Começa o movimento: Haddad para o centro; Bolsonaro para a direita

As declarações dos três principais candidatos após as eleições delineiam os caminhos do segundo turno.

Ciro  saiu forte e, na prática, colocou as cartas na mesa: não admite apoiar “um fascista” e disse que não ficará omisso. Só se pode esperar que, numa negociação digna, estará com Haddad. E rápido, de modo a não deixar que seu eleitorado se dilua com um impasse.

Fernando Haddad, numa fala serena e segura, deu todos os sinais de que pretende reunir todos os que se dispuserem a formar uma frente democrática, antifascista. Deixou claro que não quer apenas que lhe ofereçam apoio, mas fez, indiretamente, um convite a integração no governo.

O PT terá de entender que, embora por diversas razões deploráveis, o PT, fora do Nordeste, teve um mau resultado eleitoral.

Tem, a seu favor, o fato de que os três maiores eleitorados do país – São Paulo, Minas e Rio de Janeiro -, onde sua votação foi muito fraca, não definiram seus governos estaduais e deixam abertas as possibilidades de aliança ou, ao menos, algum grau de neutralidade do candidato que não assumir a campanha de Jair Bolsonaro.

João Dória, com as palavras mais duras, atirou-se nos braços de Bolsonaro. Empurra Márcio França para cima para Haddad.

Idem o fato de que a maioria dos Estados do Nordeste, onde venceu com larga margem, não haverá candidatos a governador em segundo turno querendo pendurar-se no candidato da direita.

Bolsonaro mostrou que pretende seguir a mesma estratégia de fazer uma campanha “fechada”: nada de entrevistas à imprensa, “lives” no Facebook e uma linguagem auto-suficiente.

Voltou a temas como homossexualismo, “Venezuela”, e outros que marcaram sua campanha. E não esqueceu de colocar ao seu lado, como papagaio de pirata, o “posto ipiranga” Paulo Guedes, como para sinalizar ao “mercado”  quem merece o apoio do mundo do dinheiro.

Não aproveitou sua votação para se mostrar um “não-radical” e fez vagos apelos a uma união nacional em que nada nele muda. O apoio com que acenou foi só o dos políticos que se reúnem em torno da perspectiva de poder.

Nem Merval Pereira, na Globonews, embora culpando sempre o PT, sentiu-se mal com o que chamou de “radicalização” de Bolsonaro levantando suspeitas de que teria vencido em primeiro turno não fossem as urnas eletrônicas.

A pergunta a fazer não é só se Bolsonaro chegou ao seu teto, é saber o quanto a onda que o empurrou pode se dissipar.

O fanatismo, porém, é algo que não se pode olhar com as lentes da razão.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

67 respostas

  1. NO SEGUNDO TURNO HADDAD DEVE ADOTAR UMA POSTURA MAIS OFENSIVA CONTRA BOLSONARO.
    -Se Haddad não partir pra cima de Bolsonaro não tem como virar esse jogo.

    Haddad agora tem obrigação de chamar Bolsonaro para a briga e partir pro tudo ou nada… se ficar de muita conversa mole não hpa Nordeste que salve o Brasil!

    É URGENTE O PT COBRAR POSICIONAMENTO TSE SOBRE ESSA VERDADEIRA “ZONA BOLSONARISTA” NO PRIMEIRO TURNO:
    -Que putaria essa família Bolsonaro aprontou nesse primeiro turno… hein!
    -Fakenews foi o de menos… teve de tudo… o TSE a 10 horas da eleição decide tirar páginas de fakenews do ar… realmente fez toda a diferença! Bando de inúteis!

    1. Correto: “Que putaria mesmo, essa tal família Bolsonaro”, aliás quem são, Bolsonaro e suas 3 esposas ? Para um defensor da família, 3 esposas é um certo exagero, não é não ? Não adianta os “perversos” reagirem,…não estamos mentindo, é a pura verdade. Que Magno Malta cale a boca, sobre o assunto família, pois vai sobrar para ele, quanto mais cedo ele reagir. Não precisamos mentir, pois as verdades desses “perversos” é muito “cabeluda”. Será que os “hereges” vão gritar: “Aleluia Senhor” ?

    2. O PT tem de conseguir mudar a linguagem. Tem de usar uma linguagem mais popular. Tá muito difícil…

    3. Postura mais ofensiva. Estive pensando muito nisso. Como gritar com um gritador profissional? Um capitão geralmente grita com seus subordinados por dever profissional, e Bolsonaro faz isso o tempo todo com quem o está escutando. Bolsonaro gritava com os soldados, e agora grita com o povo do mesmo jeito. Mas um gritador sempre é um oficial inferior. Os militares superiores realmente importantes falam com suavidade. Haddad deve falar com suavidade forte, mais forte que o grito.

      1. A principal arma deve ser o debate. Basta colocar na mesa questões tão transparentes quanto espinhosas que o coiso não conseguirá dizer coisa com coisa.
        Todos os que não sejam completamente fanáticos perceberão a garsa que ele é e sobrarão para o nazista seus próprios fanáticos e os (infelizmente, muitos) acabrestados das igrejas neopentecostais.

  2. A situação é tão grave para a nação brasileira diante da ameaça fascista que caberia, a meu ver, negociar até o apoio a Haddad das lideranças mais esclarecidas do PSDB. A média argentina parece estar mais horrorizada que os blogs brasileiros de Esquerda, talvez por ser um povo muito mais politizado que o nosso:

    https://www.pagina12.com.ar/147062-nace-un-monstruo

  3. A agente fica discutindo em um local que não existe o mínimo de democracia.Só da Globo vezes que não há democracia só da Globo existe não há democracia hora

    1. Perfeito, alem dos incautos que votaram no “perverso”, no defensor da família, que por acaso tem “3 famílias”, vamos continuar nas “redes sociais”. Tem tantas verdades, que milhões de seus eleitores não conhecem sobre Bolsonaro, lembrando que os 2 candidatos ainda terão 10 minutos na TV e no Rádio, para se mostrarem como também, mostrarem seus Programas de Governos,…e Bolsonaro sabe disso, daí sempre ter mostrado tanto medo de um 2º turno. VAMOS Á LUTA ! AGORA É HADDAD E MANUELA, PARA A VOLTA DA DEMOCRACIA, PARA O BRASIL SER FELIZ DE NOVO !

  4. Temos que mostrar, imediatamente, todo o histórico de perversidades, que esse candidato propaga, e lembrando, que hoje, no Brasil, não temos de centro, ou é de esquerda, centro esquerda, ou ultra direita, e que existe milhões de eleitores de Bolsonaro, como verdadeiros “brasileiros do centro”, são os cidadãos que não se reconhecem de direita ou de esquerda, essa é uma grande parcela de eleitores, a ser trabalhada, na desconstrução do candidato Bolsonaro. VAMOS À LUTA ATÉ A VITÓRIA ! HADDAD/MANUELA-PELA VOLTA DA DEMOCRACIA ! PARA O BRASIL SER FELIZ DE NOVO !

  5. COMO PAULISTA AGRADEÇO MAIS UMA VEZ AOS NORDESTINOS AO FOLEGO DE ESPERANÇA E LUTA. ESSE SEGUNDO TURNO REPRESENTA A VIDA OU A MORTE DE UMA NAÇÃO. SERÁ UMA GUERRA LITERALMENTE E SE ESTIVERMOS DISPOSTOS A ENTRAR DE CORPO E ALMA NELA SALVAREMOS O BRASIL.ENTRISTECE CONSTATAR QUE FORAM OS POBRES QUE DERAM ESSES VOTOS AO NAZISTA JAIR BOLSONARO E É COM ELES QUE DEVEREMOS FALAR. QUEM TEM PARENTES QUE VOTARAM NESSE CANALHA CHEGUE AO OUVIDO E DIGA OU ELE OU EU!
    TEREMOS DEZ MINUTOS DIÁRIOS NA TELEVISÃO QUE METADE DESSE TEMPO SEJA PARA LEMBRAR AS FRASES DO NAZISTA,A HORA É DE BATER,BATER ATÉ A CACUNDA DO DEMÔNIO VIRAR BARRIGA.

    Estão com medo do que? Brancos e nulos foram mais de 30% e esses votos serão caçados pela nossa campanha mostrando o perigo que é o Nazista.

    1. Pare de dizer que foi o povo pobre que deu essa vitória ao Bolsonaro, pq vc ñ para de culpar o povo pobre? Cobre essa vitória da classe média, todos os odiosos do PT que votaram no Aécio, votaram no Bolso.

    2. Espantosa a entrevista do general Heleno na Band. Perguntado sobre a base de apoio no Congresso para governar e sobre os projetos do Não-Citável, ele respondeu dando graças pelo fato do povo mineiro ter impedido “aquela senhora Dilma Rousseff” de ser eleita para conspurcar o honorável Senado da República. Os canalhas que trabalharam para disseminar o ódio dos militares contra o partido político dos trabalhadores do Brasil, conseguiram seu intento. Seu rosto tremia de ódio quando falava da Dilma. Com militares como este, que votam tanto ódio a alguém honestíssima que só o bem do país desejou e por isso trabalhou intensamente e contribuiu grandemente, como haveremos de progredir? Com nossos militares escravizados por um ódio injustificável? Um ódio muitas vezes baseado só em fofocas de caserna? Um ódio que sanciona até meios condenáveis de ação política, na suposição de que seus fins os justificam? Os militares que têm se pronunciado publicamente são a cara de um passado de subordinação nacional, são a maior expressão de nosso subdesenvolvimento. Eles confundem tudo sob um ódio injustificável, eles foram levados a acreditar que existe um “Movimento Comunista Internacional” e que todo político nacionalista que luta pela soberania do país é comunista, e por isso não avançam intelectualmente. Quando tentam progredir, é sempre dentro de uma teia de teóricos de aluguel que os órgãos de propaganda do poder imperial teceram para eles. E eles se emaranham nela, com mil labirintos de confusão mental. Confundem o seu patriotismo com devoção suprema aos piratas do hemisfério Norte, e o afastam do verdadeiro nacionalismo.

    3. Concordo com praticamente tudo o que disse porque e o que também penso.
      Discordo, contudo, num ponto. Não vejo os pobres (pelo menos, por si sós) como responsáveis pelo grande índice de votos da Besta Nazifascista.
      Os pobres, como sempre, são os de mais fácil manipulação. E, mais do que nunca, estão nas mãos de mais patrões (aqueles que só pensam nos próprios lucros sem entender que destruir quem consome é, em última instância e na maioria dos casos, negar qualquer possibilidade de pujança a seu próprio negócio).
      Também estão nas mãos de um sem números de pastorecos vigaristas que muito falam em fé mas adoram a um único deus, o dinheiro, dinheiro que retiram à base de 10% (fora outras “doações espontâneas”) principalmente de quem mal ganha para se alimentar. Esses pastorecos têm forte poder de convencimento, e de acabrestamento, nas classes populares carentes e entendem e, sozinhos ou subordinados a megs organizações pseudorreligiosas, exploram essas carências para atender a duas próprias ganância.
      Junto conosco, os pobres serão igualmente vítima de um governo fascista que eventualmente ascenda ao poder.
      Mas o que incomoda mesmo é ver o grande índice de universitários e oós-graduados que preferem votar num fascista, o que faz concluir que títulos de graduação e de pós-graduação sempre servem para mostrar mas nrm sempre ensinam a pensar!

  6. AGORA BOLSONARO DERRETE ! Vamos á Luta, agora a eleição é outra, e continuamos nas “redes sociais”, como também temeremos os 2 candidatos para se mostrarem ao eleitorado brasileiro, e mostrarem seus Programas de Governo, portanto de nada adiantará Bolsonaro fugir dos debates eleitorais. Tanto é difícil para Bolsonaro, que quando, na boca de urna, os repórteres perguntavam se ele iria participar de debates no 2º turno, ele repetia como papagaio: “Tenho fé que não teremos 2º turno”,…ai que “meda” ! AGORA BOLSONARO DERRETE !

  7. O Nordeste, o Pará, e parte do Norte salvando mais uma vez o povo deste país lixo. Agradeço agora ser descendente de Nordestinos e morar no Pará. Que os imbecis do Sul e Sudeste vejam a luz e entendam que o coiso não tá nem aí pra eles, só quer ganhar dinheiro pra si. Mas não posso esperar muito. É lutar pra poder vencer essa guerra agora.

  8. Como paulista acostumado a ouvir de outros paulistas que nordestino não sabe votar ou vota por um prato de comida, envergonhado digo que quem elege Janaína, Joyce, Kim e Frota com votação estrondosa é que não sabe votar.
    Agradeço aos nordestinos por terem evitado, ao menos por enquanto, o mergulho na barbárie e nas trevas do fascismo.
    Por outro lado peço ao PT, ao candidato Haddad que não se posicione mais como candidato do Lula.
    Haddad deve ser visto como candidato da democracia, do estado de direito, da conciliação tão necessária neste momento.
    Que o PT não coloque acordos do tipo, eu faço e você adere.
    Há gente boa e bem intencionada de direita.
    Componham-se pensando no país e na nossa população.

  9. Haddad tem reais chances de fazer uma grande disputa e demarcar com firmeza o campo democratico, vencendo o segundo turno.
    O Bozo vai ter que sair da zona de conforto em que se encontra…..
    Mas como governar o Brasil com uma agenda de esquerda, olhando o perfil do congresso que foi eleito pelo voto BolsoNazi ?

  10. Caçador de Passarinho,

    Cara, não adianta !
    Duas coisas colocaram esta votação do Bolsonaro: o discurso do ódio e o anti-petismo.
    Para conquistar os votos necessários tem que desconstruir o anti-petismo, explorar o discurso de ódio do Bolsonaro não vai adiantar.

  11. Cenário só é existente no Rio de Janeiro, com Paes mais próximo do Haddad, mesmo assim, não creio que o DEM vá apoiá-lo. Candidatos de São Paulo e Minas vao brigar pra ver quem é mais herdeiro da lava-jato, nada de PT! Seria uma aberração pacto PSDB-PT, mas se for uma luta pela democracia, conceito vago no Brasil, quem sabe engolem. Hoje o PT queima o filme nesses dois estados. Dilma foi humilhada! Suplici humilhado. O facínora do filho de Bolsonaro foi o deputado federal mais votado da historia!!! E outras barbaridades no Sudeste. Caiado REELEITO no primeiro turno!!! Ai ai, pra chorar mesmo. E Lula não quis se exilar! Correr para uma embaixada, ele não vai sair NUNCA! E Dilma não quis fazer acordo! E o PT obedeceu a banca jurídica fazendo um STF do jeitinho que a direita gosta. A luta é da democracia versus o fascismo, vamos ver se outros setores sociais e burocráticos além da esquerda ‘acordam’, se não, vai ser democracia de farda governando para as elites e com a anuência do poder financeiro internacional. Não são eles que estão endireitando o mundo? Teremos um capitalismo selvagem, com escravos comprando produtos.

    1. Calma, sem Terror ! Essa é uma nova eleição, com muito mais politização, com muito mais conhecimento dos candidatos e de suas propostas, se não em debates, que o “perverso” vai tentar continuar fugindo, mas nos 10 minutos de Propaganda Eleitoral Obrigatória, bem como nas redes sociais. Vamos derreter os votos dos incautos que votaram no “vagabundo baderneiro”, com pretensão à Presidente do Brasil.

    2. Infelizmente eu creio que uma parte significativa do eleitorado deles não acompanhará seu voto mesmo que declarem apoio a Haddad. Subestimamos o antipetismo. Duvido muito que consigamos eleger Haddad. O eleitorado do fascista é imune ao debate e à discussão sobre ideias.

    3. Mamãe falei, Joyce Hasselmann, Kim Kataguri… eleitos! Essas 3 nulidades expressam bem a catarse desse povo sem noção.

  12. Agora é hora de de botar a bola no chão e tocar de lado até que o time recupere o emocional. Nada de ataques suicidas ainda. Recuperado o fôlego é organizar o time no ataque, marcando sobre pressão que eles entregam a rapadura. Vamos precisar de todos nesta luta!

  13. Fernando, uma análise excelente. Estamos hoje muito preocupados com esse resultado. Oxalá possamos convencer aos que votaram nulo pu em branco, do perigo que corremos se esse marginal e sua turba forem governar o país.
    O conteúdo do texto é muito bom, mas é preciso corrigir alguns trechos. Dê uma revisada. Obrigada.

  14. Senhores, somos de esquerda, mas temos que sair da bolha ´para que nossa análise se baseie em fatos e na realidade posta.
    1- O Alcance do Lula é grande, mas nem perto do que parecia ser.
    2- O alcance do Bolsonaro é muito, mas muito maior do que imaginávamos.
    3- Nenhum instituto de pesquisa é confiável (nem mesmo o Vox).
    4- A probabilidade de o Bolsonaro sair eleito é gigantesca porque seu eleitorado é imune ao racionalismo e ao debate.
    5- Há uma probabilidade imensa de boa parte dos apoiadores do Alckmin, Ciro e Marina migrarem para #elenão.
    6- As mulheres estão bem mais divididas do que parecia. O antipetismo é tão ou mais forte do que o #elenão.
    7- Não sei se apoiar Ciro teria mudado algo na medida em que a associação com o PT traria muitos votos a ele, mas tiraria outros que hoje estão com ele.
    8- Os grandes derrotados nessa eleição foram os institutos de pesquisa, o PT e o PSDB.

    Eu trabalho na área da educação e fico horrorizado com a quantidade de professores que apoiam Bolsonaro. Parece que vivemos a autofagia onde Pretos, mulheres e professores apoiam seu algoz. Talvez os únicos imunes a esse processo sejam os LGBTs.

  15. Brito, admiro muito o blog, mas você já falou para anotar que Ciro não teria nem 3%.
    Falou que Bolsonaro jamais teria mais de 40%.
    Disse que a estratégia de Lula era genial. Que ele entende o povo. Que havia um movimento claro no subterrâneo.
    Quando você, tão objetivo e sagaz nas demais análises, vai ser capaz de reconhecer os erros políticos gigantes de Lula no ano de 2018?
    O PT deu gás pra essa onda bolsonarista insistindo em uma candidatura própria, que deu a única arma capaz de inflar Bolsonaro, que foi o antipetismo. Sem isso estaria limitado aos seus 20%.
    Você concorda? Ou ainda acha que o PT está com essa bola toda? Qual a razão você enxerga para o PT não ter ganhado em um único município no RJ inteiro?

    1. Pois achei que parte do seu eleitorado fluiria para Haddad. Não aconteceu, creio que em grande parte porque teve um resultado forte no Ceará (2 milhões de votos) pelo fato de que Haddad não tinha lá o carisma de Lula e, no sul-sudeste recebeu votos de gente que não queria votar Bolsonaro mas tinha resistências ao PT. Não sou Deus, erro e espero errar sempre se a realidade for melhor do que o que espero.

  16. Quem perde de fato nestas eleições é a globo, que não quis bater no Hitler subdesenvolvido, e levou uma bola nas costas no último dia, com o fascista dizendo que vai mandar toda a verba publicitária do seu governo para a Record, que deu de graça para ele espaço ilimitado no dia do debate na globo, entrevista irregular e ilegal.

  17. Li no portal da folha de São Paulo agora: “Bolsonaro puxa partidos nanicos de forma inédita”.
    Hummmm! Tô sabendo….

  18. Parabéns a todos os envolvidos pela acachapante derrota da esquerda. Unidos venceremos! Vai ser a última vez em minha vida que vou digitar 13, depois, nunca mais!

  19. A intenção do Fascista é baratear a mão-de-obra do trabalhador brasileiro, no intuito de satisfazer multinacionais que tem interesse em se instalar aqui para explorar o trabalho e aumentar seus lucros. Seremos uma grande Bangladesh Fascista.

  20. Magistral análise do momento político Fernando Brito. Como bem definida, esse movimento fascista e farsante, que surpreendentemente tomou fôlego na reta final da campanha é, muito bem definido, como uma “onda”, e toda ela, mesmo as dos perigosos tsunamis, chega, se arrebenta, causa sua destruição, e depois reffui de volta para o seu local de origem.
    Acho que pelas proporções que esse tsunami fascista e farsante tomou, e o estrago que já causou, e vem causando no tecido social e cultural do Brasil, fará as vítimas, e tb muitos dos que surfaram nessa “onda”, a repensarem se vale a pena ficar esperando a próxima.. Ou sair correndo para um “lugar” mais seguro. Quem viver verá!.

  21. O PT vence todas as eleições em segunda turno se mostrando mais à esquerda, ainda mais com um desgoverno Temer tão mal avaliado e com eleitores querendo algo contra esse sistema (injusto socialmente). Como faz falta um João Santana para orientar a campanha do PT. E como o Bozo consegue entender o que o eleitorado quer (acabar com o toma lá dá cá, contra as negociações por partidos – principalmente do Centrão/Direitão/Golpistas)… Basta o PT entender isso que poderá desmascarar o Bobo da Corte e se coloca como um partido que vai buscar se voltar aos mais necessitados, maioria e que vai fazer muito o que não fez em seus governos (e que revolta a população, como as reformas tributária, reforma bancária, etc).

  22. Esses idiotas lobotomizados insistem que o Brasil se criar uma situação semelhante à Venezuela se Haddad vencer. Isso é uma declaração da intenção deles se perderem. Obedecem aos mesmos patrões e não se importam em destruir o país.
    Se por acaso vencer o candidato do fascismo teremos uma situação com muitos dos traços da Coréia do Norte, com um maluco despreparado no comando, sustentado pelo alto estamento do exército, inaugurando (com seus 3 filhos que só tem o sobrenome e a truculência a ofertar) uma dinastia de malucos extremistas que se engalfinharão para sucedê-lo.

  23. Desculpe, mas nós já perdemos mesmo se o Haddad vencer, o que já é difícil.
    Nós já perdemos quando alguém manda para um judeu uma foto do Bozonaro com um cara fantasiado de Hitler, ou do filho do Bolsonaro com supremacistas brancos americanos e este judeu manda uma foto do Haddad com um homem com uma túnica árabe, como se isso fosse o pior dos pecados.
    Nós já perdemos quando precisamos explicar que o maior ídolo do Bozonaro é o Ulstra, dito pelo próprio na Câmara federal. Uma pessoa que tem como ídolo o Ulstra que comandava um centro de torturas, onde despiam as mulheres e liberava as solteiras presas para o estupro, e que amarrava as que tinham filhos na cadeira do dragão e já cobertas de chagas recebiam seus filhos pequenos que viam suas mães neste estado enquanto um guarda tinha a mão pousada nas cabeças das crianças.
    Nós já perdemos, mesmo se ganhármos., mas nós já perdemos mesmo se o Haddad vencer, o que já é difícil.
    Nós já perdemos quando alguém manda para um judeu uma foto do Bozonaro com um cara fantasiado de Hitler, ou do filho do Bolsonaro com supremacistas brancos americanos e este judeu manda uma foto do Haddad com um homem com uma túnica árabe, como se isso fosse o pior dos pecados.
    Nós já perdemos quando precisamos explicar que o maior ídolo do Bozonaro é o Ulstra, dito pelo próprio na Câmara federal. Uma pessoa que tem como ídolo o Ulstra que comandava um centro de torturas, onde despiam as mulheres e liberava as solteiras presas para o estupro, e que amarrava as que tinham filhos na cadeira do dragão e já cobertas de chagas recebiam seus filhos pequenos que viam suas mães neste estado enquanto um guarda tinha a mão pousada nas cabeças das crianças.
    Nós já perdemos, mesmo se ganhármos.

  24. Sou paulista do interior e votei 13, eu e minha familia.
    Vamos agradecer aos irmãos do nordeste pelo combate ao fascismo.

  25. Mais ao centro do que Haddad colocou-se durante a campanha? Impossível. Na verdade a questão é outra o PT deve-se centrar, com outro sentido:
    1 – Desmascarar o entreguismo do Bolsonaro, e apresentar um programa claramente nacionalista.
    2 – Apresentar medidas de gestão, não jurídicas, para evitar a corrupção no sistema estatal, e encarar a discussão sobre a corrupção. Isto significa acabar com a história de “nós é que implantamos as leis anticorrupção”. Estas leis só foram usadas contra o PT e contra o Lula.

  26. Outro problema é que o congresso adquiriu um perfil bem mais conservador!!
    Isso irá dificultar uma gestão Haddad.

  27. Meu Nordeste nunca negou fogo ! ,,no 2 º turno, vai ser pau nesse fascista !
    Alô conterrâneos do MA-PI-CE-RN-PB-PE-AL-SE e BA….é pau nesse nojento !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *