Indústria cai forte, acima das previsões pessimistas

O “otimismo” da economia com o governo Bolsonaro ficou, e olhe lá, apenas no mercado financeiro.

A produção industrial, com os dados de janeiro divulgados agora há pouco pelo IBGE, teve forte queda.

Menos 0,8% em relação a dezembro passado e 2,6% a menor que janeiro de 2018, na série já expurgada dos efeitos sazonais da economia.

Os economistas ouvidos pela Reuters previam quedas muito menores:  0,1 por cento na variação mensal e de 1,2 por cento na base anual.

É provável que fevereiro até registre alguma alta, em função do calendário com carnaval em março, o que, mesmo com as correções estatísticas, influi. Mas isso será devolvido em março, porque os sinais seguem sendo negativos, ao ponto da “retomadista militante” Miriam Leitão admitir hoje que “os indicadores mostram que uma parte da economia não engrenou“.

Digamos que a parte não financeira, não é, Miriam?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

16 respostas

  1. Não tem economia que resista a estes índices.Argentina e seus saqueadores neoliberais consegue estar ainda pior que nós.
    Me pergunto que motivo leva a essa classe de imbecis ( a tal de classe “média”),que pensam ser ricos mas se deixarem de trabalhar morrem de fome ,a apoiar projetos que só lhe prejudicam. ????????
    Pior !!,fazem parte da parcela da população com acesso a INSTRUÇÃO,mas,lamentavelmente esta não os dota de INTELIGÊNCIA.
    A paulistada interior/capital faz parte desta cambada de imbecis úteis a estas enganações.

    1. Essas revistas por assinatura tipo ISTO É, VEJA entre outras, a classe média lê somente isso, essas revistas juntamente com a mídia e rádios padrão JOVEM PAN envenenam esse povo dia e noite noite e dia.Hoje tinha uma revista na varanda da minha casa da ISTO É, não sou assinante, mas meus tios são,e obviamente bolsonaristas, a revista é um cocô na capa tá fando do “MADURO O DITADOR QUE MATA SEU POVO DE FOME ATÉ QUANDO ISSO CONTINUARÁ”? É uma lavagem cerebral, é aí que a burguesia padrão FIESP/GLOBO a extrema direita nadam de braçada.

  2. Mesmo assim, o PIB misteriosamente pode subir.

    Me pergunto se não é a recuperação do preço das commodities na atividade extrativista, como o petróleo.

    Se fosse no governo Dilma, isso seria clarificado pelo jornalista das conjunções adversativas: Hélio Sardenberg. Ele iria dizer: O PIB subiu por causa da recuperação do preço do petróleo, MAS, PORÉM, CONTUDO, TODAVIA, ENTRETANTO, a produção industrial caiu.

    Como estamos na continuidade do governo golpista, vão ficar caladinhos.

    1. O comportamento do PIB não pode ser avaliado corretamente com base em dados mensais ou trimestrais, como acontece nas avaliações setoriais. Temos que olhar para as projeções do PIB no ano, que por sinal continuam uma lástima. E vale a pena lembrar que a inflação no atacado continua nervosa. O horizonte não é nada bonito, recessão com inflação em alta para daqui a pouco.

    2. O problema do pequeno soluço do PIB se assemelha a um carro que dá o prego por falência total dos órgãos, e se consegue que o motor estrebuche com algumas porradas em lugares sensíveis. O fato dele estrebuchar não significa nem de longe que esteja recuperado.

  3. Qual a novidade? Só sendo mesmo um economista como aqueles do mainstream para duvidar que isto viesse a acontecer. Um simples economista tipo Guedes, fascinado pelas aulas de trinta anos atrás de coleções de lápis proferidas em escola pela prima vez com ar condicionado. Ele não tem qualquer instrumento de formação acadêmica continuada para entender o que se passa agora no Brasil. Aliás, Piaget não classifica os economistas profissionais, muito distintos dos economistas-estadistas, como sendo capazes de criar. Mas sempre há exceções em qualquer regra. .

  4. POBRE DA MIRIAM LEITÃO… SUAS PREVISÃO SÃO ANTÍPODAS DA REALIDADE FORMA!
    QUANDO A REFINADA ABRE A BOCA, PODEMOS ESPERAR JUSTAMENTE O CONTRÁRIO!
    TRABALHADOR SEM AUMENTOS DE SALÁRIOS REAIS, SEM ESTABILIDADE, SEM SEGURIDADE, SEM VALORIZAÇÃO DOS SINDICATOS, SEM FORMAÇÃO ACADÊMICA ACESSÍVEL SIMPLESMENTE NÃO CONSOME!
    TCHAU MIRIAM…
    E, PENSAR QUE A GLOBO AINDA NÃO ENTENDEU…

  5. O PIB QUE SOBE, NÃO SOBE À MESA DA CASA DO POVO TRABALHADOR!
    NÃO COMPRA PRODUTO NAS LOJAS DOS EMPREENDEDORES PEQUENOS E MÉDIOS BRASILEIROS QUE ESTÃO PEDURADOS COM SUAS LOJAS E COMÉRCIOS À BEIRA DA FALÊNCIA!
    NÃO PAGA O CARTÃO DE CRÉDITO E O CHEQUE ESPECIAL LADRÃO QUE OS BANCOS BRASILEIROS ENFIAM NO RABO DA MAIORIA DOS BRAISLEIROS!
    NÃO GERA NOVOS NEGÓCIOS!
    NÃO ABRE EMPREGOS ESTÁVEIS E BEM REMUNERADOS!
    NÃO AQUECEM A ECONOMIA!
    INTERESSANTE, MIRIAM LEITÃO, A ECONOMISTA GLOBO-MOSSACKIANA AINDA NÃO ENTENDEU ESSAS QUESTÕES BÁSICAS DA VIDA COTIDIANA BRASILEIRA!
    ELA, MIRIAM LEITÃO, TEM OS PÉS NO BRASIL, MAS A CABEÇINHA ESTÁ ACALENTADA EM UM TRAVESSEIRO EM MIAMI BEACH!

  6. Onde fica o fundo do poço?
    Vai passar nessa avenida um samba popular…Sanatório geral, vai passar!!!!!

  7. Basta tirar a Dilma para recuperar a “confiança” dos “empresários”…..
    A Ponte para o Futuro e a equipe econômica (um verdadeiro Dream Team) do presidente Temer vai recuperar a “confiança” dos “empresários”…..
    A reforma trabalhista e o “cap” do teto de gastos vai recuperar a “confiança” dos “empresários” e despertar o “instinto animal” de nossos “empresários” ….
    Bolsonaro é o candidato do Mercado e de sua as agenda de reformas modernizantes….
    A reforma da previdência vai devolver a “confiança dos empresários”…..

    Os jovens velhacos e os velhos moleques irresponsáveis do Mercado mentem e se desmentem quase diária e impunimente a já largos cinco anos. Antes eles iam entusiasmadíssimos fazer seus workshops anunciando o “fim de um Brasil e a criação de um Novo Brasil” aos “investidores estrangeiros” (sic, era só bancos e hedging funds mesmo), mas cada vez que retornavam de suas giras voltavam mais e mais cabisbaixos com a fria e desconfiada recepção dos “estrangeiros” que ao final foram os primeiros a se dar conta que aqueles arroubos e contos não passavam de desejo, auto-engano e simple fanatismo político. A sorte deles é que o grande público não vê essas cenas ….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *