Mais um brizolista histórico diz não a Ciro

Tal como ocorreu há uma semana com o advogado Carlos Roberto Siqueira Castro, outro discreto e inatacável companheiro de Leonel Brizola entra na luta para não deixar que o legado do brizolismo não seja arrastado para uma irresponsabilidade política que pode comprometer as liberdades públicas no Brasil. O jornalista e escritor José Augusto Ribeiro, tomou a iniciativa de gravar e difundir um vídeo em que dá seu testemunho sobre o que já falei aqui: em 2002, diante do perigo que a divisão provocasse ou mesmo desastre da eleição vencida por Fernando Collor, apoiou e pediu, inutilmente, para que Ciro Gomes somasse forças a Lula já no primeiro turno, para garantir o triunfo das forças progressista.

O depoimento (assista ao final do post) de José Augusto Ribeiro, responsável por registros importantíssimos da história brasileira, não deixa margem a dúvidas sobre os deveres de quem, por décadas, acompanhou o velho líder gaúcho. E mais ainda porque Ribeiro – tal como Siqueira Castro – é homem discreto, que não se mete em politicagens eleitoreiras e é sempre muito econômico em entrar em polêmicas de natureza partidária.

Na próxima quarta-feira, (no Sindicato dos Engenheiros do Rio, às 18 horas), os que restamos deste capítulo valente da história brasileira vamos reafirmar a coragem que nunca faltou, como Brizola, coerência e coragem para assumir posições claras, destemidas e em harmonia com o nosso povão, de quem nenhum interesse mesquinho tirará a memória de quem jamais o traiu.

Como escrevi aqui, Não em nome dos brizolistas, Ciro.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *