Depoimento de Valeixo derruba Moro. Só lhe resta o vídeo

Li, agora cedo, os termos das declarações do ex-diretor da PF. Maurício Valeixo, colhidas no inquérito que apura intromissão ilegal de Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

E a conclusão é a de que Sérgio Moro está cada vez mais “pendurado” no vídeo da sessão de horrores grotescos da reunião ministerial do dia 22 de abril, onde o clima de botequim comandado pelo “Coiso” se explicitaria de forma constrangedora.

Porque do depoimento de Valeixo não sai nada que possa comprometer Bolsonaro, vejam:

Perguntado: Qual é sua definição de interferência política na Polícia Federal?, respondeu QUE para o depoente a partir do momento em que há uma indicação com interesse sobre uma investigação específica, estaria caracterizada uma interferência política, o que não ocorreu em nenhum momento sobre o ponto de vista do depoente;
QUE em duas oportunidades, uma presencialmente, outra pelo telefone, o Presidente da República teria dito ao depoente que gostaria de nomear ao cargo de Diretor Geral alguém que tivesse maior afinidade, não apresentando nenhum problema com o depoente;
QUE foi esclarecido pelo Presidente que não havia nenhum problema contra a pessoa do depoente;
QUE o depoente registra que o presidente nunca tratou diretamente com ele sobre a troca de superintendentes, nem nunca lhe pediu relatórios de inteligência ou informações sobre investigações ou inquéritos Policiais;
(…)
Perguntado: Dr. Valeixo, na visita que o senhor fez ao Palácio do Planalto, na qual foi feita uma apresentação sobre o caso Adélio, o senhor confirma que o Presidente da República não esboçou nenhuma contrariedade expressa sobre a apresentação dos trabalhos investigativos?, respondeu que o Presidente não manifestou qualquer contrariedade naquela oportunidade;
Perguntado: Dr. Valeixo, a tentativa do Ministro Moro em lhe aproximar do Presidente da República, em agosto de 2019, tinha qual finalidade?, respondeu que quem poderia prestar maiores esclarecimentos a esse respeito seria o ex-Ministro Moro, mas que o depoente compreendeu que o objetivo era criar uma relação de proximidade entre o Diretor Geral e o Presidente da República.

Embora Valeixo evidentemente saiba qual é o interesse de Bolsonaro na Superintendência do Rio de Janeiro, não quis ou não pôde, por falta de provas, falar qual era.

Como Moro também não disse, o que há, até agora, é uma “interferência” de Bolsonaro em relação à qual ninguém aponta o motivo. E que, portanto, fica apenas como opinião.

É por isso que o vídeo – ou ao menos sua transcrição – vai “vazar”.

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

21 respostas

  1. Resumindo, as provas prometidas pelo JUIZ LADRÃO não serão exibidas por comprometê-lo juntamente do BOSTA..

    1. No mínimo Sejumoro pode ser acusado de prevaricação, já que, sabendo das irregularidade, não as denunciou e passou o pano.

      1. Exato. E com o seu grau baixíssimo de perspicácia, habituado à boa vontade da mídia com os seus achismos, pensou que poderia ficar só no papo furado para a Globo até que sua versão colasse. Ao menos, se não nos livrarmos já do Bozo, vamos assistir à completa desmoralização desse juizeco criminoso.

      2. E participe. Interferiu na PF, calou-se nas rachadinhas, na investigação do assassinato da Marielle e do miliciano Adriano, na fuga do Queiroz ( onde está Queiroz?), no processo de corrupção na Hidrelétrica de ITAIPU, nas milícias do RJ…

    1. O Lula virou uma espécie de coringa: quando a coisa aperta para o lado deles é só colocar o Lula no olho do furacão!

      1. É o equivalente ao capeta dos pastores neopentecostais.

        Eles precisam do capeta vivo, senão a empresa, digo, igreja deles acaba.

        Por isso Lula foi solto.

        Créditos ao Rubem Gonzalez sobre a perspicaz observação.

    2. A vida dele está difícil. As provas estão no telefone, mas ele não aceitou provas assim qdo juiz ladrão. Se tiver que usá-las e houver reconhecidas como provas o processo contra Lula será anulado pois provam sua parcialidade e intromissões no processo, na PF e MP. Não terão como fugir disso. Ou ele será preso ( Bozo não perdoará). Poderão tentar prender o Lula, mas nessa tempestade terão coragem? Sei que vivemos num hospício, mas terão coragem de jogar gasolina na fogueira?

  2. Brito e leitores,

    O telecatch estrelado por esses canastrões é pastelão a não mais poder. O golpe é com a gangue lavajateira, com o STF, com a milicalha, com as oligarquias tupiniquins, com tudo. O alto comando internacional do golpe é do Deep State estadunidense, finança transnacional e oligarquias dos países centrais. Tanto o chefe quanto os subordinados da gangue lavajateira estão sendo fritos desde junho do ano passado. Ou o editor do blog e seus atilados leitores não perceberam que o “limited hangout” (apud Pepe Escobar), o empregado do bilionário franco-estadunidense Pierre Ommydiar, há mais de uma década residente em Pindorama, o interceptador Glenn Grenwald, recebeu ordens para deflagrar uma operação controlada, minando a credibilidade dos integrantes da ORCRIM Fraude a Jato? O sistema judiciário, há um ano, foi oficialmente substituído pela milicalha (de farda ou pijama) como operador local do golpe. Bozo não cai enquanto Trump ocupar a Casa Branca. Assim que Joe Biden o substituir, a milicalha golpista, vira-latas e entreguista de Pindorama dá um jeito de remover o tenente miliciano e sua gangue, do Palácio do Planalto.

  3. Moro é tudo, menos bobo. Quando ficar apertado, ele entrega a rapadura. Se não, o candidato a ministro do STF vai pedir o indiciamento por denunciação caluniosa. Simples assim!

  4. Vocês acham que vai aparecer alguma coisa nesse vídeo comprometedora para o Bozo ???
    Como se diz: É RUIMMMMMMMMM

  5. Parece que o nível do português falado pelos manda-chuvas da PF é igual ao do Conje, bem ruinzinho. Ou o responsável pela transcrição não percebe a diferença entre “sob” e “sobre”. Mas, enfim…vamos ao que interessa. O sr. Valeixo, como era esperado, procurou livrar sua própria cara ao dizer que Bolsonaro não tinha nada contra a sua pessoa, blá, blá, blá. E ninguém lhe perguntou o óbvio, ou o que seria a tal “afinidade” mencionada por Bozo ao depoente. Tagarela como é, duvido muito que o capitão não tenha discorrido largamente sobre o tema. Conclusão: a turma de Curitiba deveria dispensar a Moro e a Valeixo o mesmo tratamento que dispensou aos empresários e políticos durante a lava-jato: jogar os dois na cadeia até que resolvessem fazer uma “delação premiada” contra o presidente.

  6. Moro e Bozo – anexo seus capachos – trabalham contra o Brasil e a favor dos interesses dos Bandidos Unidos.
    Moro até que tem muita vontade de acabar com Bozo, mas não obteve permissão do patrão maior que também tem muito interesse nos serviços do capitão. Assim, mesmo que alopre, Moro não consegue prejudicar Bozo sem também “sifu”.
    Então, tendência é Aras se omitir contra Moro e não fazer nada contra Bozo por falta de indícios mínimos (coitado de Lula!).
    Se a coisa pegar muito, aí farão como já disseram aqui: Lula vai pro olho do furacão.

  7. Ontem vi um filme na Netflix, que recomendo – “Tucker, Um Homem, Seu Sonho”.

    É a história de um sujeito que quis fazer um carro moderníssimo para a época, e que foi sabotado pelas grandes de Detroit, através de senadores corruptos, juízes e promotores comprados, até a SEC (a CVM de lá) participou.

    Já deve ser a quarta vez que vi o filme (a primeira foi na estreia, em 1989).

    A diferença é que agora passei o tempo todo me lembrando da Farsa a Jato (Moro, Dallagnol, Thompson Flores, Globo).

  8. Tenho a impressão que NADA vai acontecer e o COISO vai continuar com seu desgoverno de MATANÇA, passeando e rindo de nossa cara. Quando a meta de 30 mil mortos for atingida, ele dobra a meta. Minha única esperança, por mais maluquice que possa parecer, é que a globo derrube o COISO. As únicas emissoras que vejo dando a real contra o COISO são a Globo e a TVT. Quando alguém como Felipe Neto, por exemplo, que atinge um grande público jovem, se arrepende e se volta contra o COISO, é durante criticado pela esquerda. Isso não poderia acontecer. Toda ajuda é bem vinda neste momento horroroso.

  9. Moro, acostumado com ” não tenho provas, só convicção”, está numa encruzilhada de várias estradas. No meu entendimento saiu tarde do barco fascista, lançado ao mar do ódio que criou com a ajuda do PSDB é mídias. Ao entregar o cargo de juiz ficou refém da nau que embarcou, perdeu a proteção que o cargo e o corporativismo lhes davam. Hoje sobra apenas a Globo, que o descartará se não mostrar futuro. Há vários pretendentes a escolhido para 2022. Moro achou-se maior que a realidade, assim como fez Eduardo Cunha descartado depois do golpe. Achava que: (1) saindo o impeachment aconteceria, assumiria Mourão necessitando de todo apoio midiático, ele seria indicado ao STF ( aposentadoria … e candidatura a Presidência em 2022), mas Mourão não é um traidor como Temer& corja; (2) faria as pazes com…Bozo e voltaria como herói que não se dobra ( pazes com fascistas? Candidato em 2022? Surtou!); (3) que sua vida seria fácil, sem problemas, a PF e o MP o ajudariam ( todos calados…não há Janot na PGR , a PF dobrou-se …); (4) mas ainda há bolsa de estudos nos steites…trabalho feito, fatura paga. Já imaginaram Moro preso preventivamente, ou procurado como fugitivo,? Há a terra plana…

    1. Desta vez ele deve ter provas. Mas se apresentá-las se auto-incrimina junto com o bozo.
      Além disso tem o risco de vida por mexer com os interesses da milícia. Ou você acha que ele falou em ter uma “garantia” assim do nada.

  10. A articulação pesada já começou. A Globo, está atacando Bolsonaro, inclusive entrevistando membros do PT.
    Será que irá superar as 180 horas que dedicou a manipular a população contra Lula!? Espero que sim, afinal é responsável por esse inferno todo desde o golpe, então, que lute.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.