Moro pediu, Aras fez: PF abre inquérito contra o porteiro

 

O procurador geral da República requisitou à Polícia Federal que instaure um inquérito “para apurar delitos de obstrução de Justiça, falso testemunho, denunciação caluniosa supostamente cometidos pelo porteiro do condomínio Vivendas da Barra” por ter dado dois depoimentos onde diz que ouviu do “Seu Jair”a autorização de entrada no condomínio do cúmplice do assassinato da vereadora Marielle Franco e de Anderson Gomes, em março do ano passado, informa o Estadão.

Os esbirros de Sergio Moro, que pediu o aval de Augusto Aras, portanto, estão autorizados a “partir para cima” do porteiro, dos policiais que o ouviram e das provas coletadas para provar que tudo é pura mentira.

Afinal, é transformar a PF em “Carluxo com distintivo” e tudo sob o “sigilo” da investigação, que protege, como vem protegendo, as manipulações.

É impossível investigar o que o porteiro disse sobre o presidente sem investigar o que, de fato, o presidente disse ou não disse a ele e isso requer autorização do Supremo, que ninguém pediu nem vai pedir.

Ontem, disse aqui que é preciso quebrar o sigilo – ressalvadas pistas e declarações que ainda estejam sendo checadas – do inquérito que virou, literalmente, caso de polícia.

Ninguém mais tem a confiança pública neste caso e é preciso deixar que a imprensa funcione como o controle externo que as instituições, nesta bagunça, deixaram de ter.

Não há mais ninguém com credibilidade para dar à sociedade certeza e que um par de assassinatos, ocorrido há 602 dias, envolvendo vizinhos do Presidente da República , que se mete diretamente na coleta de “provas” e que acusa o governador do Estado de estar “armando” depoimento.

Tudo tem de ser posto à luz do dia.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

10 respostas

  1. É uma baixaria.
    A marchinha de carnaval da Família Passos que circula na internet “Foi lá da casa 58 | Bolsolion, rei da selva queimada”, apesar de divertida é mais séria que as trapalhadas do marreco de Maringá: https://youtu.be/nKe0UirJ334

  2. E os jardineiros do condomínio, também vão ser investigados? Mas o mais incrível acontecimento foi a ida de senadores e deputados para pedirem a ministros do STF que mantenham a possibilidade de prisão em segunda instância, contrariando a Constituição.. É evidente que são noviços ou se sentem ingenuamente muito seguros, por isso não conseguem entender que amanhã eles poderão ser as primeiras vítimas de sua cegueira.

  3. E os jardineiros do condomínio, também vão ser investigados? Mas o mais incrível acontecimento foi a ida de senadores e deputados para pedirem a ministros do STF que mantenham a possibilidade de prisão em segunda instância, contrariando a Constituição.. É evidente que são noviços ou se sentem ingenuamente muito seguros, por isso não conseguem entender que amanhã eles poderão ser as primeiras vítimas de sua cegueira.

  4. É uma baixaria.
    A marchinha de carnaval da Família Passos que circula na internet “Foi lá da casa 58 | Bolsolion, rei da selva queimada”, apesar de divertida é mais séria que as trapalhadas do marreco de Maringá: https://youtu.be/nKe0UirJ334

  5. Este inquérito contra o porteiro vai ser o maior tiro no pé que esta turminha já deu. Aliás, pode ser que alguém tenha apontado o canhão de propósito para o pé do Bolsonaro. Se houver um inquérito minimamente correto, a defesa do porteiro vai provar sua inocência na maior tranquilidade. Tem a prova do papel onde ele registrou a entrada do carro assassino indo para a casa 58, e ele não podia saber que o carro era assassino, porque o crime sequer havia sido cometido. E nem estava comprometendo ninguém com coisa nenhuma, porque o ocupante da casa 58 nem sequer havia sido eleito presidente. Outra coisa, se atacarem o porteiro, terão de atacar também metade da polícia civil do Rio, e terão também de suportar todos os problemas gerados pelo sistema de comunicação que está suspeito de adulteração. E então ficará claro que a outra banda, e não o porteiro, é que mentiu. Preparem os ouvidos para ouvir o estrondo do tirão no pé

    1. Eu não tenho tanta certeza disso. Com a justiça que temos capaz do porteiro virar o vilão e o Bozzo sair dessa como vítima.

  6. Aras veja, ou desculpas, ora veja, pode-se esperar algo diferente? sub capacho do supra pelego?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.