O “quanto vale o show” das delações

brotadinheiro

O senador e ministro Blairo Maggi não é apenas um dos homens mais ricos do Brasil:  é o 45º mais rico do Brasil e o 1.607º mais rico do mundo, segundo lista da Forbes (2015).

Não o exime, claro, de estar metido em varejos de compra e venda de políticos – ou será novidade que no Brasil inteiro e no Centro-Oeste, especialmente, mandatos se compram e vendem? – porque, afinal, grandes fortunas, em algum momento, são formadas por negócios sombrios.

Não existe esta história de que “rico não precisa se sujar por bobagem”, porque são raríssimos os que vi, ao longo da vida,  dispensarem qualquer oportunidade de ganhar dinheiro.

Mas serve para mostrar o quanto há de imundície na “onda das delações premiadas” sob a qual o país naufraga.

Afinal, Maggi está sendo investigado por “prática de obstrução de investigação criminal, que consistiu em pagar colaborador para mudar versão de depoimentos e pagar investigado para não celebrar acordo de colaboração”, segundo o Ministério Público.

Não menos espantosa é a notícia de que “Joesley Batista desconfia que pode ser traído por Ricardo Saud“, publicada pela Folha, dando conta de o companheiro de copo e inconfidências do empresário “pode traí-lo caso a negociação com o Ministério Público Federal para preservar benefícios que obtiveram no acordo de delação premiada naufrague”.

O Judiciário virou um espetáculo e nele, está claríssimo, o “quanto vale o show” impera.

Há medo de cadeia para dizer e não dizer, mas há dinheiro para não dizer e para dizer.

O campo do moralismo é fértil para a roubalheira.

 

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

6 respostas

  1. Exportações fictícias, aeronave em situação irregular… Como dizia minha Avó: “Não se faz fortuna sem ganhar em cima do trabalho alheio ou agindo com legalidade e ética.”

  2. Não tenho dó de golpista…no fim eles dão um jeito! Todos têm rabo preso…com o STFede, com tudo, não se esqueçam!

  3. A mídia golpista vai blindar mais um bandido… sairá ileso! Já Lula, diria: Lula na cova dos leões! Sairá ileso??? Como disse um jurista: “Quem tem Sergio Moro como acusador, precisa de Deus como defensor…” De uma coisa é certa: vimos quanto ódio o MPF e Sergio Moro destilam contra o Lula. Seus perseguidores são cínicos e arrogantes contumazes!!!

  4. Calma gente, não é bem assim.
    Janot faz pressão em cima do Temer para garantir as vendas do patrimônio público que está sendo feita pelo PSDB. Para isto, usa o Joesley, que como grande caipira metido a esperto, achou que poderia participar da quadrilha financiando a derrubada da Dilma. Si fu.
    Dentro em breve teremos um jantar em Paris com Joesley, Janot, Gilmar, Temer, Gedel, Aécio, Moro, Dalagnoll et caterva. Fernando Henrique irá adorar pois é pertinho da casa dele.

  5. Esse blog e alguns outros desempenha um papel fundamental de esclarecer as coisas, de apresentar uma versão diferente daquela trombeteada com arrogância criminosa e desfaçatez e canalhice pelo Globo, aliás pela Globobosta, como um dos comentadores com grande precisão e sabedoria observou.
    O gravíssimo nesse show de barbárie e molecagem é que junto com os grandes ladrões, vai o Lula, já condenado, com mais condenações na fila e o Garotinho, meu Deus! E é tudo a mesma coisa, todos são ladrões. E se fabricam sentenças e se prende líderes populares importantes e se destrói, se faz terra arrasada da política. Quem vai sobrar dessa matança, desse genocídio? Será que estão imaginando que o Aécio se salva?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.