Degradação de Bolsonaro se agrava, mas apoio não diminui

A pesquisa publicada há pouco pelo Poder360 é mais uma que confirma duas tendências: apesar da imagem de Bolsonaro estar se degradando a olhos vistos, sua base de apoio não diminui.

O resultado disto – e, se houver novos totais da pesquisa a serem revelados – é que não se abala a devastação que o bolsonarismo faz na parte da centro direita que, tendo o apoiado em 2018 agora dissente e rejeita o seu comando, se vê sem rumo mas segue à espera de um milagre, que lhe faça surgir um nome eleitoralmente viável em 2022.

A rigor, esta direita procura uma alternativa desde 2018, sem sucesso. Nada leva a crer que vá ter esta solução em 2022, mesmo num quadro de degradação de Bolsonaro.

Se não consegue mais manter a maioria, Bolsonaro, como há tempos se diz aqui, conserva o suficiente para ser o imperador da direita.

E esta, incrivelmente, não consegue compreender que é ele e não a esquerda, o seu algoz.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email