Deputado que ameaçou Jandira responde por guarda de munição pesada. No total, 1440 balas, só…

magnum

Alberto Fraga, deputado do DEM que disse que Jandira Feghalli deveria “apanhar como homem” foi poupado, no noticiário, de seu currículo “pacifista”.

O Globo o divulgou:

“Fraga, ex-policial, foi o deputado mais votado no DF. Ele é réu em ação de improbidade, em ação penal por peculato, é investigado por crime previsto na Lei de Licitações e já foi condenado por porte ilegal de armas. O deputado já exerceu o cargo na Câmara, ocasião em que foi acusado de remunerar a empregada com recursos da Casa. No exercício da atividade policial, foi acusado de homicídio”.

Há dois meses, chegou ao STF o processo em que Fraga foi condenado, porque tem foro privilegiado.

Não pense que foi por ter um revólver calibre 38 sem registro, não.

A arma era um Magnum 357,  “primo” daquele “canhão de bolso” do policial Dirty Harry, para quem viu os filmes dos anos 70, que não é arma de porte permitida.

Alem dos seis cartuchos que o municiavam, Fraga tinha num quarto de hotel outras 46 balas para esta arma, mais 145 de calibre 9 mm e 92 de .40, todas de uso restrito às Forças Armadas.

E mais, pasmem 1.112 projéteis  de calibre “legal”.

1440 projéteis, no total.

Quem tem porte de arma legal, segundo portaria do Ministério da Defesa, pode comprar 50 munições por ano.

Para chegar às 1.400 munições apreendidas, era preciso que o Dr. Fraga tenha comprado toda a cota durante 28 anos, sem gastar uma balinha que fosse, nem que fosse para atirar em latas velhas ou garrafas.

Porque alguém teria tamanho paiol de munição?

Alberto Fraga diz que a frase foi “retórica”.

Considerando o tipo de argumentos que o deputado acumula, queira Deus que seja.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

34 respostas

  1. Em primeiro lugar, parabéns pela grande vitória do PT na primeira votação do Plano Dilma. Quanto à fala do deputado, não se pode retirá-la do contexto. Ele disse que mulher que quer bater como homem deve também apanhar como um. O que pode não ser muito cavalheiresco, mas não tem o sentido dado acima.

    1. Justamente pela necessidade de não fugir do contexto, Ernesto, é preciso notar que o “bater” no caso da deputada, é no sentido figurado, um bater com palavras, de bater de frente no discurso, porém o “apanhar” não tem nadinha de figurado, a deputada foi agredida fisicamente mesmo, agarrada e empurrada, e não há como negar, pode-se ver na filmagem.
      Não é uma questão de ser pouco cavalheiresco, e sim de ser demasiado calhorda.

  2. CÃO DO MATO
    by Ramiro Conceição

    Nunca dormiu cedo.
    Foi pó pra todo lado.
    Era “Cão do Mato” na selva,
    o Maiquil Jackson da Silva:

    aos quinze matou cinco;
    aos dezesseis mais seis;
    aos dezessete foi tatuado
    com o calor de 10 balaços;
    e latiu… Pela última vez.

    Mas… Quem foi o culpado?

    1. BIG-BANG
      by Ramiro Conceição

      Construímos casas,
      condomínios, partidos,
      vielas, fábricas e favelas.
      Construímos casamentos,
      tormentos, fortalezas,
      igrejas e testamentos.

      Construímos aldeias,
      ideias e cadeias.
      Construímos o mundo…
      Contudo tudo é nômade
      qual o canto profundo
      do Big-Bang ao fundo…

      Saber pouco é danoso,
      mas muito é perigoso!
      Então o que saber
      do quê que não se vê?

      Ora, a vida revelada!
      Quem nasceu? Quem morreu?

      Quem sofre? Quem ama? Quem clama?
      Quem dorme com as flores na cama?

      Quem tem à noite metralhadoras nas ramas?
      Quem brilha? Quem cintila? Quem brinca?

      Quem está ensolarado, num dia nublado?
      Quem sabe que nunca saberá
      pois sempre haverá um “mas”

      que muda tudo? Quem, mesmo
      com medo…, inventa o lúdico?

      1. Aonde está o Amor
        muito além da Globo?

        ANTÍLOPE ENAMORADO
        by Ramiro Conceição

        Houve antes.
        Existe agora.
        Haverá depois.

        Meu amor,
        por favor, aviva-te!
        O sagrado da vida
        é o incerto que nos habita.

        Na rua das castanheiras,
        namoro o amor que mora.
        Lá, rio, choro e te devoro.

        Quando o amor nos beija,
        enfeitadas são com véus
        as castanheiras…do céu.

        Agora existe,
        na planície,
        uma açucena, uma candura
        com a nossa envergadura.

        Preciso de ti
        porque canta
        a castanheira
        ao bem-te-vi.

        O que será de mim quando
        porventura o teu sorriso passear
        qual mar que leva um bardo à vela
        grávido à fundura do amor bendito,
        qual o antílope enamorado a farejar
        no orvalho o sonho de um perfume?

        Meu amor… quando da despedida,
        sejamos somente sementes à vida:
        dádivas de lágrimas ao encontro com as marés
        de onde viemos ? e das quais ressuscitaremos
        estelares.

  3. “Os homens que não amavam as mulheres”.
    Esses pelegos da elite não me surpreendem mais…
    certeza que não vão ser hostilizados pela mídia de massa, anula os freios e contra-pesos morais e emocionais,
    reagem e agem conforme seus instintos perversos, sem travas…

    sem o impulso da “opinião pública”, nada nesse país é punível…, quando até o Governo e uma parlamentar são vítimas desse modelo de ódio e justiça seletiva…
    evidencia uma sociedade doente e moribunda…, triste.

    1. Acho que estamos entrando na era das trevas. Temos que nos preparar para tempos muito ruins. A direita mais retrógrada, está mostrando as garras. Sinto muito, mas a nossa querida mídia é que construiu isso, aos poucos, mas infelizmente contruiu uma sociedade doente, talvez para entregar mais facilmente o nosso país. Só tem um agente que mudaria tudo isso. O povão. O povão mesmo, dos fundões.

  4. Caro “Tijolaço”….Be Careful!!! Tenha cuidado!!! Este Braga não-é-flor-que-se-cheire!!! Tem “esquemas” paramilitares na jogada…É fã de uma limpeza étnica a los três “p`s”: preto, pobre e petista!!!
    Idolatrado pela servidores públicos de classe mé(r)dia de Brasília (isto é: muitos grileiros de terras, invasores de áreas públicas, fraudadores de folha de ponto, “pioneiros” em cargos apadrinhados!!!)

    Não se exponha à sanha desse troglodita das armas!!!

  5. Esse deputado é mais um larápio que recorreu à função de parlamentar para garantir sua impunidade, aliás, como tem um monte de policiais e militares corruptos que se ingressam na politica para continuar cometendo malfeitos e fugir da justiça.

  6. O ilustre deputado Alberto Fraga seria o pistoleiro de Brasília?

    Como deputado do udenista DEM ele já atirou nos direitos trabalhistas ao votar na Terceirização.

    Acredito que ele falou com sinceridade quando disse o que disse sobre a deputada Jandira Feghali.

    Seria melhor a deputada comunista pedir proteção policial, né ilustre deputado Alberto Fraga!

  7. Quem poderia imaginar que em pleno Sec.XXI existiria um país cujo legislativo luta bravamente para retornar ao Sec.XIII!
    A extrema direita se esquece que seu filhos e netos é que serão os escravos das idéias e das leis que defendem hoje.

  8. Ele foi eleito provavelmente com sensacionalismo de bravata que muitos policiais ou delegados aplicam ao povo ingenuo por esse Brasil, que com todo respeito é uma taba de índio, com todo respeito aos índios porque são puros ingenuos.

  9. E a tal da lei da ficha limpa não vale nesses casos? Ou é valido somente p/ quem tiver ideias socialistas.

  10. Ainda bem que a Jandira escapou com vida.

    No Congresso há bandidos mais perigosos( e causadores de muitos maiores danos à sociedade ) que os que estão nas penitenciárias.

  11. Fico pensando se a justiça de uma hora para outra começar a funcionar, quantos parlamentares vão restar no congresso?

    1. Se, e quando, funcionar, eles já serão milionários respeitáveis, verdadeiros varões de Plutarco, contando historinhas pros bisnetos.

  12. Como perguntado acima : e a lei da ficha limpa não valeu pra ele, com todos esses processos nas costas ??????
    Muito estranho …

  13. Minha dúvida hoje é se o Congresso Nacional transformou-se em um presídio, Congresso da PAPUDA, se é um covil de delinquentes praticantes de crimes hediondos, ou se é uma célula da Camorra italiana? E Lula que achava que eram só uns trezentos picaretas, quanta inocência!

    1. Tá vendo porque votaram rapidinho a PEC da Bengala? Os ministros ganham mais cinco anos de poder e os deputados bandidos têm seus processos arquivados, simples assim.

  14. Não tem mais a exigência do tal “decoro” no Congresso? Agora apareceu mais um valentão alá Bolsonaro.

  15. O deputado quer seus 15 min de fama. ta louco para passar o Bolsonaro e o Feliciano para trás. Ele é marqueteiro,sabe que da voto o discurso do ódio e anti-PT. Amigado do Arruda (aquele da caixa de Pandora), tem muito à explicar…

  16. Que exagero de vcs. Para mim, é óbvio: O cara é colecionador. Uma quantidade desta é injustificável a não ser que seja com o objetivo de colecionar, estudar, e expor tais artefatos.

    Atc
    Dilter Folha

  17. Alberto Fraga é bandido, matador e corrupto foi pego no esquema do ex-governador do DF, José Roberto Arruda, não sei como um canalha desse pode ser candidato a deputado. Esse cara deveria era está preso e ter seus direitos políticos cassados por um bom período, além disso é do tipo de espancar mulher.Por pouco não partiu para cima da Jandira tal sua ira estampada em seu rosto de brucutu.

  18. Como alguém com tamanha folha corrida é considerado “ficha limpa”. Coisas que o TSE tem que explicar ao povo. Visto isto, os “réus” da AP470 com certeza podem ser considerados PERSEGUIDOS POLÍTICOS. Em qualquer pais com justiça séria este julgamento “encomendado” seria revisto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.