Juiz rejeita denúncia de Moro e Aras contra presidente da OAB

A ação que pedia o afastamento do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, e sua denúncia pelo crime de calúnia por ter dito que Sérgio Moro, ao insinuar ter “tranquilizado” autoridades supostamente citadas nas mensagens capturadas pelos “hackers” da Vaza Jato foi recusada pelo juiz da 15ª Vara Federal de Brasília, Rodrigo Bentemuller, segundo informa Lauro Jardim, em O Globo.

Santa Cruz havia dito que Sérgio Moro “usa o cargo, aniquila a independência da PF e ainda banca o chefe da quadrilha ao dizer que sabe das conversas de autoridades que não são investigadas.”

O juiz rebarbou, na sentença, os argumentos do Procurador Geral da República, Augusto Aras, que agiu como representante de Moro no Tribunal e acabou com as pretensões do ex-juiz de continuar a ser o “dono da lei”:

— Constata-se que embora tenha sido incisivo em suas afirmações e questionamentos (…) inexiste qualquer indício de que tenha agido com o intuito de ofender a honra do magistrado (…). É descabido falar em afastamento do presidente da OAB, tendo em vista a ausência de cometimento de delito no caso apresentado. Eventual pronunciamento acima do tom por parte de representante da OAB não deve ser motivo para seu desligamento temporário do cargo por determinação do Judiciário, cabendo à própria instituição avaliar, dentro de suas instâncias ordinárias, a conduta de seu presidente, legitimamente eleito por seus pares, através do sistema representativo.

Espera-se que o sr. Aras, em atenção à perdida independência do cargo de Procurador-Geral da República não recorra e, como os gatos, enterre ao menos esta mancha inaugural de seu mandato.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

7 respostas

  1. QUADRILHEIROS ,BANDIDOS ,DELINQUENTES .
    TORÇO PARA QUE O DIA QUE ESTE PAÍS FIQUE LIVRE DESTAS LACRAS ,HAJA GENTE COM CORAGEM E SEM O RABO PRESO PARA DAR A ESTES MELIANTES O CASTIGO QUE MERECEM.
    NÃO PODEM FICAR IMPUNES ,EM ESPECIAL O JUIZECO AGENTE YANQUEE.

  2. Se um dia este país recuperar a democracia, será necessário um saneamento completo na máquina pública, começando pelo ministério público federal. Os concursos realizados, para preenchimento de cargos com alta remuneração, precisam sofrer mudanças estruturantes, talvez desta forma, se inviabilize a aprovação de gente incapaz.

  3. Percebe-se claramente na sentença que o juiz valoriza bastante o fato de que o presidente da OAB foi eleito por votação democrática de todos os advogados do Brasil. Isso serve para aparar as asinhas de quem se acha investido de poderes que independem da democracia. Vá-se preparando, mister ex-juiz. Se conseguir chegar politicamente inteiro a 2022 e se candidatar, vai ter seus belos 8% de votos. Muito, muito, para quem nada merece que venha da democracia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.