“Lava Jato” pede impedimento de Gilmar no caso “Paulo Preto”

Mal havia sossegado o caso da investigação da Receita Federal sobre Gilmar Mendes, os “rapazes de Moro” na Força Tarefa da Lava Jato em Curitiba voltam a atacar o ministro menos dócil ao seu grande líder.

Eles dirigiram à Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, representação para que ela peça o impedimento de Gilmar em julgamentos que envolvem o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, Paulo Preto, arrecadador de recursos do PSDB.

Os procuradores liderados por Deltan Dallagnol sustentam que mensagens trocadas entre o ex-ministro e ex-Senador Aloysio Nunes Ferreira, seu advogado – o ex-procurador José Roberto Santoro – e o ex-Ministro da Segurança Pública, Raul Jungman, provariam a influência de Aloysio na concessão do habeas corpus que colocou Paulo PretoI em liberdade.

Dificilmente Raquel Dodge acatará o pedido da Lava Jato. Solicitar o impedimento de um ministro do STF nesta condições é quase o mesmo que afirmar que ele agiu de forma ilegal.

O que, em relação a Gilmar Mendes pode se saber, mas não se pode escrever.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

7 respostas

  1. Defender um dos dois (Gilmar ou Farsa a Jato) é defender o Estado de exceção. Não há heróis nessa história, embora tenha visto alguns blogs progressistas enaltecerem o “garantismo” de Gilmar. Se isso fosse verdade, não teria ferrado o Lula em decisões monocráticas (quando o impediu de ser ministro ou quando negou seguidos habeas-corpus).

  2. Com mais de dois bilhões de reais para gastar e sem satisfações a dar, a Lava Jato vai ser mais poderosa do que os três poderes reunidos.

  3. A lava-jato se prepara para ser a nova cara da direita. Matando os concorrentes. O tempo de Jair também chegará.

  4. “mensagens trocadas entre o ex-ministro e ex-Senador Aloysio Nunes Ferreira, seu advogado…”
    Ué, isso não é ilegal? Interceptar mensagens entre um suspeito e seu advogado? Por mais que não se goste de um, de ambos ou, ainda, de um terceiro atingido que quase ninguém gosta? Só queria saber, perguntar não ofende, né?
    Aparentemente não houve mudança no MO da Lava Jato, sempre muito diligente… Parabéns, rapazes.

  5. Com autoria . ” tantas você fez , abusou da regra três ” . Abrindo vaga no STF.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.