Minha Casa, Minha Vida fez 3/4 das habitações em dez anos. E acabou…

mcmvqueda

“Entre 2008 e agosto de 2017, foram lançadas 6,3 milhões de unidades [habitacionais] no Brasil” , anunciou ontem um estudo realizado pela Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) e pela  Fundação Instituto de Pesquisas (Fipe), da USP.  Destas unidades, nada menos que 4,9 milhões, ou 77,8% , foram do Programa Minha Casa Minha Vida.

Oi seja: de cada dez moradias feitas no Brasil, oito foram do programa habitacional dos governos Lula e Dilma.

Ou eram, porque o Minha Casa, Minha Vida está virtualmente paralisado, com o nível de investimento praticamente “zerado”

Quer dizer que o país que fazia 630 mil moradias por ano e chegou a fazer um milhão de lares em 2013, agora se contenta em fazer 300 mil.

Os recursos para o Minha Casa, Minha Vida caíram de R$ 13 bilhões, em 2015, para R$ 7,6 bi este ano e, em 2018, para apenas R$ 5 bilhões. Isso no Orçamento, sendo menor, provavelmente, o desembolso efetivo.

Portanto, para cada três famílias que alcançavam um imóvel, duas não alcançam mais.

E para onde irão estes “sem casa” que teimam em existir? Para a rua, para o morro, para o charco…

Para o mesmo lugar onde foram os milhões de empregos que essa atividade gerava.

 

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

30 respostas

  1. Vamos voltar ao tempo do governo do FHC em que FSP mancheteava (21/01/96): Lavradores do Piauí vivem em cavernas
    Os lavradores que vivem na fronteira entre o Piauí e o Ceará encontraram uma forma inusitada para fugir da insegurança de se viver sob o teto de uma palhoça. Foram buscar abrigo em cavernas. Nesta região do Brasil, há dezenas de famílias de pequenos agricultores morando sob as rochas, em grutas e cavidades insalubres das Serras da Ibiapaba e Grande.
    As cavernas que servem de habitação em Pimenteiras (256 km a sudeste de Teresina) têm variados formatos, a que os moradores se adaptam segundo as necessidades e o tamanho da família. Em geral, as moradias encontradas prontas na natureza são bem maiores do que as erguidas com barro e palha pelos lavradores pobres na região. “Aqui dentro cabe rede que não acaba mais”, orgulha-se José Pereira, 71, que mora na mesma caverna desde 1959 e criou 11 filhos sob um teto de pedra sem divisórias. Esse é o governo que colocaram no Brasil par destruir tudo o que o PT havia feito.

  2. Programa com uma ideia excepcional porem mal formatado assim como o “Minha Minha Vida Rural” (onde um mesmo agricultor conseguiu construir três casas no seu terreno e outros ficaram de fora e ainda tinham que pagar um valor – cerca de 500,00 – para um intermediador para dar ?palestra? aos futuros ocupantes das casas rurais).
    No Minha Casa Minha Vida Urbana não foi planejado o tamanho dos lotes, as distancias nas construções, o espaço de lazer das famílias residentes… As casas foram construídas muito próximas uma das outras oferecendo apenas um teto e não um LAR como deveria ser.

    1. Você tem dados, imagens e informações para confirmar o que disse ou está só chutando? A sua última frase é fabulosa. Me lmebrou até o título de uma música> A house is not a home.

      1. Vou pedir para dar uma olhada nos papeis de um colega vizinho do meu sítio que solicitou o MCMVrural e estava na ” 4ª lista em MG” mas aí Dilma cortou os repasses obedecendo o tucano Levy… Daí se ele permitir eu vou tirar cópia e respondo aqui.

        1. Vou pedir para o primo do amigo do irmão do meu vizinho para ler o material que você vai enviar. O que você está citando é um caso particular. O seu comentário era mais abrangente.

    2. São casas e apartamentos populares de razoável qualidade se comparado ao mercado imobiliário privado. Não entendi a crítica? No Japão, e em muitos centros urbanos dos países desenvolvidos, os espaços às vezes são exíguos, mas não menos valorizados e até muito disputados. Qual é a sua definicao de LAR?

      1. Também não entendi o teor da crítica do Edson.

        Há cerca de 5 anos atrás, a ONU-Habitat (braço da ONU para questões habitacionais) esteve no Brasil para documentar o programa brasileiro de moradias populares no âmbito do Minha Casa, Minha VIDA como um dos maiores sucessos do mundo. Especialmente em termos de dignidade humana.

        Principalmente, porque não se resumia a uma mera questão de construção de casas, mas de fornecer a infra-estrutura social associada ao direito à moradia, como sanemaneto básico, UPAs, escolas e etc.

        A sinergia entre as esferas federal, estadual e municipal (junto à iniciativa privada na construção, homologação e etc.), também foram consideradas exemplares, enquanto fatores de dinamismo.

        1. Exato. Foi o que vi também em documentário feito pelo PT (se não me engano) onde mostravam a qualidade e a infraestrutura social das construções que nem sempre existem em construções habitacionais dos bairros nobres.

    3. A política habitacional é um dos itens que precisa ser reavaliado numa eventual volta do PT ao Governo. Os preços dos imóveis subiram significativamente, e de forma muito superior ao crescimento da renda, principalmente devido ao farto crédito subsidiado do período. Ficou muito mais caro comprar ou alugar imóveis. É preciso analisar melhor os efeitos dessa política, seus vencedores e perdedores.

  3. O PSDB governou o Brasil por oito anos (2.880 dias) por meio do FHC, gostaria que alguém apontasse alguma grande obra feita no Brasil que beneficiasse a população, no entanto ele é considerado pela Mídia um primor. Na sua ambição de se eleger quebrou o Brasil várias vezes, comprou a câmara para se reeleger, nos levou ao FMI de pires na mão, e causou um brutal estagnação na economia. Que motivo tem alguém em acreditar nessa direita que esta aí reproduzindo aquele desastroso governo.

  4. Na entrevista deliciosa que Leonel Brizola deu a Samuel Wainer,Plínio Marcos e Tarso de Castro em 1980 no canal que passava o show do esporte de Luciano do Vale,Brizola trata desse escândalo da moradia,dizendo que ninguém entende isso no mundo com gente morando em 2 metros quadrados de maneira ilegal.

    O assunto estava sendo resolvido no Brasil,mas o tal povo escolheu o fim do minha casa minha vida.

    Mas na verdade eu adoraria que o site Tijolaço não desse atenção aos comentários de gente covarde igual Ricardo Kotscho,por exemplo,que foi assessor do Lula,mas eu sou apenas um leitor do site a vários anos e nada mais.Quem manda é FB.

    O cara é um bunda mole mesmo,frouxo e deve estar atrás de uma boquinha na ISTOÉ,VEJA,ÉPOCA,SBT,Bandeirantes,Redetv,para poder garantir seu plano de saúde ou ter uma velhice pelo menos boa.

    Quando abro os sites de notícias que me informo,vejo esse cara exaltar Farsa Jato e dizer que o povo quer mudanças,quando ele sabe muito bem que Farsa Jato,como disse corajosamente Nirlando Beirão em plena Record News no jornal do Heródoto Barbero,que só tem um objetivo:tirar Lula das eleições.

    Será que esse cara não sabe que o triplex do Guarujá é da Caixa Econômica Federal?

    Será que ele ficou sabendo que dona Marisa foi assassinada por bandidos da Farsa Jato/Farsa Tarefa/Globo?

    1. Estamos vendo a tal mudança que o povo quer nos adesivos de carro:Bolsonaro 2018.

      Depois da mudança Temer/Cunha/Lava Jato é essa a mudança que o sábio povo quer.

      1. Se, depois de derrubarem Fulgêncio Batista e aquele regime que vigorava em Cuba, Fidel e os revolucionários deixassem o povo votar, em pouco tempo a merda estaria do mesmo jeito que antes. Ou pior.

  5. FHC e FIGUEIREDO disseram o mesmo em frases diferentes; o primeiro esqueçam o que escrevi! O segundo; me esqueçam! O plano real teve diversos criadores e o principal foi o Rubens Ricupero ( sem menosprezar outros economistas participantes). A economia estagnou por um preço que até hoje pagamos ( privatizando, sob ordens do FMI, Club de Paris e Banco Mundial ) suas sequelas nas áreas básicas de uma nação que é: EDUCAÇÃO, SAÚDE E SEGURANÇA.

  6. Torturadores brasileiros que participaram da operação Condor e que são heróis do Bolsonaro, finalmente serão Julgados. Agora me orgulho da justiça, mas não a do Brasil e sim a da Itália, nesse país infinitamente mais civilizado e honrado que o nosso, levam em consideração a dignidade humana, e não se tornou uma extensão escravagista como há que temos aqui.

  7. Não entendo bem isto.quando eu era criança tinha BNH,COHAB,CEHAB,PAR epor aí vai.vem um governo que troca nome de moradias populares que é um direito assegurado pela constituição (nossa carta magma).por MCMV, povo acha que encontrou a pólvora. Alguém sabe me responder o que o distinto governo Lula×Dilma fizeram com as moradias do PAC; será que a lava a jato não vai investigar a fundo o esgoto que é a Caixa Econômica Federal, o banco dito do povo. A ingerência da instituição é clara.

    1. A você de nós dar as informações sobre essas obras anteriores e os números de quantos foram beneficiados? Principalmente se a
      atendeu população carente e sem recursos?

  8. Ao Edson que afirmou que o “minha casa, minha vida” não fazia lares e sim “casas” só podemos responder da seguinte maneira: Era tão ruim, mas tão ruim, que o Deltan Dallagnol comprou algumas unidades para “investimento”.

    1. Engraçado ler um fã do “minha casa minha vida” comentando a notícia sobre a aquisição do promotor.

      Digo engraçado pq o fato de um promotor conseguir comprar uma unidade de um imóvel financiado pelo FDS demonstra o quão frágil o projeto era.

      Todas as residências, financiadas por este programa, ficaram a mercê dos especuladores imobiliários (como fez Dallagnol).

      Será que um dia saberemos quantas destas unidades caíram na mão de investidores?

      1. —–o fato de um promotor conseguir comprar uma unidade de um imóvel financiado pelo FDS demonstra o quão frágil o projeto era——
        O fato de um promotor comprar um imóvel é uma falha do sistema que não invalida o seu propósito original.
        Toda ação humana é passível de correção.Até seu “comentário”

        1. Melhor não conseguiria escrever, clap clap clap.

          Ainda estou sob o impact do que o da teoria genial do Spinoza, o sábio peribinha do psol, insinuando que o PT é partícipe no golpe contra ele mesmo!!!! Ge-ni-al

          Se já não bastasse esse jumentos do mbl/rl do lado direito do rio, agora temos que lhe dar com os Spinozas do lado (nem sei que lado!) de lá de qualquer universo paralelo.

      2. pelo contrário, ele não comprou se enquadrando ao financiamento, ele comprou a vista com o dinheiro de suas “palestras”.
        é livre a compra de apartamentos no empreendimento, agora se você se adequa ao programa Minha Casa, Minha Vida é outra história. Mostra seu desconhecimento total do programa

  9. Minha família é uma das tantas que se fu. Fui simular um financiamento pra comprar uma casinha essa semana e me deparei com a surpresa. Ou seja vou continuar morrendo no aluguel.

  10. Rindo dos empresários coxinhas da construção. Eu quero é VER os meritocratas se gabarem.
    LULA e DILMA fizeram tudo por eles e foram pra rua bater panela. Agora chupa coxinhas.

    1. Conheço vários desses coxinhas que estudam em universidades públicas, cujos pais conseguiram uma moradia no minha casa minha vida , morando em condomínio com piscina, com casa de material de 80 m2 com dois quartos e um bom pátio, não são um luxo, mas confortáveis, com prestação de 300,00 por 30 anos. Pois os coxinhas acham que o PT não fez mais que a obrigação e vão votar no Bolsonaro.

      1. É dureza meu amigo. Como dizem os coxas: herança maldita do PT. 14 anos com emprego em abundância, moradia, saúde e educação…. que herança maldita é essa?

  11. Poderia ter feito mais se houvesse algum tipo de restrição à renda do comprador.
    Isto evitaria que pessoas sem nenhum escrúpulo, calhordas e sem caráter, que já possuiam casa própria, comprassem unidades financiadas pela Minha Casa minha Vida.

  12. A companhia de habitação de um estado governado por um tucano esta fazendo várias propagandas na mídia falando do programa habitacional do estado.
    Difícil é saber quem fez se foi realmente o estado ou o programa minha casa minha vida do governo federal Dilma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.