã desfecharam um lance que, embora previsível sob alguns aspectos, carrega certo ardil; ao nomear como “xerife do brazil” o torquemada araucariano, eles tiraram-lhe a toga e transformaram-no em alguém que pode ser rebaixado a ‘reles’ bacharel em Direito por meio de ‘uma canetada’; a expectativa dos Bozos com isso era não só tornar aliado premiado e com poderes ilimitados o ex-juizeco, mas também refém do clã.

    Com base no exposto podemos inferir que, como intui e sugere PHA, se foram o torquemada e seus comparsas lavajateiros os que vazaram os dossiês e relatórios para a Globo, isso não ocorreu agora. Ou seja: a Globo está usando agora uma munição que lhe foi fornecida pela Fraude a Jato há bastante tempo.

    Os boquirrotos procuradores do MPF e DPFs lavajateiros parecem ter ficado mudos ou terem tido cortadas suas línguas. Isso sugere que eles estavam jogando com a Globo e com os Bozos, visando tomar completamente os poderes da república. Vale dizer que a Globo possui diversos dossiês com falcatruas e crimes cometidos por policiais federais, procuradores do MP e juízes. A recíproca é, também, verdadeira. Portanto o que temos é um jogo de pôquer, entre grupos criminosos, mafiosos. Não escapam desses grupos mafiosos grande parte dos militares e das FFAA, que se mostram vira-latas, privatistas e entreguistas. O alto comando, como já mostrei diversas vezes, é composto pelo Deep State estadunidense, finança transnacional e oligarquias; os demais grupos e atores mafiosos são operadores do golpe, cada qual brigando par ficar com maior pedaço do rachuncho ou butim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *