Lira, por Bolsonaro, quer entregar controle da Petrobras, já

É gravíssima a declaração do nauseabundo presidente da Câmara dos Deputados, sugerindo uma “jogada” para privatizar a Petrobras burlando a decisão do Supremo Tribunal Federal de que isso exige uma mudança na Constituição brasileira.

Arthur Lira está sugerindo que , por lei ordinária, o BNDES venda as ações que possui da empresa (o banco e a empresa de participações, Bndespar) e o controle passe a ser privado e, provavelmente, estrangeiro, ou exercido por algum grupo nacional tornado “testa de ferro” por um acordo de acionistas.

“O governo pode, por um projeto de lei ou numa discussão mais rápida, vender as ações que tem no BNDES, em torno de 14%. Ele [governo] deixaria de ser [acionista] majoritário, ele tiraria das suas costas essa responsabilidade da falta de sensibilidade da Petrobras”.

Então o problema é “tirar das costas do governo” a insensibilidade da política de preços da empresa e não o de mudar a política de preços? Se extorquido por grupos privados é aceitável?

Vender a maior empresa brasileira e seus bilhões de barris de petróleo do pré-sal é como vender um pé de couve?

O parlamento brasileiro está chefiado pelo pior tipo de escória, que tem como “solução” para tudo vender e colocar dinheiro no Orçamento para ser sugado por seu clintelismo político, quando não pelas falcatruas associadas a eles.

É preciso liquidar o mais rápido possível o processo eleitoral, já no primeiro turno, para que esta gente não tenha instrumentos para cometer seus crimes contra o país.

Não vai acontecer, mas barata a gente pisa antes que nos suba às pernas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.