Helena Chagas: nova leva de revelações do Intercept vem hoje ou amanhã

A jornalista Helena Chagas diz, no site Os Divergentes, que, entre hoje e amanhã, haverá “uma nova leva de conversas a serem vazadas pelo Intercept com mais diálogos indecorosos mostrando a articulação entre o então juiz e os acusadores do ex-presidente Lula na Lava Jato”.

Normalmente bem informada, Helen diz que estas novas conversas vão determinar o tom do depoimento de Moro no Congresso, amanhã, no Senado, onde sua situação é mais confortável que na Câmara.

Não dá para prever, porque não podemos ter certeza de se e o quê será mostrado.

Mas, pelo que se intui da forma com que vem seurgindo, parece que o The Intercepte ainda está nó nos “aperitivos”.

Novas revelações podem esquentar depoimento de Moro

Helena Chagas, n’Os Divergentes

O ministro da Justiça, Sergio Moro, passou do ponto de não-retorno em sua opção por uma trajetória política com o vazamento, pelo The Intercept, das conversas impróprias com Deltan Dallagnol e integrantes da força-tarefa da Lava Jato. Entre uma aparição no programa do Ratinho e a ida à marcha dos evangélicos em São Paulo, irá nesta quarta-feira à CCJ do Senado tentar se explicar. A persona do juiz já ficou lá atrás, e é como político que Moro terá que entrar no bateu-levou com os senadores.

Moro irá à CCJ a seu pedido, numa operação articulada pelo governo para tentar esvaziar os pedidos para criação de uma CPI destinada a investigar as conversas e seu vazamento. Em princípio, portanto, uma manobra de salvamento.

Mas, assim como ocorre com as CPIs, depoimentos no Senado nós sabemos como começam, mas nem sempre como terminam. Basta lembrar de alguns ex-ministros que chegaram ao Senado seguros e confiantes e de lá saíram demitidos. Não é comum, mas acontece.

Senadores de oposição estão reunidos hoje para estudar perguntas e traçar estratégias. Moro deve estar recebendo seu media-training, com dicas também dos assessores parlamentares governistas. Afinal, ele passou a vida se comunicando nos autos e não é bom de discurso.

O fator decisivo para o desempenho do ex-juiz, porém, poderá ser uma nova leva de conversas a serem vazadas pelo Intercept entre hoje e amanhã, com mais diálogos indecorosos mostrando a articulação entre o então juiz e os acusadores do ex-presidente Lula na Lava Jato. O que já saiu até agora é bastante grave, mas conhecido e discutido. Sob o fator surpresa, novas revelações poderiam deixar Moro sem resposta. No mínimo, teriam um efeito midiático.

O governo Bolsonaro, que resolveu politizar as coisas e apoiar seu ministro da Justiça, teve bastante sucesso na criação de novas crises que, inevitavelmente, disputaram espaço com o escândalo da Vaza-Jato nos últimos dias. Mas este será o principal espetáculo da quarta-feira. Já comprei a pipoca.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

12 respostas

  1. Acho que o tal “Pavão Misterioso”, em verdade, era o marreco misterioso – ajudado pelos seus amiguinhos da CIA.

    1. Tive uma visão. Eu andava por uma rua e, de repente, saiu o Carluxo detrás de uma árvore, com um espanador enfiado no rabo e fazendo glu-glu-glu.

  2. Está louco. Poderia sair preso de lá.
    Falar sobre o crime que cometeu e acha que vai sanar alguma coisa!
    Que seja preso.

    1. Caro Acoelhadinho.
      Como se vê, você nada entende de Leis. Sabe, ser um Bosó é um problema, mas você pode saná-lo, ao menos em parte!
      Experimente ler a Constituição Federal e logo ao início, se conseguires ter coragem, verás um tópico sobre as liberdades individuais e da imprensa.
      Além disso, se tocarem um só fio de cabelo de Glenn Greenwald, no mesmo dia caíra por aqui metade da imprensa Ianque e Europeia…
      Como podes ver, um Premio Pulitzer, Advogado e Jornalista nos EUA, Glenn sabe muito bem o que faz!
      Aproveita e vê se estuda um pouco!
      Detalhe, aqui não é lugar para gente ignorante!
      Boa noite!

  3. Cometeu crímes com a certeza da impunidade e a arrogância dos ignorantes ,chegou a hora da deshonra pública o descrédito e o possível isolamento.
    Não serão os babangélicos,os robôs e a matilha das redes sociais que irão segura-lo,mas,sempre tem um porém.
    Neste caso ,a quadrilha golpista que hoje está no governo ficará seriamente afetada ,caso as provas sejam tão contundentes ,ao ponto de que fique indefensável a participação do criminoso e sua quadrilha de procuradores ,na prisão ilegal e farsesca do Lula.
    Qual será o comportamento dos milicianos e de seus parceiros fardados? pode ser um —- é verdade,foi mesmo,e daí ,vão fazer o qué?–,
    É óbvio ,claro e concreto que estamos perante uma quadrilha poderosa e ciente de todo o ilegal,anti-nacional e imoral que foi feito na busca do poder ,e do nosso lado que temos??

  4. Cometeu crímes com a certeza da impunidade e a arrogância dos ignorantes ,chegou a hora da deshonra pública o descrédito e o possível isolamento.
    Não serão os babangélicos,os robôs e a matilha das redes sociais que irão segura-lo,mas,sempre tem um porém.
    Neste caso ,a quadrilha golpista que hoje está no governo ficará seriamente afetada ,caso as provas sejam tão contundentes ,ao ponto de que fique indefensável a participação do criminoso e sua quadrilha de procuradores ,na prisão ilegal e farsesca do Lula.
    Qual será o comportamento dos milicianos e de seus parceiros fardados? pode ser um —- é verdade,foi mesmo,e daí ,vão fazer o qué?–,
    É óbvio ,claro e concreto que estamos perante uma quadrilha poderosa e ciente de todo o ilegal,anti-nacional e imoral que foi feito na busca do poder ,e do nosso lado que temos??

  5. Funcionou por 5 anos uma organização criminosa que foi batizada de Republica de Curitiba.
    Observar que os crimes cometidos pelo Moro não se resumem aos que a VazaJato do Intercept está revelando. Em 2017, o Dr. Marcio Sotelo, ex-Procurador Geral de SP, apontava os crimes judiciais que Moro já tinha cometido. Além disso, o livro “Comentários a uma Sentença Anunciada” tem a análise da insustentável sentença de Moro contra Lula, escrito por 121 juristas.

  6. O juizeco usava bastante o “timing” dos eventos. Qual a melhor hora para vazar uma delação, mandar prender alguém, requentar algo já divulgado. Está provando do próprio veneno. O Intercept escolheu o momento certo para soltar “otras cositas” sobre o caso. Horas antes do juizeco comparecer diante da CCJ do Senado e tomara que sejam coisas mais cabeludas das que já sairam.

  7. E eu, ja estoquei pipoca para todo o ano, alias eu fiz o combo, pipoca, cachorro quente e refrigerante e pizza pra variar. E viva o Brasil!

  8. E eu, ja estoquei a pipoca para todo o ano, alias eu fiz o combo, pipoca, cachorro quente, refrigerante e pizza. E viva o Brasil!

  9. O juizeco sempre usou o recurso do “timing” dos fatos para soltar delações, requentar outras, prender pessoas. E o pessoal do Intercept está fazendo isso, pelo menos agora, com a liberação de outras gravações às vésperas do comparecimento do marreco na CCJ do Senado. Pelo menos, essa noite ele não dorme direito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.