General Girão é o Mourão da Câmara: quer prender ministros do STF

Não sem, antes, um gesto explícito de sabujismo, ao sugerir que o filho de Jair Bolsonaro, Eduardo, seja indicado presidente da Câmara dos Deputados, o general Eliéser Girão, eleito pelo PSL do Rio Grande do Norte, no Estadão de hoje, já começa a mostrar aos juízes que abriram as portas para essa gente o futuro que lhes aguarda.

Girão, considerado próximo ao general Augusto Heleno, provável Ministro da Defesa, diz o jornal, “defendeu o
impeachment e a prisão de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) responsáveis pela libertação de
políticos acusa dos de corrupção, como o ex-deputado José Dirceu (PT) e os ex-governadores do Paraná Beto
Richa (PSDB) e de Goiás, Marconi Perillo (PSDB).

Segundo ele, “o impeachment de vários ministros” se insere em um “plano de moralização das instituições da República”. “Não tem negociação com quem se vendeu para o mecanismo”, escreveu em sua conta no Twitter, em referência à série da Netflix sobre a Lava Jato. “Destituição e prisão”, completou.

Depois do ‘autogolpe’ do General Mourão, agora a ‘destituição e prisão’ by Girão.

Está achando ‘folclórico’? Pois saiba que mesmo com uma maioria subserviente à ditadura de 1964, três de seus ministros foram cassados e mais dois levados a deixarem o cargo.

E os tolinhos achando que as instituições estão seguras e é hora para ir fazendo planos para 2022.

Os únicos que parece prováveis, assim, são os de Sérgio Moro ir para a a Corte Suprema.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

35 respostas

  1. Estamos apenas no desfecho de um processo de lavagem cerebral, como todos já debatemos aqui nos últimos cinco anos, que teve objetivo de destruir o PT e acabou destruindo o Brasil.
    Agora só milagre.

    1. Imagine se esse general soubesse que o José Dirceu é inocente. Morreria de apoplexia, se soubesse enfim que José Dirceu é completamente inocente de tudo o que foi acusado e condenado, sem provas e por estranhas convicções. O que acontece é que o general está recebendo os bafios nostálgicos de um anti-comunismo paranóico que embalou seus dias nos anos setenta.

      1. General de pijama é uma praga…da qual nunca nos livramos porque não os botamos no banco dos réus. Vírus e bactérias são assim, se não houver uma bela obra de saneamento básico eles voltam e voltam e voltam…

      2. Trata-se de uma geração (assim como o boçal) que formou-se sob o governo Médici com suas lições de autoritarismo, mas que ficou frustrada com a abertura.

        Não por acaso, certa vez navegando por sites obscuros da internet, constatei que Geisel não é uma unanimidade nesse meio.

        Eles tiveram que se enquadrar com os comandantes-em-chefe constitucionais, como Collor, Itamar, FHC, Lula e Dilma.

        Agora querem um tempo de desforra.

        1. Quem era tenente no Collor hoje é coronel ja preparando pijama ou alguns esperando pra ser general e ficar mais 10 ate 20 anos mais (17 anos) quando atinge 70 anos.

          1. Mas esses tenentes do Collor foram aspirantes no governo Sarney, ou seja, a coisa já estava num processo de distensão.

      3. Bolsonaro se tivesse permanecido no exército seria general em 2006 ou 2007. Traduzindo nao seria general.

  2. Hoje alguém de bom senso ainda tem dúvidas de que Teori Zavascki, assim como Eduardo Campos foram vítimas de atentados, planejados e executados sob o comando do Deep State estadunidense e com a anuência dos militares e setores de espionagem e inteligência, daqui e do exterior? Liguem os pontos e se perguntem acerca das mortes dos líderes de movimentos sociais, assim como dos prefeitos de Campinas e Santo André (Toninho do PT e Celso Daniel), ocorridos entre setembro de 2001 e janeiro de 2002.

    Desde o golpe de 2016 o Brasil já é governado por uma junta militar. Michel Temer e as quadrilhas que o acompanham seguem as ordens de generais, como Sérgio Etchegoyen. O ministério da defesa é ocupado por uma general, Joaquim Luna e Silva; o STF já é presidido pelo general Fernando De Azevedo e Silva. Os generais Augusto Heleno, Hamilton Mourão e Paulo Chagas também dão cartas no governam e dão ordens ao MPF e ao STF. O general Villas Bôas, hoje doente numa cadeira de rodas, é apenas o porta-voz menos boquirroto desses gorilas de farda que chegara ao generalato. O ex-capitão, hoje oficialmente candidato presidencial, é um bunda-suja, desqualificado, boquirroto, mas que tem votos. Passada a eleição farsesca e fraudulenta, esse ex-capitão será defenestrado; não tenham dúvidas disso. No meio militar capitão JAMAIS dá ordens a generais.

  3. Eu também quero mas por rasgarem a constituição por prenderem inocentes,vou além; quero a decapitação.

  4. Coitada da Regina Duarte. Em sua cabecinha, o Bolsonaro é igual aos outros adversários do PT, como o Serra, o Alckmin e o Aécio…

    1. Ela sabe bem qual é a diferença, em sua cabeça o bozo virá pra melhor. Porque ela é agora proprietária de terras, virou mulher de ruralista que está em pé de guerra com os índios e quer alguém que extermine todas as tribos possíveis sem que haja ativismo para defende-los. Sem Ibama nem Ministério do Meio Ambiente e com os religiosos do CIMI sob total opressão. Essa criatura passou a ser a namoradinha da bancada ruralista, é uma fdp de primeira linha.

      Se depender dessa gente, os únicos índios vivos serão usados como decoração e criadagem em suas fazendas, fazendo cestinhas e servindo cocada ao sinhozinho assim como farão os bisnetos dos negros escravos.

  5. Seria divertido pensar na destituição e talvez prisão dos canalhas do Judiciário, a começar pelo STF ex-da Carminha e atual do Dias Toffoli, se não fosse trágico demais. De todo modo, acho que Moro não vai pra lá…os atuais candidatos a golpistas são bem mais xucros do que a turma do Temer, não estão nem aí com os holofotes da falecida Globo e com certeza não vão querer dar corda ao aprendiz de fascistinha cheio de vaidade e empáfia.

    Deverão escolher gente bem mais submissa, pouco conhecida, facilmente manobrável e descartável, o que não podem esperar do prepotente curitibano. Quero ver daqui a dois anos alguém ainda ter a coragem de falar do “aparelhamento” das instituições pelo PT…hahahahahaha vão morrer de saudades do Lula e até da Dilminha.

    1. Se essa milicada fosse realmente nacionalista, Moro deveria ser preso por traição. Esse agente da CIA destruiu a economia do país.

      Ele já fez seu trabalho sujo para o golpe, agora não tem mais serventia.

  6. O que está acontecendo é mais uma vez ,nada que não pudesse ser evitado , e por isso, nada que não seja merecido.

  7. Os juízes e ministros não sobreviverão ao bolsonarismo. Não se sabe o que a Globo está esperando. Ela deveria saber que não há negociação possível com o bolsonarismo, porque ele transborda de ódio e a mentira para ele é apenas uma estratégia, não é uma quebra de compromisso. Globo, o tempo está passando. Bem que alguém disse certa vez que ainda sentiremos saudades da Globo.

  8. Não se pode negar de que quando o assunto é aparelhamento das instituições, os militares têm imenso know-how. Era no judiciário, faculdades, estatais, inúmeros órgãos públicos.

    Mais um tópico da série “acuse-os daquilo que você vai fazer”. Passamos mais de uma década ouvindo a acusação de que o PT aparelhava as instituições – boa parte vindo de militares de pijama. Fosse verdade, Lula (e tantos outros petistas) não estavam presos.

    1. A diferença é que os generais dos anos 1960 ao menos sabiam ler e escrever…ou pelo menos alguns deles. Agora estaremos nas mãos dos estrelados mais toscos do planeta…nenhum deles diz nada que não seja estupidez pura. Talvez o Etchegoyen e o Villas Boas estejam preparando um auto golpe dentro da caserna e pensem em substituir essas bestas quadradas por alguns colegas menos ignorantes? já estou achando que seria lucro.

      1. Desculpe,mas,é mais fácil conseguir água no Sahara do que achar um militar inteligente.
        A própia cultura militar é geradora de alienados ,não procure inteligência e raciocínio onde eles são punidos.

        1. Eu não disse inteligente. Disse alguém que saiba ler e escrever, o que a turma do Coiso não sabe. Está claro que são analfabetos funcionais, o que aumenta o perigo. De resto, concordo: inteligência militar é para muito poucos estrategistas e certamente não existe no Brasil.

      1. Na economia, será a repetição da Zélia Cardoso de Mello e Collor…fizeram exatamente aquilo de que acusavam Lula durante a campanha.

      2. Pois é, as bombas que setores militares explodiam no início dos anos 80 (para justificar a continuidade do golpe) mandam lembranças.

        Em tempo, bastou o PT chegar ao governo para que as revistas do Clube Militar “pagassem pau” para esse guru dos infernos.

  9. Britto, vou dar um testemunho pessoal : mais ou menos dois anos atrás, estando pro acaso num almoço entre vários médicos, eis que um deles depois de ter tomado vinho demais, começou a vangloriar-se do passado , contando ter sido um agente do SNI clandestinamente colocado numa Universidade Federal cursando medicina, a fim de infiltrar-se no movimento estudantil…Tduo dito com detalhes e nomes de operaç0es confirmadas pela minha memória !!! Como ele, muitos outros fizeram o mesmo e disse estarem adormecidos mas que a reação estava pronta e seria implacável.
    Isso, antes do impeachment de Dilma ..
    Pelo jeito, ele estava bem informado !

  10. É so na madrugada o tse simplesmente dizer que a candidatura do psl é ilegal melhor o partido está irregular e cassar todos os eleitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *