Irmão de bicheiro fuzilado hoje pode ter relação com ex-PM Adriano

A morte de Alcebíades Garcia, metralhado hoje ao chegar em casa, na Barra da Tijuca, pode ter relação com o caso do ex-capitão Adriano Nóbrega, morto há duas semanas na Bahia, numa operação que se suspeita possa ter sido uma queima de arquivo.

Bidi, como era conhecido, travava uma disputa com a filha de seu irmão, o bicheiro Valdomiro Garcia, o “Maninho”. A filha de Maninho, Shanna, tinha Nóbrega, herdado do pai, como um de seus guarda-costas e homem de confiança.

Tio e sobrinha viviam se enfrentando por conta da herança e Alcebíades foi à polícia acusá-la de tomar, na marra, uma fazenda que ocupara e pertencia ao irmão bicheiro.

Maninho era amigo de outro bicheiro, Rogério Andrade, cujo filho, Diogo, morto em 2011, num atentado com explosivos.

Um dos seguranças de Andrade, depois alvo de uma explosão de outra bomba, que lhe custou a perna, era o também ex-PM Ronnie Lessa.

Mas, é claro, tudo é mera coincidência.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

14 respostas

  1. A Colômbia é aqui. A direitalha, que falou tanto em Cuba e Venezuela, acabou nos transformando na Colômbia.

    1. Se a esquerda vencesse, eles prometiam transformar o Brasil numa Venezuela, provavelmente com um auto-proclamado que trump convidaria para sua fala no congresso para reportar o “state of the union”, como fez com guaidó.
      A hipótese de o Brasil transformar-se numa Venezuela era na verdade a ameaça do que fariam se perdessem.
      Vencendo (à la colombiana, com fraude, parcialidade do judiciário, e tudo o mais do pacote da CIA mancomunda com a elite local) fizeram do palácio da Avorada uma réplica da Casa de Nariño, com seu convescote de militares e milicianos (o equivalente brasileiro das “auto-defensas” colombianas). Tal como na Colômbia as execuções extra-judiciais começam a tornar-se regra. O assulamento que buscam frenticamente criar é para que tenham “álibis” para começar a assassinar opositores – assassinatos à la Marielle lhes custa um grande preço político.

    2. Tá difícil definir no que transformaram o nosso País. Talvez a melhor definição venha dos talibãs.

  2. De grão em grão a galinha enche o papo. De coincidência em coincidência se chegará aos verdadeiros mandantes de tanta matança. Já não é só mais Mariele.

    1. Caminhamos para a barbárie, México, Paraguai” serão café pequeno perto do Brasil. Vide o caso do Ceará. a
      maioria dos assassinatos são acertos de contas.

  3. O verdadeiro miliciano Adriano está vivo, hospedado com um passaporte falso em um hotel em Budapeste. Foi descoberto pela inteligência russa. Minha fonte (que por razões óbvias, não posso citar) é um amigo que mora em um país da Europa que, por razões de ofício, tem contato com a embaixada russa daquele país e que vazaram esta informação para ele.

  4. Ninguém se iluda o RJ se tornou um Estado marginal. Grupos de Milicianos se digladiando. Isto que aconteceu é um acerto de contas entre bandidos, mas podem crer está so começando. Al Capone está sendo copiado aqui no RJ e outros Estados da Federação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *